Descoberto o Homo Sapiens mais antigo fora de África

(dr) Klint Janulis

Escavações em curso no sítio arqueológico de Al Wusta, Arábia Saudita

Um osso de dedo fossilizado de um humano moderno de 90 mil anos, encontrado no Deserto de Nefude, na Arábia Saudita, revela que o primeiro êxodo humano fora de África foi mais expansivo do que se pensava.

A descoberta é o fóssil do Homo Sapiens datado mais antigo fora de África e do Oriente, segundo o Instituto Max Planck para a Ciência da História Humana, na Alemanha.

Antes desta descoberta, pensava-se que as primeiras dispersões na Eurásia não tinham tido êxito e se tinham limitado aos bosques mediterrânicos de Levante, às portas de África.

Os resultados deste estudo, publicado na segunda-feira na revista Nature Ecology & Evolution, detalham a descoberta realizada no sítio de Al Wusta, um antigo lago de água doce localizado no que agora é o hiperárido deserto de Nefude.

Vários fósseis de animais, incluindo de hipopótamo e pequenos caracóis de água doce, são encontrados em Al Wusta, assim como muitas ferramentas de pedras feitas por humanos.

Entre estas descobertas, encontrava-se um fóssil bem conservado e pequeno, com apenas 3,2 centímetros de comprimento, que foi imediatamente reconhecido como um osso de dedo humano.

O osso foi digitalizado em três dimensões e a sua forma foi comparada com outros ossos dos dedos, tanto de indivíduos Homo Sapiens recentes, como de outras espécies primatas e outras formas de humanas primitivos, tais como os neandertais.

(dr) Ian Cartwright

Fóssil de dedo encontrado no sítio de Al Wusta, na Arábia Saudita

Os primeiros humanos colonizaram uma ampla região do sudoeste asiático

Os resultados mostraram de forma conclusiva que o osso do dedo, o primeiro fóssil humano antigo encontrado na Arábia Saudita, pertencia à nossa espécie.

Utilizando uma técnica chamada datação por séries de urânio, foi utilizado um laser para fazer orifícios microscópicos no fóssil e medir a proporção entre minúsculos traços de elementos radioativos. Estas proporções revelaram que o fóssil tinha 88 mil anos de antiguidade.

Outras datas obtidas de animais associados fossilizados e sedimentados convergiram a uma data de aproximadamente 90 mil anos atrás. Outras análises ambientais também revelaram que o sítio tinha sido um lago de água doce num antigo ambiente de pastagem, muito distante dos desertos atuais.

O autor principal do estudo, Huw Groucutt, da Universidade de Oxford, no Reino Unido, e o Instituto Max Planck para a Ciência da História Humana, afirma em comunicado que “esta descoberta demonstra conclusivamente, pela primeira vez, que os primeiros membros da nossa espécie colonizaram uma região expansiva do sudoeste da Ásia e não apenas a área restrita ao Levante”.

“A capacidade destes primeiros povos para colonizar amplamente esta região levanta dúvidas sobre os pontos de vista sustentados de que as primeiras dispersões fora de África foram localizadas e não tiveram êxito”, acrescenta o comunicado.

Os desertos modernos da Península Arábica já foram exuberantes prados que os humanos puderam colonizar.

“A Península Arábica considerava-se há muito longe da etapa principal da evolução humana. Esta descoberta coloca firmemente a Arábia no mapa como região-chave para entender as nossas origens e expansão para o mundo”, acrescenta o líder do projeto, Michael Petraglia, cientista do Instituto Max Planck para a Ciência da História Humana.

“À medida que o trabalho de campo avança, continuamos a fazer descobertas notáveis na Arábia Saudita”, conclui o investigador.

PARTILHAR

RESPONDER

Empresa norte-americana quer recuperar o transmissor do Titanic que lançou as chamadas de socorro

A empresa privada norte-americana RMS Titanic Inc quer remover o equipamento de rádio da empresa Marconi que está entre os destroços do Titanic. A empresa pretende levar a cabo a "remoção cirúrgica" dos aparelhos de …

Luigi di Maio deixa liderança do Movimento 5 Estrelas

O líder do Movimento 5 Estrelas (M5S) demitiu-se da liderança, esta quarta-feira, e apelou a uma refundação do partido italiano, que atravessa uma crise interna e uma série de maus resultados em eleições regionais. Luigi Di …

Nova técnica combina injeções geladas e salgadas para combater a gordura

Uma equipa de cientistas, da Universidade de Harvard e do Hospital Geral de Massachusetts, testou um novo tratamento que derrete a gordura da barriga. A nova técnica, desenvolvida por investigadores da Universidade de Harvard e do Hospital …

Jogadores "imploraram pela vida" em Alcochete

O lateral esquerdo Lumor e o guarda-redes Salin foram ouvidos, esta quarta-feira, na 21.ª sessão do julgamento da invasão à academia leonina. Lumor, que está emprestado pelo Sporting ao Maiorca, de Espanha, foi ouvido através do …

Mais de metade dos jovens escolhe os mesmos empregos

Mais de metade dos adolescentes portugueses querem ter os mesmos empregos e, a nível internacional, muitos jovens escolhem carreiras que exigem qualificações académicas, mas para as quais não pretendem estudar. O maior inquérito que avalia o …

Salvador Sobral entra no filme de Will Ferrell sobre a Eurovisão

Salvador Sobral vai aparecer no filme "Eurovision" e já gravou uma cena com Will Ferrell. O vencedor da Eurovisão em 2017 vai cantar uma canção no filme da Netflix e ainda contracenar com o ator …

Para evitar a desertificação, há uma cidade a vender casas a 1 euro

A cidade de Bisaccia, em Itália, está a vender 90 imóveis por apenas um euro. O compromisso é que os compradores renovem as habitações. A cidade italiana de Bisaccia, no sul da Campânia, em Itália, está …

Daniel Podence a caminho do Wolverhampton

Daniel Podence deverá ser anunciado em breve como novo reforço dos Wolves, equipa inglesa orientada por Nuno Espírito Santo e na qual já jogam outros sete portugueses. De acordo com o jornal O Jogo, Daniel Podence …

"Quando o PS é oposição, os sindicalistas são valiosos. Quando é poder, empecilhos"

José Abraão, do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública, deixou duras críticas ao Governo por não se sentir incluído no processo das decisões políticas. Para José Abraão, o Partido Socialista não valoriza o papel dos sindicatos. …

Governo admite gratuitidade em creches para 40 mil crianças

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social confirmou, esta quarta-feira, a intenção de criar sete mil novos lugares de creches e admitiu a gratuitidade da frequência para 40 mil crianças. Ana Mendes Godinho falava hoje …