Há décadas que o buraco na camada de ozono não estava tão pequeno (e pode estar quase curado)

Após um enorme esforço global, a camada de ozono sobre a Antártida é a mais pequena em décadas. Nesse ritmo de recuperação, a agência ambiental das Nações Unidas declarou que a maior parte da camada de ozono será completamente curada durante a nossa vida.

Desde 2000 que partes da camada de ozono se recuperam a uma taxa de 1 a 3% a cada 10 anos, de acordo com a mais recente avaliação científica da depleção de ozono. Espera-se que a taxa sugira que o Hemisfério Norte e o ozono de latitude média se curem completamente até aos anos 2030, com o Hemisfério Sul reparado nos anos 2050.

O ozono é uma molécula composta por três átomos de oxigénio. 10% do ozono atmosférico pode ser encontrado na troposfera, que se estende ao nível do solo até a uma altitude de cerca de sete quilómetros. No nível do solo, o ozono é um poluente do ar, formado por subprodutos na combustão de escapamento de veículos e combustíveis fósseis.

A camada de ozono é uma região da estratosfera da Terra com altas concentrações de ozono gasoso que ajuda a proteger o planeta dos raios ultravioleta nocivos do Sol.

O uso de certos produtos químicos fabricados pelo homem, especialmente refrigerantes e solventes manufaturados, pode atuar como substâncias que destroem o ozono após serem transportados para a estratosfera, causando o esgotamento da camada e a formação de um “buraco”.

Atualmente, o buraco na camada de ozono da Antártica está a passar por um surto de crescimento sazonal que começa todos os anos em agosto e atinge o pico em outubro. Dados recentemente divulgados pelo Serviço de Monitorazação de Atmosfera Copernicus (CAMS) mostraram que o ozono está a comportar-se de uma forma “muito incomum”.

Embora o buraco de ozono deste ano tenha crescido sob algumas condições estranhas, fazendo com que pareça mais distante do pólo do que o habitual, os meteorologistas prevêem que ainda está a caminhar para a menor área de qualquer buraco de ozono na Antártida em 30 anos.

“As nossas previsões mostram que permanecerá pequeno esta semana e esperamos que o buraco de ozono deste ano seja um dos menores que temos visto desde meados da década de 1980″, disse Antje Inness, cientista sénior do CAMS, em comunicado.

Depois de o buraco no ozono ter sido descoberto em 1985, o mundo agiu rapidamente para resolver o problema. Em 1987, 196 países e a União Europeia assinaram o Protocolo de Montreal para eliminar gradualmente a produção de quase cem substâncias responsáveis ​​pela destruição do ozono.

Até ao momento, este continua a ser o único tratado das Nações Unidas a ser adotado por todos os Estados membros. Como os resultados reafirmam, o protocolo foi um sucesso sem precedentes.

No momento em que o mundo está a oscilar no precipício de mudanças climáticas catastróficas, a recuperação do buraco na camada de ozono serve como um lembrete de que é possível que o mundo resolva os seus problemas ambientais por meio de ações coletivas e mudanças políticas.

“O Protocolo de Montreal foi um sucesso tão grande por causa do apoio global unânime”, afirmou o secretário-geral da ONU, António Guterres, em comunicado da ONU. “Devemos lembrar que o Protocolo de Montreal é um exemplo inspirador de como a humanidade é capaz de cooperar para enfrentar um desafio global e um instrumento fundamental para enfrentar a crise climática de hoje”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Astronauta capta o colossal "Olho do Sahara" a partir da EEI

A Agência Espacial Europeia publicou neste domingo uma fotografia da colossal estrutura de Richat, uma formação geológica enigmática no centro da Mauritânia, conhecida como o "Olho do Sahara". A estrutura, que tem cerca de 40 quilómetros …

NASA revela novos fatos espaciais que os astronautas vão levar para a Lua (e são pura ficção científica)

A NASA apresentou na terça-feira, na sua sede, em Washington, Estados Unidos, os novos fatos espaciais que os astronautas da missão Artemis vão usar em 2024, quando voltarem à Lua. Fatos feitos em modelos 3D, à …

Panama Papers. Mossack Fonseca não gostou do filme e processou Netflix por difamação

A dupla de sócios do escritório de advogados Mossack Fonseca, envolvido no caso “Panama Papers”, moveu um processo em tribunal por difamação contra a Netflix. A plataforma anuncia a estreia, para esta sexta-feira, do filme “Laundromat: …

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …