Gémeos nasceram às 22 semanas. Estão vivos e quase a sair do hospital

twins22weeks / Instagram

Harley e Harry Crane serão os gémeos mais prematuros de sempre a sobreviver, no Reino Unido. Devem ir para casa na próxima semana.

Harley e Harry Crane ainda só estão há 16 semanas no mundo “cá fora” mas já entraram para a História do Reino Unido, no que diz respeito a nascimentos.

Os bebés nasceram no dia 26 de Outubro de 2021, num hospital em Nottingham. A mãe só estava grávida há 22 semanas e cinco dias. Ou seja, pouco mais de metade do período máximo “normal” de 40 semanas; um parto que ocorreu cerca de quatro meses antes do suposto.

A mãe dos gémeos, Jade, já confessou que, quando entrou em trabalho de parto, estava “absolutamente descrente”. Os médicos avisaram que a maior probabilidade era haver um aborto espontâneo.

No entanto, Harley e Harry sobreviveram. Obviamente ainda estão no hospital, a serem alvo de cuidados neonatais. No total, já foram sujeitos a seis operações. Tiveram vários problemas: sépsis, problemas oculares, hemorragias cerebrais e hemorragias pulmonares.

Mas são “pequenos lutadores”, disse a mãe à BBC. “E estão a surpreender toda a gente!”, acrescentou, admitindo que esta é uma “experiência traumática“.

Um percurso invulgar que pode ser acompanhado numa conta no Instagram, na qual a mãe, Jade, tem partilhado os desenvolvimentos.

E o desenvolvimento mais recente é que, 16 semanas depois do nascimento, os pais souberam que os gémeos deverão ir para casa na próxima semana, no dia 24 de Fevereiro.

Os pais, Jade e Steve, queriam ter filhos desde 2010. Realizaram diversas fertilizações in vitro e gastaram cerca de 60 mil euros em tratamentos. Passaram por alguns abortos espontâneos e por gravidez ectópica, duas vezes.

O registo de gémeos mais prematuros de sempre, no Reino Unido, remontava a 2018, quando nasceram bebés com 22 semanas e seis dias, em Brighton.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.