Encontrado fóssil de aranha com 110 milhões de anos (e os seus olhos ainda brilham no escuro)

Espécies com corpos moles – como as aranhas – não ficam fossilizadas em pedras em comparação com os animais com ossos e dentes. Na maior parte das vezes, estes animais são encontrados preservados em âmbar.

Contudo, de acordo com um novo estudo publicado na revista Journal os Systematic Paleontology, foi encontrado um fóssil de aranha numa área de xisto na Coreia do Sul chamada Formação Jinju do Cretáceo Inferior.

As aranhas fossilizadas encontradas tinhas cerca de 2,5 centímetros, mas o facto mais extraordinário é que os seus olhos ainda brilhavam mesmo depois de tantos milhões de anos terem passado.

“Devido ao facto de que estas aranhas ficaram preservadas em estranhas manchas prateadas na rocha escura, foi imediatamente possível notar que os seus olhos eram muito grandes”, afirmou Paul Selden, membro da equipa, enfatizando que se trata do chamado “tapete brilhante”, uma membrana existente dentro do globo ocular de certos animais, capaz de refletir a luz que entra nos olhos, melhorando a visão noturna dos animais.

Estes aracnídeos viveram no planeta há aproximadamente 110 milhões de anos e usavam esta capacidade da visão durante a caça noturna.

Os fósseis de aranhas são muito raros, já que os animais de corpo mole como os insetos sofrem uma decomposição rápida, por isso muito raramente ficam fossilizados como acontece com o esqueleto dos outros animais.

Segundo o investigador, normalmente, as “aranhas flutuavam, porém neste caso, elas afundaram-se, o que as manteve longe das bactérias em decomposição“.

Além disso, as rochas onde os fósseis foram encontrados estavam cobertas com restos de pequenos crustáceos e peixes, o que sugere que uma floração de algas teria apanhado os fósseis, provocando o seu afundamento.

A descoberta dos insetos conservados na rocha ajudou os cientistas a descobrirem pela primeira vez as características anatómicas das aranhas que viveram há milhões de anos. Já os olhos em forma de canoa do aracnídeo ajudará os investigadores na identificação da árvore evolutiva destes insetos.

  ZAP // Sputnik News

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Acho que quinto parágrafo.

    A preservação ocorreu pelo fato de ter havido uma fossilização rápida. E não uma morte lenta e natural.

    Quanto ao brilho dos olhos…creio que talvez seja pelo fato de que não se passaram “milhões” de anos.

RESPONDER

Combustíveis: governantes "não fizeram o trabalho de casa"

A presidente executiva da OZ Energia, Micaela Silva, defendeu que o “Governo devia intervir menos” no mercado dos combustíveis, porque é liberalizado e não tem margens excessivas de comercialização, mas é “muito penalizado” pela quantidade …

Implante cerebral permite que paciente totalmente cega consiga ver formas e letras

Os cientistas da Universidade Miguel Hernández de Elche (UMH), em Espanha, fizeram com que uma mulher completamente cega conseguisse ver formas simples e letras, através da colocação de um implante no seu córtex visual. Os investigadores …

Teoria dos primatas pedrados. Podem os cogumelos mágicos ter sido a chave para a nossa evolução?

A teoria já era conhecida desde os anos 90, mas um novo estudo veio trazê-la à baila novamente. O argumento é de que os cogumelos com efeitos psicadélicos podem ter ajudado a tornar os nossos …

Ainda sem fumo branco para o OE, Bloco e PCP reúnem órgãos máximos

O PCP e o Bloco de Esquerda reúnem hoje os respetivos órgãos máximos entre congressos com a proposta orçamental para 2022 no centro do debate. As conclusões da reunião da Mesa Nacional do BE serão apresentadas …

Sismo de 4,9 em La Palma e novo colapso do cone do Cumbre Vieja

A ilha espanhola de La Palma registou hoje um sismo de 4,8 de magnitude, no dia em que o vulcão voltou a sofrer um colapso no cone principal, causando grandes derrames de lava. O sismo foi …

Algas vivas sensíveis à luz (um tipo de cianobactérias chamado Synechocystis) injetadas num girino

Podia ser ficção científica, mas não é. Injetar algas no sangue dos sapos pode ajudá-los a respirar

Os sapos adotam várias técnicas de respiração ao longo da sua vida. Agora, uma equipa de cientistas alemães desenvolveu um novo método que permite que os girinos "respirem" graças à introdução de algas na sua …

As misteriosas auroras de Úrano foram finalmente detalhadas ao pormenor pelos cientistas

Auroras de Úrano foram captadas pela primeira vez em 2011 através do telescópio Hubble Space, mas as suas origens representam ainda mistérios que os cientistas não conseguem esclarecer. Pela primeira vez, os cientistas conseguiram moldar a …

Domingo invulgar: 17 grandes jogos para ver, em poucas horas

A ementa começa em França, ao meio-dia, e acaba no Chile, já depois das oito da noite. Não estamos perto do Carnaval mas vem aí um "domingo gordo" no futebol. Vários jogos grandes, uns mais mediáticos …

Sporting 1-0 Moreirense | Capitão Coates embala leão

O Sporting igualou hoje o FC Porto na liderança provisória da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa o Moreirense, por 1-0, em jogo da nona jornada. O capitão Sebastián Coates marcou, aos …

Relatório médico indica que jovem chinês morreu após beber uma garrafa de Coca-Cola em dez minutos

Um homem chinês morreu depois de beber uma garrafa de 1,5 litros de Coca-Cola em dez minutos, informaram os médicos num relatório. O jovem de 22 anos, que não tinha doenças subjacentes, dirigiu às urgências do …