Físicos demonstram que o entrelaçamento quântico existe

(dr) kuleuvenblogt.be

Conceito artístico do entrelaçamento quântico de dois átomos

Conceito artístico do entrelaçamento quântico de dois átomos

Um dos fenómenos mais estranhos a ciência prevê é o entrelaçamento quântico. Uma equipa de cientistas acaba de demonstrar que o mítico fenómeno pode ser real – e isso pode revolucionar a nossa vida.

O entrelaçamento quântico é um fenómeno teórico segundo pelo qual duas partículas que tenham interagido entre si ficam ligadas uma à outra, e “partilham” a sua existência, mesmo que estejam a anos-luz de distância – ou seja, alterações numa dada propriedade de uma delas provocam alterações na outra partícula.

Caso o fenómeno pudesse ser provado e o seu conhecimento dominado, novas portas se abririam para aplicações práticas revolucionárias – das telecomunicações ao teletransporte.

O conceito teórico é controverso. Até o ilustre físico Albert Einstein, um dos autores do famoso Paradoxo de EPR, que pela primeira vez postulou a “acção fantasmagórica à distância”, afirmou a certa altura ela era demasiado estranha para ser real.

Pois lamentamos muito, senhor Einstein, mas uma equipa de físicos realizou uma experiência que prova que afinal o seu entrelaçamento quântico pode acontecer.

Os investigadores, uma equipa internacional composta por físicos do MIT, nos EUA, da Áustria, China e Alemanha, acabaram de fechar uma lacuna da mecânica quântica – w abrir a porta ao entrelaçamento. O estudo foi publicado na Physical Review Letters.

A lacuna que foi fechada é a da liberdade de escolha, que sugere que factores humanos – como a montagem da experiência, a escolha das partículas que vão ser entrelaçadas e as propriedades que a medir, entre outros – podem acabar por dar destaque a algumas variáveis que mostram o entrelaçamento quântico quando ele não está presente.

O ceticismo em relação à mecânica quântica diminuiu consideravelmente”, diz David Kaiser, professor de física no MIT. “Ainda não nos livrámos dele, mas diminuímos o cepticismo em 16 ordens de grandeza”.

Para tentar ser o mais aleatório possível, o grupo de investigadores decidiu observar fotões muito antigos de estrelas distantes. Concentraram-se em estrelas capazes de enviar fotões azuis e vermelhos na nossa direcção. A mais próxima destas estrelas está a 600 anos-luz da Terra. Ou seja, a luz levou 600 anos a chegar até nós.

O grupo instalou dois telescópios, um na Universidade de Viena e outro na Academia de Ciências da Áustria, para receber os fotões destas estrelas, que foram então medidos.

Aqui está a chave desta experiência: como a luz da estrela não se altera no caminho, isso significa que qualquer variável não-quântica escondida que possa estar a influenciar as partículas de luz que recebemos provavelmente ocorreu antes dessa luz ser emitida.

A experiência envolveu associar uma cor (azul ou vermelho) a um conjunto de propriedades que pudessem ser medidas em partículas entrelaçadas – ou seja, que pudessem ter leituras diferentes nos dois telescópios – e cuja medição num deles provocasse uma alteração no outro.

“Encontrámos respostas consistentes com a mecânica quântica num grau fortíssimo, totalmente fora do campo das previsões de Einstein”, diz Keiser.

“Todas as experiências anteriores que provaram a existência de entrelaçamento quântico   analisaram propriedades cuja origem remontava a alguns micro-segundos antes de cada experiência”, explica o cientista à Science Alert.

“Se compararmos esses micro-segundos com os nossos 600 anos, estamos a falar de uma diferença de 16 ordens de grandeza”, aponta Keiser.

O estudo não fechou completamente a lacuna da liberdade de escolha, mas pela primeira vez confirma que as características bizarras da mecânica quântica já existiam há pelo menos 600 anos atrás – e os investigadores querem agora aumentar esse tempo de análise ainda mais.

Esta experiência é um exemplo de como os avanços na tecnologia nos ajudam a observar melhor o cosmos e entender como as coisas funcionam – e talvez um dia com esse novo conhecimento atingir coisas hoje impossíveis, como o imaginário teletransporte.

Teletransporte Star Trek - Beam me up Scotty

  AJB, ZAP // HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Erro terrível". Cemitério enterra neonazi em sepultura que tinha pertencido a um judeu

A Igreja Evangelista já admitiu que foi "um erro terrível" enterrar um conhecido neonazi na sepultura que anteriormente pertenceu a um judeu. Henry Hafenmayer foi enterrado na passada sexta-feira no cemitério de Südwestkirchhof Stahnsdorf. O neonazi, e …

Carlos do Paulo deixa de ser advogado de João Rendeiro

Ex-banqueiro, que se encontra em fuga à justiça portuguesa, deixa de ser defendido por Carlos do Paulo e volta a ser representado por Joana Fonseca que o defendeu no último julgamento. Segundo noticia o Expresso, esta …

Jack Ma volta a ser visto em Hong Kong

O fundador do Grupo Alibaba, Jack Ma, longe dos olhares do mundo desde o final do ano passado, está agora em Hong Kong e tem-se encontrado com parceiros de negócios nos últimos dias. Jack Ma tem …

Marcelo acredita na aprovação do OE2022, mas não descarta cenário de eleições antecipadas

O Presidente da República alertou hoje que um eventual chumbo do Orçamento do Estado para 2022 "muito provavelmente" conduziria à dissolução do parlamento e a eleições antecipadas, com "seis meses de paragem na vida nacional". Em …

Pandora Papers. Morais Sarmento corrige a declaração de rendimentos e património no TC

Nuno Morais Sarmento, vice-presidente de Rui Rio, pediu ao Tribunal Constitucional que sejam acrescentadas as participações sociais que tem em três empresas moçambicanas. De acordo com o jornal Expresso, a alteração surge na sequência dos Pandora …

Pegadas mais antigas de pré-humanos identificadas em Creta

As pegadas mais antigas já conhecidas de pré-humanos foram encontradas na ilha de Creta, na Grécia, e têm pelo menos seis milhões de anos. As pegadas em questão foram descobertas, em 2017, perto da aldeia de …

Enfermeira a preparar uma vacina

Vacina russa de dose única com 70% de eficácia contra variante Delta

A vacina russa contra a covid-19 de dose única, Sputnik Light, apresenta 70% de eficácia contra a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 três meses após a inoculação, anunciou hoje um laboratório daquele país. Segundo o Centro …

Três selecções apuradas para o Mundial 2022 (mas Will Grigg não vai ao Qatar)

Qatar e Alemanha já estavam qualificadas e a Dinamarca completou o trio. Irlanda do Norte está fora destas contas. A Dinamarca já assegurou a qualificação para a fase final do Mundial 2022. A confirmação - do …

Santuário de Fátima repleto na primeira peregrinação sem restrições

A peregrinação internacional aniversária de outubro ao Santuário de Fátima, que hoje termina, está a decorrer "dentro da normalidade" e sem registo de incidentes, informou a GNR. Esta é a primeira que se realiza sem restrições …

Nuvem de dióxido de enxofre do vulcão de La Palma chega à Península Ibérica

Em comunicado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) alertou que uma nuvem de dióxido de enxofre, proveniente do vulcão Cumbre Vieja, em ilha La Palma, nas Canárias, atingiu a Península Ibérica. A informação …