Feminista egípcia não vai receber Nobel Alternativo por estar impedida de sair do país

Mahmoud Saber / Flickr

Mozn Hasan, diretora da organização egípcia Nazra para os Estudos Femininos

Mozn Hasan, diretora da organização egípcia Nazra para os Estudos Femininos

A diretora da organização egípcia Nazra para os Estudos Femininos, Mozn Hasan, premiada com o ‘Nobel alternativo’, não vai poder viajar para Estocolmo para receber o prémio por estar proibida de sair do país pelas autoridades do Egipto.

A informação da proibição foi dada pela organização Nazra, sendo esta medida habitualmente imposta no país contra ativistas e defensores dos direitos humanos.

O prémio Right Livelihood 2016, conhecido como ‘Nobel alternativo’, foi anunciado no dia 22 de setembro.

Além da organização de Mozn Hassan, que documentou casos de violações dos direitos humanos e coordenou a resposta a ataques sexuais contra mulheres que participaram em manifestações nos últimos anos no Egito, incluindo a sobreviventes, o prémio distinguiu este ano a russa Svetlana Gannushkina, defensora dos direitos humanos, o jornal independente turco Cumhuriyet e ainda o grupo Defesa Civil Síria, composto por três mil voluntários com a missão de retirar pessoas presas em edifícios destruídos na guerra civil.

Os vencedores vão partilhar um prémio de três milhões de coroas suecas (315 mil euros), que será aplicado no trabalho que estão a desenvolver.

Quando foi anunciado o galardão, a organização Nazra, que a egípcia Mozn Hassan fundou em 2007, destacou a sua intenção de continuar a promover a sua visão de que as mulheres devem ter direito a gozar de “um espaço público seguro em que possam exercer os seus direitos fundamentais”.

Os prémios Right Livelihood, mais conhecidos como ‘Nobel alternativo’, foram criados em 1980 para “honrar e apoiar homens e mulheres que oferecem respostas práticas e exemplares aos desafios mais urgentes e atuais“.

Este ano, foram analisadas 125 nomeações de 50 países, por um júri internacional. Até agora, a fundação distinguiu 166 laureados de 68 países.

A cerimónia de entrega dos prémios vai decorrer em dezembro na capital da Suécia, Estocolmo.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

André Ventura - Chega

Autárquicas serão "início do fim do reinado" de Costa. Em Moura, Ventura é apelidado de "fascista"

Esta sexta-feira à noite, em Moura, um grupo de pessoas juntou-se perto do comício de André Ventura, em protesto, apelidando o líder do Chega de "fascista". O líder do Chega, André Ventura, apresentava esta sexta-feira os …

Incêndios na Turquia chegam a zonas turísticas. Há suspeitas de mão criminosa

Os devastadores incêndios que se estão a fazer sentir na zona sul da costa da Turquia já fizeram pelo menos quatro mortes. Depois das ondas de calor mortais nas Américas, inundações na Europa e China e …

Sonae vende 24,99% da empresa que detém o Continente por 528 milhões de euros

O grupo Sonae acordou vender uma participação de 24,99% na Sonae MC, a proprietária dos supermercados Continente, por 528 milhões de euros, informou em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). A alienação de …

Supertaça. Sporting e Sp. Braga defrontam-se 39 anos depois (e adeptos regressam aos estádios)

Sporting e Sp. Braga lutam este sábado pelo primeiro título da época (e os adeptos já vão estar na bancada). O encontro da 43.ª edição da supertaça Cândido de Oliveira está marcado para este sábado, …

Vacinação de crianças divide peritos. Mas sem a inoculação dos mais novos a imunidade pode não chegar

Na sexta-feira, a Direção-Geral de Saúde anunciou que recomenda que a vacinação contra a covid-19 de jovens dos 12 aos 15 anos com comorbilidades. No entanto, o tema está a gerar controvérsia e divide opiniões …

Governo com margem política para abdicar de 15% do Novo Banco

Em 2022, o Governo tem margem política para abdicar do direito de entrar como acionista no Novo Banco (NB), inicial­mente com uma participação de mais de 2%, mas que pode subir a 15%. Para já, nem …

Tóquio2020. Biles renuncia também às finais de salto e barras assimétricas

A ginasta norte-americana Simone Biles, que renunciou à final do concurso geral individual dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, também não vai participar das finais de domingo de salto e barras assimétricas, informou esta sexta-feira a Federação …

Governo não pediu parecer à CNPD sobre as "bodycams" em polícias. Método vai "aumentar a transparência"

A proposta da nova lei da videovigilância, que vai permitir que os polícias passem a usar câmaras nos uniformes, já foi aprovada em Conselho de Ministros, mas ainda não chegou ao Parlamento. Também não foi …

Marcelo reuniu com Lula, mas não revela o teor da conversa. Presidente diz que visita é apenas de cariz cultural

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse sexta-feira à chegada a São Paulo que a cultura tem um "papel fundamental" na convergência entre Portugal e o Brasil, rejeitando que a agenda alargada de …

PSP abre processos disciplinares por uso indevido de farda em manifestação

A PSP abriu processos disciplinares, por uso indevido e incorreto do uniforme, a agentes que participaram em 21 de junho, em Lisboa, numa manifestação organizada pelo Movimento Zero, confirmou esta sexta-feira à Lusa o porta-voz, …