Feminista egípcia não vai receber Nobel Alternativo por estar impedida de sair do país

Mahmoud Saber / Flickr

Mozn Hasan, diretora da organização egípcia Nazra para os Estudos Femininos

Mozn Hasan, diretora da organização egípcia Nazra para os Estudos Femininos

A diretora da organização egípcia Nazra para os Estudos Femininos, Mozn Hasan, premiada com o ‘Nobel alternativo’, não vai poder viajar para Estocolmo para receber o prémio por estar proibida de sair do país pelas autoridades do Egipto.

A informação da proibição foi dada pela organização Nazra, sendo esta medida habitualmente imposta no país contra ativistas e defensores dos direitos humanos.

O prémio Right Livelihood 2016, conhecido como ‘Nobel alternativo’, foi anunciado no dia 22 de setembro.

Além da organização de Mozn Hassan, que documentou casos de violações dos direitos humanos e coordenou a resposta a ataques sexuais contra mulheres que participaram em manifestações nos últimos anos no Egito, incluindo a sobreviventes, o prémio distinguiu este ano a russa Svetlana Gannushkina, defensora dos direitos humanos, o jornal independente turco Cumhuriyet e ainda o grupo Defesa Civil Síria, composto por três mil voluntários com a missão de retirar pessoas presas em edifícios destruídos na guerra civil.

Os vencedores vão partilhar um prémio de três milhões de coroas suecas (315 mil euros), que será aplicado no trabalho que estão a desenvolver.

Quando foi anunciado o galardão, a organização Nazra, que a egípcia Mozn Hassan fundou em 2007, destacou a sua intenção de continuar a promover a sua visão de que as mulheres devem ter direito a gozar de “um espaço público seguro em que possam exercer os seus direitos fundamentais”.

Os prémios Right Livelihood, mais conhecidos como ‘Nobel alternativo’, foram criados em 1980 para “honrar e apoiar homens e mulheres que oferecem respostas práticas e exemplares aos desafios mais urgentes e atuais“.

Este ano, foram analisadas 125 nomeações de 50 países, por um júri internacional. Até agora, a fundação distinguiu 166 laureados de 68 países.

A cerimónia de entrega dos prémios vai decorrer em dezembro na capital da Suécia, Estocolmo.

/Lusa

RESPONDER

Catalunha aplaude referendo curdo. Erdogan pode fazê-los "passar fome"

Os curdos iraquianos votaram esta segunda-feira de forma massiva no referendo sobre a sua independência, mas esta possibilidade alimentada há um século arrisca provocar uma escalada nas tensões regionais. O parlamento em Bagdade, na presença dos …

Enfermeiros exigem aumento mínimo de 400 euros. Ministro da Saúde considera "incomportável"

Os enfermeiros podem voltar à greve a 16 de outubro caso o Governo não satisfaça um conjunto de reivindicações esta terça-feira entregues à tutela e que incluem um aumento mínimo de 400 euros para todos …

João Lourenço põe Portugal fora da lista dos principais parceiros

O novo Presidente angolano, João Lourenço, excluiu esta terça-feira Portugal da lista de principais parceiros, no seu discurso de tomada de posse, sublinhando que Angola considerará todos que "respeitem" a soberania nacional. A posição foi assumida …

MP desvalorizou indícios de maus tratos contra menino que morreu na Guarda

A mãe da criança de 7 anos que morreu no sábado, na Guarda, depois de cair de um terceiro andar, está acusada dos crimes de violência doméstica e de exposição ou abandono. O alerta dado …

Casa do presidente da Câmara de Lisboa também vai ser alojamento local

"É tão absurdo como Marcelo Rebelo de Sousa concessionar o Palácio de Belém para um hotel de charme." A crítica é do candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Lisboa, Ricardo Robles, sobre …

Marcelo Rebelo de Sousa assobiado na tomada de posse de João Lourenço

João Lourenço, de 63 anos, foi esta terça-feira investido, pelas 12:15, no cargo de Presidente da República de Angola, o terceiro que o país conhece desde a independência, em novembro de 1975. Marcelo Rebelo de …

Centeno e Governador do Banco de Portugal à beira da ruptura

As declarações do Governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, sobre as "tentações" do Governo de reduzir a independência dos bancos centrais, caíram mal no seio das Finanças que exigem a Governador que se "retrate". "A …

Fraude massiva com medicamentos potencialmente letais leva centenas à prisão

123 países estiveram envolvidos na operação Pangea X, uma ação a nível internacional coordenada pela Interpol que pretendia combater medicamentos falsificados e os perigos associados à compra de medicamentos pela internet. No âmbito da operação Pangea …

Quase 60 mil pessoas retiradas devido a "erupção iminente" de vulcão em Bali

Mais de 57 mil pessoas fugiram das zonas em torno do vulcão de Monte Agung, na ilha indonésia de Bali, perante registo de atividade sísmica sem precedentes no local. O centro de vulcanologia da ilha …

Governo alarga concurso de regularização da função pública a precários em tempo parcial

Os trabalhadores do Estado em tempo parcial vão poder participar nos concursos para integração de precários. A proposta do PS vai ao encontro do que defendem o BE e o PCP e é votada na …