Existem 57 milhões de vezes mais nematodes do que humanos

Um artigo da revista Nature concluiu que existem 57 milhões de vezes mais nematodes, “o animal mais abundante do planeta”, do que humanos, anunciou esta quinta-feira a Universidade do Minho, que participou naquele estudo.

Em comunicado enviado à Lusa, a Universidade do Minho (UMinho) explica aqueles “pequeníssimos vermes do solo e da água são muito resistentes, alguns parasitam animais e plantas, ajudam a controlar populações e têm o “superpoder” de adaptar-se a todo o tipo de ambientes e habitats”.

Segundo a equipa internacional, que inclui Sofia Costa, do Centro de Biologia Molecular e Ambiental (CBMA) da Universidade do Minho, envolvendo mais de 70 cientistas em 57 países e Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, na Suíça,”a distribuição terrestre daqueles animais é, ao contrário dos animais à superfície, mais frequente nas regiões subárticas (38%) – a sul do Ártico, cobrindo a maioria do Alasca, Canadá, Islândia, Sibéria e norte da Escandinávia – do que nas regiões temperadas (24%) e nas tropicais (21%)”.

A UMinho realça que aqueles “animais microscópicos têm uma diversidade de funções e intervêm em processos-chave nos ecossistemas terrestres”, sendo que “a sua atividade determina a proporção de carbono sequestrada na matéria orgânica e nos organismos do solo, além da que é emitida como dióxido de carbono”.

A investigadora Sofia Costa salienta que “este estudo à escala global na Nature acrescenta conhecimentos sobre o papel da atividade biológica no solo ao nível dos ciclos de carbono e nutrientes do planeta, permitindo definir melhor as previsões dos modelos de alterações globais”. Entre as conclusões do estudo está o facto de “estes pequenos seres vivos convertem-se em bioindicadores ambientais ímpares”.

“A análise das proporções de nematodes de vários tipos num dado local permite, por exemplo, perceber se este está poluído, adubado em demasia ou se, por outro lado, mantém boas condições para a atividade biológica e para o crescimento das plantas”, lê-se.

A investigadora portuguesa disponibilizou para este estudo dados sobre comunidades de nematodes do solo em vários pontos de Portugal, que foram “alvo de análise, identificação e classificação funcional em laboratório”.

A sua equipa tem em curso dois projetos apoiados pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, que visam explorar os parasitas do tomateiro e da batateira, com vista a desenvolver estratégias de gestão sustentável daqueles nematodes.

As conclusões do estudo foram esta quinta-feira publicadas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PSP já apanhou mais de três mil pessoas a conduzir sem carta este ano

O número de pessoas detetadas a conduzir sem carta aumentou 22% nos sete primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. "De 1 de janeiro a 31 de julho de 2020, …

"Vacina deve ser um bem global de saúde pública". OMS critica "nacionalismo de vacinas"

A Organização Mundial de Saúde (OMS) criticou na quinta-feira o "nacionalismo de vacinas" para a covid-19, afirmando que qualquer país terá benefícios económicos e de saúde se o resto do mundo recuperar da pandemia. "O nacionalismo …

Depois da explosão, os protestos em Beirute. Manifestantes anti-Governo pedem mudança política urgente

Esta quinta-feira, dezenas de manifestantes foram dispersos com gás lacrimogéneo quando protestavam na sequência da explosão em Beirute, capital do Líbano, que provocou pelo menos 149 mortos, cinco mil feridos e a destruição de casas …

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para o funeral faça antes um donativo para os herdeiros do ator Bruno Candé, que foi assassinado, em Lisboa. "A Família …

Orbán diz que todos os migrantes ilegais são potenciais "bombas biológicas"

O primeiro-ministro da Hungria, o ultranacionalista Viktor Orbán, defendeu esta sexta-feira que se deve impedir a chegada de imigrantes ilegais ao país porque estes são potenciais "bombas biológicas" devido à covid-19. Conhecido pelos seus discursos contra …

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe o descarregamento e utilização da aplicação. …

Preocupado com os incêndios, Marcelo admite interromper férias. Ontem foi o pior dia

O Presidente da Repúblic disse esta quinta-feira que está a acompanhar a vaga de incêndios que assola o território continental e admitiu a possibilidade de interromper as férias no Porto Santo se a situação piorar. "É …

Portugal foi o "patinho feio", mas volta a estar em contraciclo com a Europa (por bons motivos)

Portugal destaca-se agora por apresentar uma tendência de redução de novos casos de infeção pelo novo coronavírus, ao contrário de outros países europeus. Quando o novo coronavírus começou a ganhar terreno no continente europeu, Portugal foi …

Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte "travou o vírus maligno", mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong …

Novo Banco tinha autorização de Bruxelas para financiar venda de imóveis

A DG Comp da Comissão Europeia autorizou o Novo Banco a conceder crédito aos compradores do imobiliário vendido pela instituição. Quando o Novo Banco foi constituído, o acordo assinado entre a Direção Geral da Concorrência europeia …