Ex-presidente peruano detido por suspeitas de envolvimento no caso Odebrecht

Agência Andina / EPA

O novo presidente do Perú, Pedro Pablo Kuczynski (esq)

Pedro Pablo Kuczynski, ex-presidente do Peru, foi detido esta quarta-feira por suspeitas de lavagem de dinheiro no escândalo de corrupção que envolve a Odebrecht. A construtora brasileira está incluída no caso Lava-Jato.

O antigo líder peruano foi detido preventivamente pela polícia peruana, durante pelo menos dez dias. Kuczynski é suspeito de estar envolvido numa lavagem de dinheiro da Odebrecht, a construtora brasileira que é uma das principais envolvidas no caso Lava-Jato.

As autoridades peruanas estão efetuar buscas na casa de Kuczynski, na tentativa de encontrar documentos que provem a sua ligação à Odebrecht. Este ano é a segunda vez que a residência do antigo presidente do Peru é revistada. O político que se demitiu da presidência um ano depois do escândalo da Lava-Jato, em março de 2018.

“O Terceiro Juiz de Instrução Preliminar ordenou a detenção preventiva de 10 dias contra o ex-Presidente Pedro Pablo Kuczynski, no âmbito da investigação que está sendo conduzida pelo alegado crime de lavagem de dinheiro no caso da Odebrecht”, indica em comunicado o poder judicial, citado pela agência noticiosa francesa AFP.

O pedido de detenção foi feito pelo procurado especial da Operação Lava Jato/Odebrecht, José Domingo Pérez, que tem investigado o antigo presidente. O pedido foi aceite Tribunal Superior de Justiça Especializado em Delitos de Crime Organizado.

Em sua defesa, Kuczynski confessou aos meios de comunicação peruanos estar inocente e que tudo de se trata de uma perseguição. “Parece-me ridículo. Respondi à procuradoria todas as vezes que fui convocado. O pessoal da Odebrecht foi muito claro em relação a eu não ter nada a ver com estas acusações. Não posso dizer mais nada”, disse.

Kuczynski, que foi durante muito tempo banqueiro em Wall Street, irá cumprir sentença na sede policial da Divisão de Investigações de Alta Complexidade, na capital peruana. O peruano e o advogado, Nelson Miranda, assumiram que vão recorrer da decisão.

Além de Kuczynski, também os antigos presidentes Alejandro Toledo, Alan García, Ollanta Humala foram investigados no âmbito do caso brasileiro Lava-Jato, remetente a 2017.

A Odebrecht confessou ter pago quase cinco milhões de dólares a Kuczynski por ter assessorado duas empresas, a First Capital e a Westfield Capital, enquanto era ministro de Alejandro Toledo. Até então, Kuczynski havia negado qualquer vínculo com a empresa.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …