Estabelecimento Prisional do Porto já tem quartos para encontros íntimos

Cerca de 450 reclusos do Estabelecimento Prisional do Porto (EPP), em Custóias, Matosinhos, vão passar a dispor de três quartos para encontros íntimos a partir do final de setembro, anuncio um segunda-feira, o diretor José Júlio.

Com cerca de 1.200 reclusos, 300 em prisão preventiva e os restantes 900 já condenados, o EPP é hoje, segundo o diretor, “o estabelecimento do país com mais reclusos”, sendo que “metade dos condenados” terão acesso aos quartos construídos por quatro deles.

O novo equipamento foi inaugurado esta quinta-feira pelo Diretor-Geral da Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), Celso Manata, no âmbito de um plano “mais vasto” e que prevê “alargar a todo o território nacional” um direito que “está previsto na Constituição”.

Segundo o responsável, este é um projeto que pela sua envolvência é “até facilitador em termos de segurança”, anunciando para breve igual inauguração em Olhão.

É a pensar na futura reinserção social dos reclusos que o projeto andou para a frente: “Isto traz vantagens em todos os domínios, mas sobretudo contribui para a manutenção dos laços familiares, tendo em vista uma futura reinserção social. A ideia não é propiciar um ato sexual, mas sim uma relação afetiva que possa conter um ato sexual”, explicou.

Os encontros íntimos acontecerão sempre de manhã, uma vez por mês e fora do período diário de visitas, de segunda a sexta-feira, tendo uma duração de três horas, nos quartos que incluem casa de banho completa.

Segundo José Júlio, “fora destas visitas estão os reclusos com saídas precárias e os que não tenham ainda cumprido seis meses de pena no EPP”.

Para haver acesso aos quartos “o casal deve fazer prova de relação afetiva, pelo menos há um ano (casamento ou união de facto), processo que já decorre” e que faz com que no “final de setembro” as visitas possam iniciar-se.

“Há também a questão lateral do comportamento, porque quem quiser fazer parte terá de ter um bom comportamento, o que faz com que todo o estabelecimento prisional passe a beneficiar”, acrescentou.

Com uma média de penas de seis a sete anos “passou a justificar-se”, segundo o diretor, a existência daquele equipamento. Vítor Rodrigues foi o carpinteiro da obra e espera “poder beneficiar do serviço”, reconhecendo que “dá ânimo” ter acesso a este contacto com a família.

“Há certas coisas que não toca a todos. Há indivíduos aqui dentro que tentam levar a cadeia de uma forma e outros de outra, nem todos pensam da mesma maneira”, lamentou o recluso, ciente de que a nova valência “não vai chegar a todos”.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Se substituissem estes paliativos por alterações ao sistema de penas,ou seja,não mandar para a cadeia por dá cá aquela palha,faziam realmente uma grande revolução penal.
    Querem copiar a Noruega com a tristíssima e trágica história desse nazi que matou 76 e agora reivindica constantemente comodidades no seu cárcere.

RESPONDER

Um ano após o confinamento de Wuhan o mundo continua em crise devido à covid-19

Quase um ano depois da imposição do confinamento na cidade de Wuhan para travar o vírus SARS-CoV-2, que se assinala este sábado, o mundo continua em luta contra a pandemia, apesar do aparecimento de vacinas. A …

Pessoas com certas características podem ser mais suscetíveis a "ouvir" os mortos

Uma equipa de cientistas identificou certas características que podem tornar as pessoas mais suscetíveis a alegar que “ouvem” os mortos. Um novo estudo sugere que as pessoas que se descrevem como "clariaudientes" - em oposição a …

Sporting 1 - 0 SC Braga | Leões conquistam Taça da Liga com golo de Porro (e algum sofrimento)

O Sporting reconquistou hoje a Taça da Liga de futebol, ao vencer na final o Sporting de Braga, por 1-0, em Leiria, com um golo de Pedro Porro e enorme resistência durante a segunda parte. O …

Estados Unidos querem rever o acordo com rebeldes talibãs no Afeganistão

Os Estados Unidos indicaram hoje às autoridades afegãs o seu desejo de rever o acordo entre o Governo norte-americano e os talibãs, assinado em fevereiro de 2020, particularmente para "avaliar" o respeito dos rebeldes pelos …

"Excedeu todas as expetativas". Implante de córnea artificial devolve visão a homem cego

Um homem de 78 anos que estava cego dos dois olhos há 10 anos recuperou a visão após receber o primeiro implante de uma córnea artificial desenvolvida pela startup israelita CorNeat Vision. O implante CorNeat KPro …

Tenista João Sousa falha Open da Austrália após ter estado infetado

João Sousa vai falhar o Open da Austrália depois de ter estado infetado com o novo coronavírus, por determinação das autoridades australianas, anunciou hoje o tenista português. "É com muita tristeza que vos dou a conhecer …

Cientistas criam nova forma de produzir carne em laboratório (e prometem manter o sabor e a textura)

Uma equipa da McMaster desenvolveu uma nova forma de carne cultivada, através do uso de um método que promete manter o sabor e a textura mais naturais do que as outras alternativas à carne tradicional. Os …

Papa pede "jornalismo corajoso" e controlo de notícias falsas na Internet

O papa Francisco pediu hoje um "jornalismo corajoso" que venha ao encontro das pessoas e histórias, propondo ainda o controlo das notícias falsas na Internet, especialmente neste período de pandemia da covid-19. “Opiniões atentas lamentam, há …

A cidade mais antiga das Américas está sob ameaça de invasão (e a culpa é da pandemia)

Tendo sobrevivido durante cinco mil anos, o sítio arqueológico mais antigo das Américas está sob a ameaça de invasores que afirmam que a pandemia de covid-19 os deixou sem outra opção a não ser ocupar …

Suspeito do homicídio de Bruno Candé nega ter agido impulsionado por racismo

Evaristo Marinho disparou vários insultos racistas contra Bruno Candé: “Vai para a tua terra, preto, tens a família toda na sanzala e também devias lá estar”, foi um deles. Três dias depois acabou por matá-lo, …