Encontrado o quarto da escrava que deu 6 filhos ao presidente Thomas Jefferson

Thomas Jefferson's Monticello / Facebook

Plantação de escravos de Monticello, na Virgínia, que pertenceu a Thomas Jefferson, terceiro presidente dos EUA.

Plantação de escravos de Monticello, na Virgínia, que pertenceu a Thomas Jefferson, terceiro presidente dos EUA.

Uma equipa de arqueólogos conseguiu descobrir os aposentos da escrava Sally Hemings, que terá tido seis filhos de Thomas Jefferson, o terceiro presidente dos EUA.

As escavações realizadas na mansão de Thomas Jefferson em Monticello, a plantação que pertenceu ao terceiro presidente dos EUA, localizada em Charlottesville, na Virgínia, revelaram a divisão onde Sally Hemings (1773-1835) terá vivido com os seus filhos.

Thomas Jefferson, uma das mais paradigmáticas figuras da história dos Estados Unidos, foi um dos “Pais Fundadores” da Nação e o principal autor da Declaração da Independência. Foi o segundo vice-presidente norte-americano, com John Adams, a quem sucedeu como terceiro chefe de estado dos Estados Unidos.

Localizado ao lado do quarto de Jefferson, este espaço foi encontrado por baixo de uma casa de banho que foi construída em 1941, para dar resposta ao crescente número de visitantes turísticos à histórica plantação de escravos.

A divisão não tem janelas e era previsivelmente escura, húmida e desconfortável, embora se acredite que Sally Hemings teria um estatuto “privilegiado”, relativamente aos demais escravos da plantação.

A história da escrava que terá dado à luz seis filhos de Jefferson continua a ser um enigma e esta descoberta ajuda a escrevê-la e a dar “um significado a como as pessoas escravas viviam”, conforme nota a directora de restauração da plantação, Gardiner Hallock, em declarações divulgadas pela NBC News.

“Alguns dos filhos de Sally podem ter nascido neste quarto”, acrescenta Hallock.

A divisão mantém a lareira e a estrutura de tijolos originais, bem como o espaço para um fogão e os pisos primitivos dos anos de 1800, constituindo “uma verdadeira ligação para o passado”, refere o director de arqueologia das escavações, Fraser Neiman, também em declarações à NBC.

Thomas Jefferson Foundation

Quarto de Sally Hemings, escrava que terá tido 6 filhos de Thomas Jefferson.

Quarto de Sally Hemings, escrava que terá tido 6 filhos de Thomas Jefferson.

O espaço vai ser restaurado e transformado para homenagear Sally Hemings e integrar, de forma mais condigna, a sua história na da plantação e na própria vida de Jefferson.

“Pela primeira vez, em Monticello, temos um espaço físico dedicado a Sally Hemings e à sua vida. É significativo porque liga todo o arco Afro-Americano em Monticello“, atesta a porta-voz do local, Mia Magruder Dammann, na NBC News.

A misteriosa vida de Sally Hemings

Thomas Jefferson é um dos mais simbólicos presidentes dos EUA, tendo sido o autor da Declaração de Independência. Mas foi também proprietário de cerca de 600 escravos, ao longo da sua vida, embora se manifestasse moralmente contra a escravatura, que dizia ser uma “abominação”.

Ele terá ficado com o direito de propriedade de Sally Hemings no âmbito da herança do sogro, pela sua morte, em 1776. Diz-se também que Sally seria filha do sogro, John Wayles.

Na história quase não existem registos sobre esta mulher de quem um outro escravo, Isaac Granger Jefferson, dizia que era “poderosa perto dos brancos”, “muito bonita” e com “longos cabelos lisos pelas costas”.

Historiadores atribuem a paternidade dos seus seis filhos a Thomas Jefferson e um estudo de ADN divulgado em 1999, concluiu que o terceiro presidente dos EUA seria pai de, pelo menos, um deles.

As crianças terão nascido vários anos depois de Jefferson ter ficado viúvo de Martha Jefferson.

Nos jornais da época, chegaram a ser publicados artigos, nomeadamente de rivais políticos, referindo o facto de Jefferson ter “como concubina” uma das suas escravas.

Jefferson terá mantido os filhos, dos quais apenas quatro terão sobrevivido, como escravos até ficarem maiores de idade, altura em que os terá libertado. E nunca terá dado a liberdade a Sally Hemings.

Estas histórias e outras sobre o terceiro presidente dos EUA passam pelo Projecto Mountaintop, um investimento de 35 milhões de dólares (mais de 30 milhões de euros) que visa restaurar a plantação de Monticello para que ela fique exactamente como era no tempo da escravatura.

A ideia é revelar toda a história do local, não apenas a do presidente dos EUA e da sua família, mas também dos escravos que lá viveram.

SV, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. É lamentável que um País como os EUA, com uma divida externa imensa, se dê ao luxo de deitar para o lixo (entenda-se bolso de alguém) 30 milhões de dólares e o sistema de saúde ser uma merda, numa reconstituição da vida de um presidente que apregoava o FAZ O QUE EU DIGO E NÃO O QUE EU FAÇO!!!!!!!!!!e tem continuidade no actual!!!!!!!!!!!!!!!

    • Comentário completamente absurdo e ignorante.
      1. A dívida externa dos EUA é enorme porque o PIB é enorme. Proporcionalmente ao PIB, que é o que interessa, está abaixo dos 100%, que é coisa que a maioria dos países Europeus não pode dizer.
      2. Convém ler os artigos até ao fim para não fazer figuras tristes. O objetivo do investimento é para lembrar os escravos e não os deixar cair em esquecimento. Parece-me um objetivo nobre. Têm feito o mesmo com os nativos americanos.
      3. Classificar o sistema de saúde Americano de merda é literalmente não saber do que se fala. Não é perfeito, mas a larga maioria dos Americanos têm seguro de saúde e isso dá acesso a um serviço de saúde de grande qualidade. Enquanto o Obamacare existir até para os pobres é bom. Sendo Português devia estar calado em vez de criticar o que não conhece. Filas de espera de 2 anos para cirurgia, meses à espera de um exame ou de uma consulta, doentes a ficarem horas em macas nos corredores porque os hospitais estão sobre-lotados, sim, não há dúvida, o sistema de saúde Português é uma maravilha.

RESPONDER

Preços das casas não baixam porque há Fundos a comprar tudo

Apesar de estarmos em plena crise pandémica, os preços das casas não têm sofrido uma baixa significativa. Uma realidade que se pode explicar pelo interesse de alguns Fundos na aquisição de imóveis, com a perspectiva …

Infetados, mortes e internamentos. Portugal bate recordes diários de covid-19

Portugal bateu o recorde diário de infeções, mortes e internamentos de doentes com covid-19. Registam-se mais 4.656 casos positivos, 40 óbitos e 1.834 pacientes internados. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 4.656 casos positivos e …

CSD tem a "chave" da geringonça açoriana (mas ainda não sabe de que lado vai ficar)

Os Presidentes do PSD e do PS já se reuniram com o líder regional do CDS, Artur Lima. O dilema é entre suportar um executivo PS ou integrar uma coligação à direita. A decisão dos …

Professores "desenrolam" queixas em frente do parlamento (e pedem saída do ministro)

Dirigentes da Federação Nacional dos Professores (Fenprof) colocaram esta quinta-feira grandes faixas com reivindicações junto da Assembleia da República e criticaram o ministro da Educação, que tem que “ir embora”. “Quem não sabe ter uma atitude …

Iniciativa Liberal quer retirar "carga ideológica" da Constituição

A Iniciativa Liberal vai apresentar um projeto de revisão constitucional com uma primeira parte dedicada a retirar "carga ideológica à Constituição", clarificando, por exemplo, que serviços públicos de saúde e educação podem ser prestados pelo …

Urgência do Hospital Santa Maria está a chegar ao limite

A urgência dedicada aos casos suspeitos de covid-19 do Hospital Santa Maria, em Lisboa, reflete a evolução da pandemia em Portugal com doentes a avolumarem-se à porta para realizar o teste e no interior a …

Novo Banco. BCP garante que não faz "favores a ninguém" ao emprestar dinheiro ao Fundo de Resolução

O presidente executivo do BCP, Miguel Maya, disse ontem que o banco não faz "favores a ninguém" ao entrar no empréstimo de 275 milhões de euros da banca ao Fundo de Resolução, que posteriormente financiará …

Máfia italiana "lavou" milhões de euros ganhos com fundos europeus na Madeira

Uma das mais violentas máfias de Itália, a Società Foggiana, utilizou a Madeira para branquear mais de 16 milhões de euros obtidos com um esquema de burla à União Europeia (UE). Em causa estão fundos comunitários …

Ajudas de custo para professores deslocados ficaram na gaveta (e não estão previstas no OE2021)

O Orçamento de Estado para 2020 (OE2020) previa um programa de ajudas de custo para professores deslocados como incentivo à fixação. No entanto, a medida não avançou. O Jornal de Notícias avança esta sexta-feira que a …

Biden ainda à frente, mas nada está perdido para Trump. A luta pelos "swing states" continua

O dia em que os norte-americanos vão saber quem é o próximo presidente dos EUA está muito próximo. Entres sondagens, parece fácil levantar a ponta do véu. No entanto, é importante não esquecer que não …