Em 1925, “O Isolador” prometia bloquear qualquer tipo de distração

(dr) Syracuse University Libraries

“O Isolador”, invenção de 1925

Procrastinar foi, é e sempre será um passatempo irresistível. Por isso, nos anos 20, houve quem apresentasse uma solução radical para evitar este problema: “O Isolador”.

De acordo com o site IFLScience, o chamado “Isolador” foi apresentado, em julho de 1925, na revista Science and Invention. O seu principal intuito era acabar com qualquer possível distração.

“O primeiro capacete construído, tal como mostra a ilustração, é feito de madeira, forrado por dentro e por fora com cortiça e, por fim, é ainda forrado com feltro”, podia ler-se no artigo.



“Foram inseridos três pedaços de vidro para a zona dos olhos. Em frente à boca fica um defletor, que permite respirar, mas que, ao mesmo tempo, impede a entrada de som”, contavam os seus inventores, acrescentando que a primeira construção “foi bem-sucedida” e, embora não tenha bloqueado todos os ruídos, “atingiu uma eficiência de cerca de 75%”.

Para aumentar a sua capacidade de bloqueio de ruído, foi incluído depois um espaço de ar no interior do capacete, que supostamente bloqueava cerca de 90% a 95% dos sons.

No entanto, quando um certo voluntário trabalhou mais de 15 minutos com o “Isolador” posto na cabeça, revelou ter ficado bastante sonolento. Como não era esse o objetivo, os inventores introduziram um pequeno tanque de oxigénio preso ao capacete, o que faria “aumentar a respiração e ‘animar’ o utilizador de forma considerável”.

Segundo o mesmo site, apesar das boas intenções desta equipa, a verdade é que manter um fluxo de ar de boa qualidade é um pouco mais complexo do que esta solução. Muito oxigénio pode tornar-se tóxico, mas sem um fluxo de gás suficiente e um escape adequado, o dióxido de carbono acumulado é uma complicação muito mais provável e séria.

“Há toda uma parte da ciência da anestesia dedicada a este tema, chamada ‘Mapleson Breathing Systems’. Precisamos de um fluxo de oxigénio suficiente no sistema entre cada respiração para purgar o CO2 do sistema. Caso contrário, vamos inalar não só o oxigénio fresco como também o CO2 expelido na próxima respiração. Isso significa que o CO2 se acumularia na corrente sanguínea, tornando-se rapidamente fatal“, explicou ao IFLScience Daniel Funnell, anestesista no Hospital Medway, no Reino Unido.

“Provavelmente seria preciso ter um novo cilindro de oxigénio a cada meia hora, o que seria uma forma bastante cara só para evitar sermos distraídos. (…) Teria sido melhor fazer um buraco”, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal é o país da União Europeia com mais confiança nas vacinas

Portugal é o país da União Europeia (UE) onde a população tem mais confiança nas vacinas contra a covid-19, com 95% dos inquiridos a considerarem as vacinas seguras, segundo um Eurobarómetro publicado esta quinta-feira pela …

Estas são as dez profissões mais bem pagas em Portugal

O ManpowerGroup fez o levantamento das das dez profissões mais bem pagas do país. Esses profissionais recebem até 150 mil euros por ano. Com base no levantamento das dez profissões mais bem pagas do país, fornecido …

Nave espacial chinesa com três astronautas acopla na nova estação espacial

A nave espacial chinesa que partiu ao início do dia de hoje com uma tripulação de três pessoas já acoplou na nova estação espacial da China, para uma missão de três meses, noticia a imprensa …

Vagas só vão aumentar nos cursos com notas mais altas

Para já, apenas os cursos procurados pelos alunos com médias mais elevadas vão poder aumentar o número de vagas disponíveis no concurso nacional de acesso deste ano. De acordo com o jornal Público, o Governo afastou, …

Novo Banco. "O que a Caixa deseja é que este processo acabe"

O presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos (CGD) disse, esta quarta-feira, no Parlamento, que o desejo do banco público é que o processo relativo ao financiamento ao Novo Banco acabe. "O que, pessoalmente, a Caixa …

Boris Johnson diz que ministro da Saúde “não tem salvação possível” em mensagens reveladas por ex-assessor

Boris Johnson terá enviado mensagens escritas a um dos seus principais assessores, Dominic Cummings, onde descrevia o ministro da saúde como “sem porra de salvação possível”. Esta quarta-feira, as fotografias das mensagens trocadas entre Johnson e …

Portugal tem o dobro dos casos de covid-19 que existiam há um ano

O número de casos de covid-19 ativos em Portugal neste momento é mais do dobro do que há um ano atrás. A média diária de novos casos é quase o triplo. Apesar de 42% da população …

Sporting prestes a garantir contratação de Daniel Wass, antigo lateral do Benfica

O Sporting está muito perto de garantir a contratação de Daniel Wass ao Valência. O dinamarquês já passou pelo Benfica e pode custar agora 2 milhões de euros. Depois de as negociações com o Sporting de …

Portugal com testes negativos à covid-19 antes do jogo com a Alemanha

Os jogadores, equipa técnica e restantes membros da seleção tiveram resultados negativos nos testes à covid-19, realizados três dias antes do jogo com a Alemanha, revelou, esta quinta-feira, fonte oficial da Federação Portuguesa de Futebol …

Quatro anos depois do incêndio de Pedrógão, ainda há casas por reconstruir

Esta quinta-feira, assinalam-se quatro anos do grande incêndio de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, que provocou a morte a 66 pessoas. Quatro anos depois do incêndio de Pedrógão Grande, que deflagrou ao início da tarde …