“Eficácia não justifica”. França deixa de comparticipar medicamentos homeopáticos

A ministra da Saúde francesa, Agnes Buzyn, anunciou que as comparticipações de tratamentos homeopáticos vão terminar até 2021, por demonstrarem “eficácia científica suficiente para justificarem a comparticipação”.

A França vai deixar, até 2021, de comparticipar medicamentos homeopáticos, por “falta de eficácia”.  “Decidi dar início ao processo para acabar com esta comparticipação”, afirmou a  ministra da Saúde francesa, Agnes Buzyn, ao Le Parisien.

A decisão do governo francês surge depois de um oficial recentemente tornado público ter concluído que não há evidências de suficiente eficácia destes produtos farmacêuticos.

Até agora, os produtos homeopáticos eram reembolsados em França a 30%. A partir de 1 de janeiro do próximo ano, passarão a ter um reembolso de 15%, e em 2021 a taxa cairá para zero. Este período de transição permitirá “um tempo para a pedagogia”,  para os pacientes e para “os industriais se organizarem”, explica a ministra da Saúde.

Os laboratórios pediram uma “moratória” sobre esta questão e um “debate parlamentar”, após a publicação em junho de um relatório científico da Alta Autoridade de Saúde (HAS). A agência, encarregada de avaliar estes medicamentos, concluiu que os produtos homeopáticos não tinham “demonstrado cientificamente uma eficácia suficiente para justificar um reembolso”.

De acordo com um estudo realizada em outubro de 2018 pela consultora francesa Ipsos, mais de metade dos franceses já usou produtos homeopáticos “várias vezes”.

Segundo a AFP, o ano passado a homeopatia representou 126,8 milhões de euros num total de cerca de 20 mil milhões de euros para o conjunto de medicamentos reembolsados, segundo a previdência social.

Na Europa, o estatuto da homeopatia varia significativamente. Na Alemanha é amplamente praticada e reembolsada, e está praticamente ausente no sistema público de saúde britânico, que em 2017 recomendou que os médicos deixassem de a prescrever.

Na Espanha é pouco praticada. O governo de Madrid, que se posicionou abertamente contra a prática, lançou o ano passado um plano para lutar contra as “pseudoterapias”.

Após o anúncio de Agnes Buzyn, o grupo francês Boiron, líder mundial em homeopatia, pediu para ser recebido com “urgência” pelo presidente Emmanuel Macron, garantindo que fará “todos os esforços para combater a decisão, contrária a uma prática muito popular”.

Os laboratórios afirmam que o fim do reembolso irá ameaçar 1.300 postos de trabalho.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Lá como cá… e em tantos outros países… são os lobbies farmacêuticos a ditar as sua leis…
    O povo anda feliz a drogar-se com químicos que, na maior parte dos casos, fazem muito mais mal que bem…
    Enfim! É o mundo que temos / somos / construímos…
    Haja bom-senso…

RESPONDER

Mau feitio afasta juiz desembargador de concurso

Eurico Reis está fora da lista de magistrados responsáveis pela nova secção do Tribunal da Relação de Lisboa, relativa à propriedade intelectual e concorrência, supervisão e regulação, que começa a funcionar esta sexta-feira. O juiz …

Algarve escolhido como melhor destino de golfe do Mundo para 2020

A Associação Internacional de Operadores de Turismo de Golfe (IAGTO) escolheu o Algarve como "melhor destino de golfe do mundo para 2020", distinção que o presidente do Turismo do Algarve atribuiu à qualidade dos 40 …

Balakov deixa cargo de selecionador da Bulgária

O treinador Krasimir Balakov deixou nesta sexta-feira o cargo de seleccionador de futebol da Bulgária, na sequência da goleada (6-0) sofrida na recepção à Inglaterra, num jogo de qualificação para o Euro 2020 marcado por …

Fez-se História no Espaço com o primeiro passeio espacial feminino

As astronautas Jessica Meir e Christina Koch saíram esta sexta-feira da Estação Espacial Internacional (EEI) no primeiro passeio orbital sem a participação de homens, durante o qual repararão um controlo das baterias da estação. A saída …

UEFA proíbe Ajax de vender bilhetes

O Comité de Controlo, Ética e Disciplina da UEFA proibiu o Ajax de vender bilhetes para o próximo encontro da Liga dos Campeões, em Londres, frente ao Chelsea, a 5 de Novembro, devido ao mau …

Aumenta para cinco número de mortos em desabamento de prédio no Brasil

O número de mortos no desabamento de um prédio residencial em Fortaleza, capital do estado do Ceará, no nordeste do Brasil, aumentou para cinco, segundo informações do corpo de bombeiros divulgadas esta sexta-feira pelas autoridades …

Cartel de Sinaloa abre fogo e obriga polícia a libertar filho de “El Chapo”

O filho de El Chapo, Ovidio Guzmán López, foi libertado depois de várias horas de violência que se seguiram à sua detenção e o ministro da Defesa argumentou com medidas de segurança para o fazer. O …

Portugal tem 796 mil “eleitores-fantasma”

Portugal tem mais 796 mil eleitores do que população residente com 18 e mais anos. O número de inscritos nos cadernos eleitorais, em território nacional, apresenta uma diferença de 9,3% face ao número de residentes …

Lenine Cunha e Ana Filipe conquistam mais duas medalhas nos INAS Global Games

Os portugueses Lenine Cunha e Ana Filipe conquistaram esta quinta-feira medalhas de prata e bronze, respetivamente, nos INAS Global Games, competição mundial para atletas com deficiência intelectual, que decorre em Brisbane, na Austrália. Os dois pódios …

Homem detido em França por ameaça de ataque inspirado no 11 de setembro

Um indivíduo identificado como sendo um radical islâmico foi detido em França acusado de terrorismo devido a uma ameaça de sequestro e ataque inspirado no atentado às Torres Gémeas, nos Estados Unidos, em 2001, anunciaram …