Doenças circulatórias foram principal causa de morte em Portugal em 2012

Roger Bunting / Flickr

-

As doenças circulatórias foram a principal causa de morte em 2012 e, juntamente com o cancro, foram responsáveis por mais de metade dos óbitos ocorridos em Portugal nesse ano, revelam dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) hoje divulgados.

Quase 33 mil pessoas morreram nesse ano em Portugal devido a doenças do aparelho circulatório (AVC, doença isquémica do coração ou enfarte agudo do miocárdio), que representam 30,4 por cento das mortes por doença ocorridas no país e uma taxa de mortalidade de 312 mortes por 100 mil habitantes.

Portugal registou 107.969 mortes em 2012 (103.203 em 2011), 96,3 por cento das quais por doença e 3,7 por cento devido a lesões externas e envenenamento (3.955 mortes).

As doenças cerebrovasculares (AVC) destacam-se entre as doenças do aparelho circulatório, tendo sido responsáveis por 12,5 por cento do total de mortes no país, com uma taxa de mais de 128 mortes por cada 100 mil habitantes, seguidas pelas doenças do coração (6,5 por cento), que foram a causa de mais de 66 mortes por 100 mil habitantes e pelo enfarte do miocárdio (4,3 por cento).

A morte por AVC atingiu principalmente as mulheres com uma relação de 76 óbitos masculinos por 100 femininos, enquanto a morte por doença isquémica do coração incidiu maioritariamente nos homens(111 óbitos masculinos por 100 femininos).

Os tumores malignos estiveram na origem de quase um quarto das mortes, tendo morrido em 2012 quase 26 mil pessoas devido a estas doenças, valor que representa 23,9 por cento do total.

Os cancros do colon, reto e ânus (3.813 mortes, 3.829 em 2011) e os da traqueia, brônquios e pulmão (3.675 mortes, 3.711 em 2011) foram os mais mortíferos.

Os homens (70 por cento) foram os mais atingidos por estes tipos de cancro e morreram mais cedo do que a idade média geral para outras causas de morte.

Seguiram-se os cancros do estômago (2.376 mortes), da próstata(1.814 mortes), da mama (1.787) e do pâncreas (1.299 mortes).

Com menos de 1.000 mortes surgem os cancros do fígado, bexiga, ovário, pele, colo do útero e leucemia.

Doenças respiratórias

As doenças respiratórias foram outra importante causa de morte em 2012, tendo sido responsável pela morte de 13.908 pessoas (12,9 por cento), com uma taxa de 132 mortes por 100 habitantes.

Neste conjunto de doenças, destacou-se a pneumonia, responsável pela morte de mais de 6.700 pessoas (6,3 por cento), valor que representa um aumento de mortes relativamente a 2011, quando morreram 5.426 pessoas por esta causa.

A diabetes esteve na origem de 4.875 mortes (4,5 por cento do total de mortes), tendo sido mais expressiva nas mulheres, que são mais de metade das vítimas.

Morreram ainda 503 pessoas devido ao VIH/SIDA, mais de dois terços das quais eram homens com idade média a rondar os 49 anos.

Os acidentes foram responsáveis por 1.551 mortes, com destaque para a mortalidade provocada pelos acidentes de transportes.

Os suicídios estiveram na origem de 1.076 mortes em 2012 (1.018 em 2011), representando 1 por cento da mortalidade no país. Cerca de 80 por cento destas mortes foram de homens, com uma relação de mais de 395 mortes masculinas por cada 100 femininas.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pessoas que espalham ódio na Internet tendem a ser psicopatas

Os utilizadores da Internet que publicam comentários de ódio sobre outras pessoas tendem a ter traços psicopáticos. Por outro lado, os cientistas não encontraram uma correlação entre essa prática e narcisismo ou maquiavelismo. Estes utilizadores são …

Polícia britânica tingiu de negro uma lagoa azul para afastar visitantes

A Polícia britânica decidiu tingir de negro uma lagoa azul muito procurada na região de Derbyshire, visando assim afastar os visitantes e fazer com que estes cumpram o isolamento social exigido pelas autoridades para travar …

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …

Bill Gates deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia

Num artigo publicado no jornal norte-americano Washington Post, o fundador da Microsoft, Bill Gates, deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia de covid-19, que já fez 43 mil mortes em todo o …

Comissão de Trabalhadores da TAP pede nacionalização da companhia

A Comissão de Trabalhadores (CT) da TAP reforçou esta quarta-feira o apelo para que a transportadora “se torne 100% pública”, depois de a empresa ter anunciado o lay-off da maioria dos trabalhadores, segundo um comunicado. No …

"Posso ir?" Há uma app que lhe diz como estão as filas nos supermercados

A comunidade tecnológica tech4COVID19 criou uma aplicação móvel que permite aos seus utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados. A app, sob o nome "Posso ir?", pretende orientar os utilizadores nas idas aos …

Conte pede à Alemanha mais solidariedade europeia. “Se somos uma União, está na hora de o provarmos”

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, fez esta quarta-feira um apelo solene à Alemanha para que haja mais solidariedade europeia no combate à pandemia da covid-19, que está a afetar severamente o seu país. “Se somos uma …