Discutir celibato dos padres “não é prioridade”

Diocese de Aveiro / Facebook

António Francisco dos Santos, Bispo do Porto

António Francisco dos Santos, Bispo do Porto

O bispo do Porto considera que “este não é o timing” para discutir o fim do celibato dos padres católicos, mas admitiu que a questão está “em aberto”.

O tema de um eventual fim do celibato pelos padres católicos ocidentais foi admitido a 27 de maio pelo papa Francisco, para quem o assunto “não é um dogma de fé” e “a porta está sempre aberta” para tratar o tema.

Para António Francisco dos Santos, a questão do celibato “no calendário atual não é prioridade”, dado a Igreja Católica considerar que não se trata de um tema controverso, mas sim de algo que, na ótica clerical, está colocada “da forma certa”.

“O celibato na igreja ocidental, católica de rito latino, é uma norma disciplinar, não é um dogma. A igreja católica de rito oriental aceita ordenar homens casados e não é uma igreja inferior ou menor”, afirmou em entrevista à Lusa o bispo do Porto, para quem a proibição de casar “é um dom e graça” que os padres devem “saber reconhecer”.

Isso não impede que “um dia a Igreja não pense de outra forma e ordene homens casados”, disse António Francisco dos Santos, para quem é importante saber reconhecer os sacerdotes que vivem o dom do celibato com “doação, entrega e verdade” e “sentido de serviço” à Igreja, sendo fiéis ao compromisso que fizeram aquando da ordenação presbiteral.

O prelado lembrou que a Igreja Católica ordena diáconos, “fiéis responsáveis pela proclamação da palavra de Deus”, que não necessitam de votos de celibato, podendo ser casados.

Sociedade tem dificuldade em assumir compromissos definitivos

Quanto ao casamento entre os fiéis, o bispo admitiu que o número de pessoas a optar pelo matrimónio católico tem diminuído, porque “têm muitas dificuldades em assumir compromissos para sempre“.

Isto acontece “não só no casamento, mas na vida profissional e em várias áreas” da vida atual.

“Temos uma tendência para adiar facilmente a decisão que nos compromete para sempre, mas só compromissos definitivos é que nos proporcionam caminhos de felicidade”, frisou.

A “rapidez” com que, muitas vezes, a vida se constrói não dá possibilidade às pessoas de assumir compromissos “para sempre”, disse o bispo, considerando que face à “instabilidade com que se vive o emprego” é normal que as famílias fiquem “fragilizadas”, fazendo com que os jovens adiem o casamento.

Cabe à Igreja, sublinhou, “acompanhar e preparar os jovens a abrir caminhos para uma vida feliz no matrimónio cristão e numa família estruturada”, não devendo distanciar-se, nem esquecer-se dos jovens que não seguem estes caminhos, porque, também eles, fazem parte da família cristã.

Questionado sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo e o uso de preservativos, António Francisco dos Santos remeteu estas questões para “o espaço de decisão e opção” das famílias: “devemos respeitar muito as decisões das famílias e ajudá-las na formação da sua consciência, formando no espírito cristão este espaço de decisão e opção”.

Quanto ao momento vivido pela Igreja Católica, o bispo do Porto considerou que esta está num processo de transformação “positivo” que “muito se deve” ao carisma do papa Francisco.

“Gostaria de ser seu discípulo e seguidor, podendo trazer para a diocese do Porto aquilo que ele procura trazer ao mundo”, sublinhou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Falta de meios dificulta marcação de testes à Covid-19

Os utentes do Norte referenciados pelas autoridades de saúde para fazerem o teste à Covid-19 estão a ter grandes dificuldades na marcação nos laboratórios recomendados, devido ao disparo na procura e ao facto de a …

"Impõe-se manter as medidas de contenção", diz Marcelo

O Presidente da República afirmou esta terça-feira que se impõe manter as medidas de contenção que vigoram em Portugal, referindo que essa foi uma opinião unânime na segunda reunião técnica sobre a situação da covid-19 …

Crise poderá levar a Juve a vender Ronaldo por 70 milhões

A crise financeira causada pela pandemia de covid-19 poderá "obrigar" a Juventus a vender Cristiano Ronaldo por 70 milhões de euros, avança a imprensa italiana, frisando que existem mais dois cenários em cima da mesa. O …

Pavilhão Rosa Mota transformado em "Hospital de Missão" com 300 camas

O Pavilhão Rosa Mota, no Porto, entrará, na próxima semana, em funcionamento como “Hospital de Missão” e, com 300 camas, servirá para acolher doentes com poucos sintomas de covid-19 ou até assintomáticos sem “retaguarda familiar”. “Trata-se …

Maduro acusa EUA de provocarem "perigoso momento de tensão" no continente

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, enviou na segunda-feira uma carta aos governantes internacionais, alertando que os Estados Unidos (EUA), ao oferecerem uma recompensa por informações que levem à sua detenção, conduzem a "um perigoso …

Prestações ao banco vão subir para quem recorrer à moratória

As prestações dos créditos à habitação vão subir para empresas e clientes particulares que pedirem a sua suspensão no âmbito da moratória criada pelo Governo. Os juros vencidos durante os seis meses da moratória serão …

BE e PCP querem isenção do pagamento de propinas durante estado de emergência

O Bloco de Esquerda e o Partido Comunista Português consideram que os alunos do Ensino Superior devem ficar isentos do pagamento de propinas durante o estado de emergência. Tanto o BE como o PCP sempre defenderam …

Menina de 12 anos morre na Bélgica vítima da covid-19

Uma menina de 12 anos morreu esta segunda-feira na Bélgica devido à pandemia de covid-19, anunciaram esta terça-feira as autoridades de saúde deste país. "É um caso muito raro, mas que nos afeta muito, é um …

"Bomba" de Graça Freitas rebentou-lhe nas mãos. Governo rejeita cerco sanitário ao Porto

O Secretário de Estado da Saúde, António Sales, rejeitou, nesta terça-feira, a possibilidade de impor um cerco sanitário ao Porto. Esta hipótese foi avançada pela directora-geral da Saúde, Graça Freitas, e foi fortemente criticada por …

Novo máximo diário. Covid-19 mata mais 849 pessoas em Espanha

Espanha registou, nas últimas 24 horas, 849 mortos com o novo coronavírus, um novo recorde de falecidos num só dia, elevando o balanço total para 8189. Os números do Ministério da Saúde espanhol revelam ainda um …