Dínamo Kiev 0-0 Benfica | Tanta posse para acabar a rezar a São VAR

Sergey Dolzhenko / EPA

As “águias” dominaram as operações durante grande parte deste primeiro encontro de Liga dos Campeões “a sério” em 2021/22, mas não materializaram essa superioridade e no fim viram Vlachodimos, os postes e o VAR a resgatar um ponto que já parecia perdido – e que assim se torna um mal menor.

De positivo fica o facto de permanecer invicto esta temporada e ainda o registo bastante interessante do terceiro jogo consecutivo fora de casa sem sofrer golos nas competições europeias.

A esmagadora posse de bola encarnada (71% por cento contra apenas 29% da equipa da casa) reflecte bem o que foi o cenário nos primeiros 45 minutos: o Benfica esteve sempre no controlo do encontro, como se pode perceber também pelas acções na área adversária (16 contra cinco), mas sem criar reais situações de perigo – aliás, o Dynamo até teve mais remates enquadrados (2 para 1).

Não se pode dizer, ainda assim, que os ucranianos tenham estado completamente encolhidos no seu meio-campo, pois até foram a equipa com mais acções defensivas no meio-campo adversário (5 contra 3 das “águias”).

O segundo tempo veio confirmar a tendência evidenciada no primeiro, com o Benfica a esmagar em todos os itens ofensivos à excepção dos cantos (6-4 em remates, 8-5 em acções na área adversária e 7-3 em acções defensivas no meio-campo adversário, com o Dynamo a dispor de três cantos contra nenhum dos “encarnados”) e a acabar com 67%… mas sem efeitos práticos.

Pelo contrário: os ferros, Vlachodimos e o VAR acabaram por salvar os comandados de Jorge Jesus do que seria a sua quarta derrota consecutiva em jogos de estreia na Liga dos Campeões.

Melhor em Campo

Exibição praticamente imaculada de Otamendi, o patrão da defesa “encarnada”. O internacional argentino foi o benfiquista com mais intercepções (4), alívios (6), desarmes (2) e acções defensivas no meio-campo adversário (2, aqui juntamente com Vertonghen).

Das seis tentativas de passe longo acertou cinco, registando uma eficácia de passe de 91 por cento, e ainda somou três conduções aproximativas, justificando em pleno o belíssimo GoalPoint Rating de 7.3.

Destaques do Dynamo

Boyko 6.7 – Números muito semelhantes aos registados por Vlachodimos: quatro defesas, duas delas a remates já dentro da sua área (assinalável a intervenção a remate de Yaremchuk à queima-roupa). Mostrou-se também imperial nas saídas a soco (duas).

Shaparenko 6.2 – O homem cuja festa do golo só foi interrompida pelo VAR, no que foi o seu segundo remate – antes já tinha enviado uma bola ao poste. Além de totalizar cinco desarmes, realce para os dois duelos aéreos ofensivos ganhos em três possíveis.

Garmash 5.4 – O jogador do Dínamo de Kiev com mais jogos na Champions (20) esteve 32 minutos em campo e deu nas vistas acima de tudo por ter sido expulso… de forma errada pelo árbitro, julgando erradamente estar a mostrar-lhe o segundo amarelo. Registou, ainda assim, um remate e duas acções defensivas no meio-campo “encarnado”.

Destaques do Benfica

Vlachodimos 6.6 – Vestiu (mais uma vez) a pele de salvador das “águias”, evitando nos instantes finais o golo que ditaria a derrota. Ao todo foram quatro defesas de grande grau de dificuldade, duas delas a remates dentro da área.

Vertonghen 6.6 – Sempre muito certinho, ganhou três dos quatro duelos aéreos defensivos que travou e foi quem mais recuperações de posse conseguiu: 10. Registou ainda três intercepções, dois alívios, um desarme e duas acções defensivas no meio-campo contrário. Completou 84 de 89 passes (94%).

Rafa 6.4 – O grande agitador do ataque “encarnado”. Elemento mais rematador da partida (4), somou cinco passes valiosos, criando uma ocasião flagrante de golo, seis conduções aproximativas e 13 acções com bola na área contrária (outro registo máximo), sendo bem sucedido em seis das dez tentativas de drible.

Weigl 6.1 – É o pêndulo do meio-campo do Benfica e está a acrescentar a cada jogo que passa maior acutilância ofensiva ao seu jogo, como demonstram os quatro passes valiosos e os sete aproximativos que realizou em Kiev. Surpreendeu ainda no drible – três certos em três -, mas continua com pouca acção defensiva (2).

Morato 6.1 – A estreia absoluta em jogos “a doer” da Champions correu bem: ganhou ambos os duelos aéreos defensivos que disputou, conseguiu uma acção defensiva no meio-campo adversário e até somou oito passes aproximativos. Foi o jogador com mais acções com bola (112), o que mais passes realizou (103) o que mais completou (92).

João Mário 6.0 – Autor de quatro passes ofensivos valiosos (dois dos quais para finalização) e sete aproximativos, foi ainda o jogador “encarnado” que mais faltas sofreu: três. Completou 63 de 66 passes, mas esteve, ainda assim, uns furos abaixo do que tem vindo a mostrar neste início de temporada de águia ao peito.

Grimaldo 5.7 – O lateral/ala canhoto espanhol destacou-se, como sempre, mais a nível ofensivo, contabilizando cinco passes valiosos (dois dos quais para finalização), cinco cruzamentos (ainda que nenhum eficaz) e três conduções aproximativas. Teve sucesso em quatro de oito tentativas de drible.

Everton 5.3 – Ao intervalo era o jogador “encarnado” com pontuação mais baixa: 4.9. Melhorou ligeiramente no segundo tempo, saindo aos 57 minutos após três remates (dois enquadrados) e quatro passes valiosos, mas continua longe de confirmar as credenciais que trazia do Brasil.

Gilberto 5.2 – Dos nove duelos que disputou na primeira parte, venceu apenas um – estatística nada abonatória para um defesa. Até registou dois passes valiosos e quatro cruzamentos, dois deles eficazes, mas não chegou para dar mais brilho a uma exibição muito pálida.

Yaremchuk 4.9 – A expectativa era enorme para ver a resposta do avançado ucraniano no regresso à casa onde se formou, e saiu claramente gorada: apenas dois remates (um deles uma ocasião clara de golo) em 57 minutos, tendo passado quase despercebido em campo – apenas 15 acções com bola.

Radonjic 4.6 – Nos 33 minutos que esteve em campo destacou-se acima de tudo pela apetência em tentar o drible: seis ocasiões, ainda que tenha sido bem-sucedido apenas em duas. Registou ainda duas conduções super aproximativas e rematou uma vez

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Parlamento Europeu apela ao reconhecimento das uniões homossexuais em toda a União

Os eurodeputados querem que os casais homossexuais e as suas famílias sejam tratadas de forma igual em todos os estados-membros. Os eurodeputados exigiram esta quarta-feira que os casais homossexuais beneficiem dos mesmos direitos dos restantes em …

Dínamo Kiev 0-0 Benfica | Tanta posse para acabar a rezar a São VAR

As “águias” dominaram as operações durante grande parte deste primeiro encontro de Liga dos Campeões “a sério” em 2021/22, mas não materializaram essa superioridade e no fim viram Vlachodimos, os postes e o VAR a …

Reino Unido avança com terceira dose para maiores de 50 anos. Máscara pode regressar

Boris Johnson anunciou hoje o plano de protecção do Reino Unido para o Outono e Inverno, que inclui medidas que vão entrar já em vigor e que prevê o regresso da máscara e a exigência …

Uma bactéria que "come carne" está a causar mortes da Flórida

A bactéria está mais presente na água do mar em zonas quentes e já matou 125 pessoas no estado norte-americano desde 2008. Pelo menos oito pessoas já morreram este ano na Flórida devido a uma infecção …

Siemens vai criar comboio de alta velocidade que ligará Mar Vermelho e Mediterrâneo

Um consórcio liderado pela multinacional alemã Siemens estabeleceu um contrato de 4,5 mil milhões de euros para construir uma linha ferroviária de alta velocidade que ligue Ain Sukhna, no Canal de Suez, a Alexandria e …

Alaba joga no Real Madrid mas o seu sonho era jogar no Barcelona

Véspera do grande jogo entre Barcelona e Bayern Munique serviu para Uli Hoeneß divulgar uma conversa pouco simpática para as pessoas ligadas ao Barcelona. A fase de grupos da Liga dos Campeões está de volta. Neste …

Chuva está a ajudar a controlar incêndios em Espanha

Há quase uma semana que as chamas deflagram em Málaga e o incêndio já matou um bombeiro. A chuva tem ajudado a combater o fogo. Há seis dias consecutivos que os bombeiros estão a combater incêndios …

Voos da ONU para Cabul são retomados. Doadores angariam 850 mil milhões de euros de ajuda

Os talibãs garantem que vão proteger as equipas humanitárias da ONU que vão ajudar o Afeganistão, que enfrenta uma grave crise devido à seca. Desde 15 de Agosto que os voos com ajuda humanitária da ONU …

Ventura perde recurso na Relação contra a família do bairro da Jamaica

O Tribunal da Relação considera que os comentários de André Ventura tinham uma "vertente discriminatória em função da cor da pele e da situação socioeconómica” da família. Segundo avança o Público, o Tribunal da Relação não …

Costa promete formar mais médicos e critica "bloqueios corporativos" ao curso de Medicina na Católica

Na inauguração do novo curso de Medicina da Universidade Católica, o primeiro no ensino privado em Portugal, António Costa disse que há falta de médicos e que vai continuar a promover a formação de mais …