Análise de restos mortais revela detalhes sobre a dieta da Idade da Pedra (e há surpresas)

Joaquim Soler

Um novo estudo revela algumas das caraterísticas da alimentação da Idade da Pedra e, surpreendentemente, o peixe não era incluído nas refeições dos caçadores-coletores do sul da Europa há cerca de 27 mil anos.

A equipa internacional de investigadores conseguiu determinar a alimentação da população com base num estudo isotópico de fósseis humanos das cavernas Serinyà, na Catalunha.

Através da datação por radiocarbono, os investigadores da Universidade de Girona, em Espanha, determinaram que os restos fósseis de quatro indivíduos de Serinyà têm entre 25.000 e 27.000 anos e conseguiram tirar novas conclusões.

No período Gravetiano, os caçadores-coletores comiam os alimentos disponíveis nos arredores locais, o que incluía mamutes na Europa central, cavalos e renas na Grã-Bretanha e frutos do mar nas costas atlânticas ou mediterrâneas.

Contudo, durante o último máximo glacial (há cerca de 25.000 anos), o clima muito frio e seco forçou as pessoas a retirarem-se para as regiões do sul.

O colagénio muito bem preservado dos ossos possibilitou que os investigadores realizassem análises isotópicas – o que, por sua vez, possibilitou determinar o que as pessoas estudadas comiam.

A equipa frisa que a combinação desta técnica com um novo método, feita pela primeira vez, tornou possível analisar ainda mais detalhadamente se a dieta das pessoas da Idade da Pedra era baseada em proteínas vegetais, carne ou peixe – e até mesmo que espécies animais eram consumidas.

Os resultados mostraram que os quatro indivíduos de Serinyà tinham uma dieta baseada em recursos terrestres. Ou seja, os habitantes da Península Ibérica no final do período Gravetiano comiam sobretudo plantas e animais terrestres, como coelhos, veados e cavalos.

Os isótopos de aminoácidos confirmaram ainda que os indivíduos quase não comiam peixe, o que é surpreendente porque, até agora, se presumia que as pessoas neste período climaticamente rigoroso dependiam dos alimentos de lagos, riachos e do mar, escreve o Phys.

O estudo foi publicado no Journal of Human Evolution.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Marinha dos EUA está a desenvolver drones para matar ovos em ninhos de pássaros selvagens

A Marinha norte-americana e a empresa Hitron Technologies uniram esforços para desenvolver um drone autónomo projetado especificamente para procurar e destruir o maior inimigo da Marinha: os pássaros. Os drones, que estão já a ser testados …

Cientistas criam hologramas que se movem pelo ar

Uma equipa de cientistas da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, conseguiu desenvolver um holograma que projeta imagens em movimento. Se é fã de Star Treck, ficará impressionado com a mais recente inovação. Um grupo de …

Gangue detido por falsificar a especiaria mais cara do mundo

As autoridades espanholas detiveram um gangue que fazia milhões de euros por ano a falsificar a especiaria mais cara do mundo: o açafrão. Os 17 membros da quadrilha foram detidos na região de Castela-Mancha. Os criminosos …

Santuário medieval recebe escultura em pedra que usa máscara contra a covid-19

Uma catedral histórica do Reino Unido renovou um santuário do século XIV, acrescentando um detalhe que coloca em evidência o momento pandémico que o mundo vive. Agora, a nova escultura está a usar uma máscara …

Aos 10 anos, Adewumi chegou à elite mundial do xadrez (e fugiu ao Boko Haram)

Tanitoluwa Adewumi foi perseguido pelo Boko Haram, fugiu da Nigéria e foi sem-abrigo nos Estados Unidos. Agora, com apenas 10 anos, chegou à elite mundial do xadrez. Grande Mestre é um dos títulos vitalícios concedidos pela …

Hegemonia económica da China cada vez mais longe. Queda demográfica coloca Pequim sob pressão

O objetivo do país é tornar-se na maior potência económica do mundo nos próximos anos, mas a corrida pela hegemonia - disputada com os EUA - pode não ser uma meta fácil de alcançar. O …

Miss Universo 2021. Concorrente da Singapura usa roupa com o slogan "Stop Asian Hate"

Bernadette Belle Ong, uma concorrente do Miss Universo 2021, vestiu uma roupa com as cores de Singapura que continha as palavras Stop Asian Hate ("parem com o ódio contra os asiáticos"). Bernadette Belle Ong aproveitou o …

A Índia está a tornar quase impossível a vacinação dos sem-abrigo

A Índia está a dificultar o processo de vacinação dos sem-abrigo, uma vez que o programa requer um número de telemóvel e uma morada residencial. Muitas pessoas não têm nem um, nem outro.  Na Índia, quase …

Violência contra as mulheres é "uma pandemia", alerta ONU

Uma década após a criação da Convenção de Istambul, o marco dos tratados de direitos humanos para acabar com a violência de género, as mulheres enfrentam um ataque global aos seus direitos e segurança, alertaram …

Já se sabe qual a ocasião mais perdida do ano devido à pandemia (e há uma campanha para compensar)

Tomar um café com um amigo ou um familiar é o momento mais perdido do último ano devido à pandemia de covid-19. Nos últimos 12 meses, e em todas as cidades europeias, estima-se ter havido …