Mais um desastre no Mediterrâneo. 74 corpos de migrantes encontrados numa praia da Líbia

(dv) Marina Militare

De acordo com a agência de migração da ONU, mais de 70 pessoas foram encontradas na praia de al-Khums, no oeste da Líbia, depois de mais um naufrágio devastador no Mediterrâneo.

O barco transportava mais de 120 pessoas, incluindo mulheres e crianças. 47 sobreviventes foram trazidos à costa pelas autoridades, mas pelo menos 74 pessoas morreram no naufrágio.

Esta é a última de uma série de tragédias que envolveram pelo menos três naufrágios no espaço de dois dias, e que causaram cerca de 90 óbitos, incluindo uma criança de seis meses que morreu na quarta-feira, diz o The Guardian.

‘‘Apesar do enorme esforço de nossa equipa médica, um bebé de seis meses acaba de morrer. Solicitamos evacuação urgente para outras pessoas em estado grave, mas ele não sobreviveu. Que dor e que tristeza!” escreveu a organização não governamental espanhola Open Arms no Twitter.

O barco saiu de Sabratha, na Líbia, mas começou a esvaziar depois de algumas horas no mar. Depois de um avião de patrulha da agência europeia Frontex dar o alerta, o navio da organização interveio prontamente.

“Quando as nossas equipas de resgate chegaram viram um cenário dramático”, revelou Riccardo Gatti, presidente da Open Arms Itália.

“Fizemos todos os possível para resgatar os que estavam a bordo”, disse a equipe médica da ONG Italian Emergency, que opera a bordo do Open Arms. “Tudo isso aconteceu a poucos quilômetros de uma Europa indiferente. Em vez de preparar um sistema estruturado de busca e resgate, continuam a enterrar a cabeça na areia, fingindo não ver o cemitério em que o mar Mediterrâneo se tornou”, refere a organização.

‘‘A mudança é necessária agora, mais do que nunca, para garantir um resgate eficaz no mar e evitar novas tragédias ’’, disse Flavio Di Giacomo, porta-voz da Organização Internacional de Migração (OIM). Só em 2020, “mais de 10.300 migrantes foram intercetados no mar e enviados de volta para a Líbia”, recordou Di Giacomo.

Segundo os dados da OIM, desde o início de outubro, pelo menos 30 migrantes morreram no mar enquanto tentavam chegar a Itália. Desde o início de 2020, cerca de 575 pessoas morreram no Mediterrâneo central, mas o número real estimado pode ser consideravelmente maior, diz a organização.

O Open Arms é atualmente o único barco de resgate de ONGs que opera no Mediterrâneo central. Muitos outros barcos de resgate estão bloqueados em portos italianos porque as autoridades recusam-se a autorizar a sua partida.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Anúncios de TV promovem mais os brindes do que o próprio fast food (e violam diretrizes do setor)

Para uma criança, a melhor parte de uma refeição de fast food não é a comida, mas o brinde que vem juntamente com a refeição. Os anúncios televisivos de fast food são regidos por diretrizes que …

“Se querem sucesso, têm de depender do sistema“. Empresário chinês é preso após disputa com o Estado

Sun Dawu, um dos empresários mais bem sucedidos da China, corre o risco de ser condenado a 25 anos de prisão, caso seja provado que cometeu os crimes dos quais está a ser acusado. O empresário …

Cientistas criam verniz para superfícies que mata bactérias em poucos minutos

Uma equipa multidisciplinar de cientistas desenvolveu um verniz para superfícies que mata bactérias, mesmo as mais resistentes, em apenas 15 minutos, anunciou a Universidade de Coimbra (UC). Trata-se de “uma solução segura e eficaz para prevenir …

Num país marcado pelo racismo, Jane Bolin fez história tornando-se a primeira juíza negra dos EUA

A 22 de julho de 1939, Jane Bolin fez história ao prestar juramento como juíza na cidade de Nova Iorque. A jovem ocupou o cargo durante 40 anos e só saiu de cena quando atingiu …

A petrolífera Exxon está a culpá-lo pelas alterações climáticas

Nos últimos anos, as empresas petrolíferas têm-se afastado do discurso de negação das alterações climáticas. Gigantes globais de energia como a Total, a Exxon, a Shell e a BP reconhecem abertamente que a mudança climática …

"Muita fraternidade”. Portugal enviou vacinas para Cabo Verde

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta segunda-feira que os indicadores da pandemia de covid-19 em Portugal permanecem "muito estáveis" e que a última grande abertura no plano de desconfinamento não teve …

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre bullying na escola, diz relatório

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre 'bullying' na escola, alertou esta segunda-feira a UNESCO, por ocasião do Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. A Organização Internacional de Jovens e Estudantes LGBTQI (IGLYO) e …

Telescópio vai "caçar" a luz de 30 milhões de galáxias para mapear Universo e "revelar" energia escura

Um instrumento de um telescópio nos Estados Unidos vai capturar nos próximos cinco anos a luz de quase 30 milhões de galáxias e outros objetos cósmicos, permitindo aos cientistas mapearem o Universo e desvendarem os …

Portugal ficou acima da média europeia quanto ao teletrabalho

Dados do Eurostat sobre o teletrabalho durante a pandemia revelaram que Portugal registou uma média ligeiramente superior (13,9%) à da União Europeia (12,3%) entre as pessoas com idade dos 15 e os 64 anos. Em anos …

"Idiotas". Bolsonaro critica pessoas que mantêm isolamento social na pandemia

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, criticou os brasileiros que seguem as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e mantêm isolamento social na pandemia, a quem chamou de 'idiotas', em conversa com os seus …