Decisão histórica: 10 anos depois, vai haver um orçamento para saúde materna no Uganda

Um Tribunal determinou que o governo do Uganda deve priorizar a saúde materna, atribuindo um orçamento anual. A decisão é resultado de uma ação judicial que se iniciou depois de duas mulheres morrerem durante o parto, devido a negligência da equipa médica e à falta de condições das instalações.

Os ativistas dos direitos de saúde no Uganda avançaram com um processo que acabou por ter uma decisão judicial histórica: o governo deve aumentar o seu orçamento na área da saúde, de modo a garantir que as mulheres recebam serviços de saúde materna com mais dignidade.

Segundo o The Guardian, depois de Jennifer Anguko e Sylvia Nalubowa terem morrido a dar à luz numa unidade de saúde pública do Uganda, o tema da saúde materna eclodiu no país africano. Agora, ao fim de quase 10 anos de luta na justiça, o processo conclui-se.

Moses Mulumba, diretor executivo de um Centro de Saúde, que entrou com o processo, garante que “os juízes fizeram história pelas mães que sempre carecem de voz e poder na luta por recursos e priorização nos espaços político e económico”.

O juiz Barishaki Cheborion garante que as mulheres não têm condições dar à luz em segurança. “Sofrem muito devido à escassez ou deficiência na prestação de serviços de saúde materna devido à falta de projetos de saúde materna, medicamentos, e negligência profissional”.

Cheborion lembra que “as mortes de Anguko e Nalubowa foram o resultado da indisponibilidade de serviços básicos de saúde materna e da negligência dos profissionais de saúde”. Porém, os familiares de Anguko e Nalubowa conseguiram receber indemnizações no valor de 155 milhões de xelins (cerca de 350 mil euros) do governo do Uganda.

Diana Atwine, secretária do ministério da saúde, disse que o governo está a cumprir o que ficou definido em Tribunal, e já está a incluir o assunto da saúde materna no orçamento nacional.

Este ano, o governo atribuiu 2,7 biliões de xelins (perto de 600 milhões de euros) para a área da saúde, cerca de 6% do orçamento nacional total. Ainda assim, o Uganda já era signatário da declaração de Abuja, que exige que os governos gastem pelo menos 15% do seu orçamento anual com a saúde nacional.

De acordo com números do Banco Mundial, para cada 100 mil bebés que nascem no Uganda, 375 mães morrem devido a complicações durante a gravidez e no parto.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Guerra Fria eclodiu nas piscinas de Tóquio. E promete continuar pelos Olímpicos fora

Após a final dos 200 metros costas, o nadador norte-americano Ryan Murphy sugeriu que acabara de participar numa prova que "provavelmente não foi limpa". O comentário foi interpretado como uma acusação a Evgeny Rylov, medalhado …

Moderna admite a necessidade de terceira dose da vacina este ano

A empresa biotecnológica norte-americana Moderna admitiu esta quinta-feira que será necessária uma terceira dose da sua vacina contra a covid-19 antes do fim do ano, devido ao esperado aumento de contágios causado pela variante Delta …

Marcelo insiste na vacinação dos jovens dos 12 aos 15. "Temos de ter paciência"

O Presidente da República considerou, esta quinta-feira, que as dúvidas relativas à vacinação dos jovens entre os 12 e os 15 anos não são "tanto dúvidas de princípio, quanto de momento", afirmando que "tudo tem …

44% dos futebolistas foram alvo de ofensas no Twitter

Estudo envolveu os 400 futebolistas da Premier League que têm conta oficial naquela rede social. Quase metade dos futebolistas da Premier League que têm conta oficial no Twitter recebeu mensagens com conteúdo ofensivo ao longo da …

Juiz condenado por violência doméstica e por negar relações sexuais perde ação no TC

O juiz condenado por violência doméstica e por negar relações sexuais à ex-companheira perdeu o recurso que tinha apresentado no Tribunal Constitucional (TC). De acordo com o jornal Público, em 2017, o Tribunal da Relação de …

Novo estudo deteta centenas de variantes genéticas ligadas à idade da menopausa

Um novo estudo analisou a informação genética de mais de 200 mil mulheres e identificou 290 variantes associadas ao momento da chegada da menopausa. Um estudo publicado esta quarta-feira na revista Nature usou a informação de …

Macron confirma terceira dose para os "mais frágeis e mais velhos"

França tenciona reforçar a vacinação contra a covid-19 com uma terceira dose para os "mais frágeis e os mais velhos", confirmou o Presidente francês, esta quinta-feira. "Sim, uma terceira dose será muito provavelmente necessária, não para …

Juiz Carlos Alexandre aceita proposta de caução de Luís Filipe Vieira

O juiz Carlos Alexandre aceitou a nova proposta do ex-presidente do Benfica para o pagamento da caução de três milhões de euros, no âmbito da Operação Cartão Vermelho. Segundo avança a rádio TSF, o juiz Carlos …

Filho do ex-futebolista Ballack morre em acidente de moto 4 em Tróia

O filho do ex-futebolista alemão, de 18 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira num acidente de moto 4 em Tróia, no concelho de Grândola, distrito de Setúbal. De acordo com a TVI24, Emilio Ballack morreu, esta …

Autoagendamento para jovens de 16 e 17 anos termina esta sexta-feira

O autoagendamento exclusivo para os jovens de 16 e 17 anos, para vagas disponíveis no fim-de-semana de 14 e 15 de agosto, termina esta sexta-feira e no sábado volta a estar disponível para os maiores …