A cura para todos os tipos de cancro pode estar no nosso sistema imunitário

Em laboratório, uma equipa de cientistas da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, conseguiu usar células do nosso próprio corpo para matar células cancerígenas.

O nosso sistema imunitário é a defesa natural do nosso organismo contra as infeções, mas também ataca as células cancerígenas.

Os cientistas quiseram estudar mais este mecanismo natural e descobriram que as células T, presente no sangue, são as responsáveis por atacar os nossos “inimigos”. Quando se deparam com uma infeção ou doença, estas células são ativadas para nos proteger.

Recentemente, um grupo de investigadores da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, encontrou um novo tipo da “célula T” que poderá atacar e destruir a grande maioria dos vários tipos de cancro.

Já existe uma terapia com células T – chamadas CAR-T (Chimeric Antigen Receptor T-cells) ou imunoterapia -, mas tem limitações, a começar pelo facto de ter que ser feita individualmente, para cada paciente. Agora, a equipa de cientistas do Reino Unido descobriu uma forma de tornar a terapia universal, no sentido de ser usada em vários pacientes diferentes com diferentes tumores.

À BBC, o investigador Andrew Sewell sublinhou que “há aqui uma hipótese de tratar todos os pacientes” que sofrem de algum tipo de cancro. “Até agora ninguém acreditava que fosse possível.”

A técnica “aumenta a perspetiva de um único tratamento contra o cancro – um único tipo de célula T capaz de destruir diferentes tipos de cancro em toda a população”, explicou o especialista.

As células T têm recetores à superfície – chamados HLA -, o que lhes permite detetar quimicamente o inimigo.A partir desta descoberta foi desenvolvida a imunoterapia, mas esta é uma terapia individualizada: as células T do paciente são geneticamente modificadas em laboratório para atacarem especificamente aquelas células cancerígenas que o paciente tem.

No mais recente estudo, publicado na Nature Immunology, os cientistas descobriram outro recetor nas células T – MR1 – que funciona de forma semelhante ao HLA na deteção de células cancerígenas, mas com uma grande diferença: não varia de doente para doente nem de cancro para cancro.

A equipa ressalva que só procedeu a testes de laboratório, não tendo aplicado este método em seres humanos. Ainda assim, garante ter um “enorme potencial”.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

De norte a sul do país, autarcas pressionam Governo para fechar escolas

Os diretores escolares esclarecem que não têm qualquer autonomia para encerrar escolas, dependendo essa decisão de um parecer da entidade de saúde pública local e da confirmação por parte dos serviços do Ministério da Educação. …

Muito mais do que tabaco. Cientistas identificam drogas tomadas pelos maias em recipientes antigos

Uma equipa de cientistas da Washington State University identificou a presença de planta que não é do tabaco em recipientes de drogas dos antigos maias. Os investigadores detetaram "marigold mexicana" (Tagetes lucida) em resíduos retirados de …

Pico na primeira semana de fevereiro. Mesmo confinando, modelo prevê 1154 doentes em UCI

Portugal deverá ter 1.154 doentes internados em cuidados intensivos num pico na primeira semana de fevereiro, mesmo com um confinamento igual ao de março, avança um modelo da NOVA Information Management School. Portugal deverá duplicar o …

Biden assume leme dos EUA. Trump concede 140 perdões (e pede que se "reze" pelo sucessor)

Joe Biden assume esta quarta-feira o leme dos Estados Unidos. Porém, antes de sair, o Presidente cessante, Donald Trump, perdoou e comutou penas a mais de 140 pessoas. Nas horas finais da sua presidência, Donald Trump …

Ouvir música clássica enquanto faz exercício? A Ciência sugere que sim

Estudos sugerem que, ao contrário daquilo que pensa, ouvir música clássica enquanto se pratica exercício físico pode ajudá-lo no seu treino. Para muitas pessoas, uma parte essencial de qualquer regime de exercício é a música que …

“Não queiram fazer mistérios onde não existem”. UE encerrou caso do procurador europeu

A União Europeia (UE) deu por "encerrado" o caso do procurador europeu José Guerra e dos lapsos no seu currículo enviado pelo Governo. “A reunião dos membros do Conselho da UE decorreu na segunda-feira e …

Jack Ma reaparece após estar "desaparecido" quase três meses

O bilionário fundador do gigante do comércio eletrónico chinês Alibaba reapareceu, esta quarta-feira, numa reunião virtual com professores rurais, após meses de incerteza sobre o seu paradeiro. No vídeo, publicado no site do jornal chinês Tianmu …

Jesus voltou a testar negativo. Benfica confirma presença na Taça da Liga

O treinador do Benfica voltou a testar negativo ao novo coronavírus, num segundo teste realizado esta terça-feira, dia em que o clube anunciou ter 17 casos de infeção na sua estrutura profissional de futebol. "O Benfica …

Novas regras do confinamento entram em vigor esta quarta-feira (mas há exceções nos horários)

As novas medidas de restrição para travar a pandemia de covid-19 em Portugal entraram em vigor às 0h desta quarta-feira no âmbito do estado de emergência em vigor no país.  O primeiro-ministro anunciou esta segunda-feira que …

Ratos paraplégicos voltam a caminhar graças a proteína inovadora

Cientistas criaram e injetaram uma proteína no cérebro de ratos paraplégicos. Após um par de semanas, os ratos recuperaram a capacidade de caminhar. Não, não é milagre. Uma equipa de investigadores alemães conseguiu restaurar a capacidade …