Duas crianças resgatadas dos escombros de prédios após sismo na Turquia

Mehmet Emin Menguarslan / EPA

Duas crianças foram resgatadas por equipas de salvamento dos escombros de um prédio que desabou na sexta-feira em Esmirna, na Turquia, na sequência do sismo que abalou aquela província e que causou pelo menos 83 mortos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Um forte terramoto de magnitude 7 atingiu o Mar Egeu na tarde de sexta-feira e o abalo derrubou edifícios em áreas costeiras. Depois de ter passado 58 horas nos escombros, um adolescente foi resgatado de um prédio e uma menina de três anos foi ainda retirada hoje de manhã.

As equipas de emergência turcas conseguiram salvar 104 pessoas até à meia-noite de sábado, mas desde então só conseguiram resgatar corpos que estavam em seis edifícios que desabaram na sequência do sismo que causou mais de 900 feridos.

A menina de três anos ficou presa com a mãe e três irmãos num prédio que desabou no bairro de Bayrakli, na periferia norte de Izmir, o único seriamente afetado pelo terremoto.

A mãe e as duas irmãs gémeas foram salvas no sábado quando o corpo sem vida do irmão foi recuperado, e as equipas trabalharam desde então para chegar ao ponto onde a menina se encontrava.

“Neste mesmo prédio ainda podem estar mais seis pessoas e as equipas vão continuar a trabalhar, sem perder a esperança, até encontrarem todos”, disse um bombeiro.

Não se sabe quantas pessoas podem continuar estar sob os escombros dos cinco edifícios onde as equipas de resgate trabalham, mas fontes municipais disseram à agência de notícias espanhola Efe no domingo que o saldo final de vítimas provavelmente ultrapassará os 100.

Desde a ocorrência do sismo, que foi sentido em Istambul e Atenas (Grécia) e causou um pequeno ‘tsunami’, já aconteceram mais 812 abalos secundários, 40 deles com magnitude superior a 4.

O terramoto foi sentido numa vasta área, tendo sido notado em várias cidades da Bulgária e na vizinha ilha grega de Samos, onde causou a morte de dois jovens.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.