Cientistas viram de pernas para o ar a teoria de evolução estelar

NASA, ESA e Z. Levy (STScI)

A revista Nature publicou, na semana passada, um artigo que poderá desafiar a teoria da evolução estelar.

“Eu acho que, nos próximos meses, os astrofísicos estelares vão ter que refazer os seus cálculos”, comenta Gilles Fontaine, professor de física da Universidade de Montreal e um dos autores do artigo.

A autora principal, Noemi Giammichele, completou o seu doutoramento em 2016 sob a supervisão conjunta de Fontaine e do seu colega Pierre Bergeron, ambos coautores do artigo, juntamente com outros seis investigadores. O artigo divulga um estudo de dados recolhidos pelo Telescópio Espacial Kepler.

“Conseguimos mapear o interior de uma anã branca pulsante com precisão, como se a tivéssemos cortado em secções transversais para estudar a sua composição”, comenta Giammichele, agora pós-doutorada da Universidade de Toulouse, França. O mapa mostrou que as vibrações da estrela às vezes chegam até ao centro.

As anãs brancas “são os remanescentes dos núcleos de quase 97% das estrelas no Universo”, explicou Robert Lamontagne, diretor de relações media do Centro de Investigação em Astrofísica da Universidade de Montreal.

“À medida que as estrelas morrem lentamente, arrefecendo inexoravelmente sob a forma de anãs brancas, sofrem períodos de instabilidade durante os quais vibram. Estas vibrações profundas – ou sismos estelares – são a chave para ver diretamente o próprio interior destes remanescentes estelares”.

A uma distância de 1375 anos-luz da Terra, a luz que a anã branca KIC08626021 emite é quase invisível aos telescópios no solo. O Kepler, no entanto, pode focar-se nela durante um período prolongado, resultando em imagens significativamente mais detalhadas. Dado que os investigadores de Montreal foram capazes de aceder ao telescópio espacial, os autores puderam examinar de perto esta pequena estrela – com mais ou menos o tamanho da Terra – e as suas vibrações.

Quase 300 cientistas em todo o mundo são especialistas no estudo de anãs brancas. O objetivo inicial de Giammichele era verificar uma teoria sobre esta fase final do ciclo de vida de uma estrela. A teoria mostrou-se correta, mas as observações da equipa levaram a uma série de descobertas surpreendentes.

Um núcleo maior

Ao examinar a estrela, localizada na fronteira das constelações de Cisne e Lira, os investigadores descobriram que o seu núcleo de carbono e oxigénio era duas vezes maior do que o previsto pela teoria.

“Esta é uma grande descoberta que nos forçará a reavaliar a nossa visão de como as estrelas morrem,” comenta Fontaine. “Dito isto, é preciso trabalhar para confirmar se esta observação é válida para outras estrelas. Pode ser apenas uma anomalia.”

“Devemos tentar reproduzir estes resultados com outros corpos celestes antes que possamos tirar conclusões”, concorda Giammichele. Embora KIC08626021 seja a primeira anã branca pulsante identificada pelo telescópio Kepler, já foram descobertas aproximadamente outras 60. “Tenho dados suficientes para passar os próximos 20 anos a analisá-las uma a uma”.

Método inovador

O novo artigo é o quarto de Fontaine na Nature, uma das principais revistas científicas a nível mundial, e a sua publicação encerra um círculo na sua carreira.

Em 1978, o professor vislumbrou o potencial para determinar a estrutura interna de uma anã branca pulsante através de uma sólida compreensão da teoria da evolução estelar. “Mas ainda havia um longo caminho a percorrer”, lembrou. “Em primeiro lugar, não tínhamos acesso a imagens de alta-resolução porque os telescópios terrestres davam imagens muito imprecisas destes corpos. Então tivemos que criar as ferramentas analíticas, o software, etc. E, por último, mas não menos importante, tivemos que encontrar a pessoa certa para continuar a perseguir as pistas.”

Fontaine elogiou a sua ex-aluna, que desenvolveu uma abordagem inovadora para atingir os seus objetivos. Com um doutoramento em engenharia mecânica pelo Politécnico de Montreal, Giammichele aplicou métodos usados no cálculo da aerodinâmica de asas de avião na astrofísica. “Eu penso que esta abordagem foi o que nos permitiu avançar”, comenta Fontaine.

No que toca a Giammichele, está satisfeita que um dos cinco artigos que compõem a sua tese de doutoramento alcance um público mais amplo. “O que eu quero fazer agora, em termos de carreira, é continuar a fazer investigação”, realça. “É o que mais gosto: descobrir como resolver problemas”.

// CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

BCP começa hoje a cobrar transferências por MB Way

O Millennium BCP começa hoje a cobrar as transferências feitas pelo MB Way. As transferências pela App Millennium têm um custo de 0,50€, enquanto as que forem feitas pela aplicação do MB Way têm um …

Estado gastou milhões de euros em obras sem utilidade

O Estado português investiu milhões de euros em vários obras que hoje não têm qualquer tipo de uso. Muitas delas foram feitas com a ajuda de fundos comunitários. São várias as obras feitas pelo Estado que …

Só uma dúzia de pessoas conhecem as perguntas dos exames nacionais

O primeiro exame nacional é de Filosofia do 11º ano. Quando chegar às mãos dos estudantes, o enunciado da prova já passou por várias fases, desde a elaboração, a impressão e a distribuição, em que …

Marcelo promulga compra do SIRESP. "Tudo o que acontecer será responsabilidade do Estado”

O Presidente da República promulgou o decreto-lei do Governo com vista à compra, pelo Estado, de 100% do Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP). Marcelo Rebelo de Sousa alertou para as …

Maior manifestação de sempre em Hong Kong leva Governo a pedir desculpa

Seis horas depois do início da marcha de protesto contra a lei da extradição, “uma multidão nunca vista” continuava a inundar as ruas de Hong Kong este domingo, na “maior manifestação de sempre”, disseram vários …

Mais de 200 ex-políticos acumulam subvenções vitalícias e reformas

Quase quinze anos depois de o Parlamento ter decidido acabar com as subvenções vitalícias, existem ainda 322 beneficiários de subvenções mensais vitalícias para antigos políticos. Destes, 216 têm uma acumulação de pensão e subvenção superior …

Mulher de Netanyahu considerada culpada de usar dinheiros públicos em refeições de luxo

A mulher do primeiro-ministro israelita foi, no domingo, considerada culpada do uso indevido de dinheiros públicos e condenada a pagar uma multa, segundo uma decisão do tribunal de Jerusalém. Acusada em junho de 2018 por fraude, …

Incêndio catastrófico destruiu a "Pompeia britânica" um ano depois de ser construída

O assentamento incrivelmente preservado na Idade do Bronze, denominado "Pompeia britânica", foi destruído por um incêndio um ano depois de ser construído. Um novo estudo, publicado na revista Antiquity, revela novos detalhes sobre Must Farm, uma …

Marcelo responde à Fenprof: uma “história mal amanhada”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou este domingo incompreensíveis as críticas da federação dos professores, que o acusou de não ser Presidente de todos os portugueses. O Presidente da República advertiu que, “por …

"Onde está o Boris?". Channel 4 marca ausência de favorito à liderança do Partido Conservador com cadeira vazia

A ausência de Boris Johnson, o favorito para ganhar a eleição interna no partido Conservador para suceder à primeira-ministra britânica, Theresa May, foi este domingo simbolizada por um lugar vazio num debate televisivo com os …