Cientistas põem ratos a correr durante 54 semanas para avaliar benefícios cardíacos

Zebra Pares / Flickr

-

Investigadores da Universidade de Aveiro submeteram ratos, durante 54 semanas, a exercício físico em tapete rolante para verificar se há benefícios na função cardíaca, no âmbito de um estudo hoje divulgado por aquela universidade.

Um grupo de investigadores da unidade de investigação Química Orgânica, Produtos Naturais e Agroalimentares (QOPNA) da Universidade de Aveiro (UA) tenta perceber como o estilo de vida ativo regula a função cardíaca, através de uma abordagem inovadora: a proteómica.

Recorrendo a modelos animais, o grupo concluiu que, com o exercício físico, os níveis de algumas enzimas aumentam nas mitocôndrias do coração, tendo um efeito cardioprotetor.

Utilizando um modelo animal de rato submetido a um programa de exercício físico moderado em tapete rolante, durante 54 semanas (o protocolo mais longo já estudado em modelos animais), Francisco Amado, Rita Ferreira, Rui Vitorino, António Barros e Ana Padrão, investigadores do grupo de espectrometria de massa do QOPNA, analisaram mitocôndrias isoladas do coração com recurso à proteómica.

“Os resultados obtidos demonstraram que o exercício físico moderado realizado ao longo da vida tem efeitos benéficos pelo aumento dos níveis de enzimas específicas, com resultados positivos na atividade mitocondrial cardíaca. A ativação destes processos biológicos parece estar associada ao efeito terapêutico do exercício físico na prevenção e tratamento de doença”, explicou Rita Ferreira.

UA.pt

Rita Ferreira, investigadora da Universidade de Aveiro

Rita Ferreira, investigadora da Universidade de Aveiro

Entre as enzimas identificadas e validadas, utilizando diferentes técnicas, como determinantes do efeito cardioprotetor, estão a RAF e a p38.

Na sequência desse estudo, ratinhos com cancro estão também a ser submetidos a um programa de exercício físico em tapete rolante, para verificar se os mecanismos moleculares recentemente identificados intervêm com benefícios para a função cardíaca.

“Pretendemos ver se, após o diagnóstico, a prática de exercício físico melhora a função cardíaca e se os mesmos mecanismos moleculares influenciam a função cardíaca no doente”, acrescentou a investigadora.

O trabalho de investigação pressupõe a análise de proteínas utilizando técnicas de espetrometria de massa (proteómica) e está a ser realizado com a colaboração técnica do Instituto CRG – Barcelona, na análise de proteínas, e da Universidade do Porto e da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), na avaliação hemodinâmica e na implementação do modelo animal.

O estudo foi já capa da revista científica “Journal of Proteome Research” e destacado em páginas de difusão científica como “ScienceDaily”, “MedicalXPress” e “ScienceNews”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O maior avião do mundo vai ser uma plataforma de lançamento para veículos hipersónicos

A empresa que criou o maior avião do mundo, que apenas voou uma vez, encontrou uma nova funcionalidade para a aeronave: será usado como plataforma de lançamento para veículos hipersónicos, o que poderá revolucionar a …

Sondas da missão a Mercúrio vão passar pela Terra (e vão ser visíveis a olho nu)

A missão conjunta europeia e japonesa BepiColombo está a caminho de Mercúrio. Porém, para chegar lá, terá de passar novamente pela Terra. Este evento acontecerá em 10 de abril e as pessoas nas latitudes do sul …

Xiaomi lança máscara elétrica que carrega via USB

A pandemia de Covid-19 tem impulsionado o surgimento de alguns recursos melhorados para fazer face ao combate do novo coronavírus. É o caso da nova máscara de esterilização elétrica da Xiaomi, que carrega via USB. A …

Em paradeiro incerto, ministra da Guiné-Bissau diz correr perigo de vida

Ruth Monteiro, ministra da Justiça e dos Negócios Estrangeiros no Governo da Guiné-Bissau deposto no golpe do dia 27 de fevereiro, está em parte incerta e diz correr perigo de vida. De acordo com o semanário …

Ovelhas e bactérias estão a ajudar a combater o coronavírus

Anticorpos que podem ajudar a combater o SARS-CoV-2, o vírus que causa a covid-19, estão a ser testados em ovelhas. Estes podem ser usados para desenvolver testes de diagnóstico. O SARS-CoV-2, o vírus que causa a …

Marcelo sai uma vez por semana, usa máscara e luvas nas compras (e passa a Páscoa em Belém)

O Presidente da República afirmou este sábado que, para se proteger do surto de covid-19, só sai em trabalho uma vez semana, usa máscara nas compras e vai passar a Páscoa confinado no Palácio de …

A procura por sumo de laranja está a disparar (e a culpa é do coronavírus)

A procura por sumo de laranja tem disparado nos últimos tempos, muito devido à pandemia de covid-19. As pessoas querem reforçar o seu sistema imunitário. Já quase ninguém está indiferente à ameaça da pandemia de covid-19, …

Nove pessoas com covid-19 curadas após receberem plasma de doentes recuperados

Pelo menos nove pessoas internadas nos cuidados intensivos em Itália com covid-19 já foram curadas, depois de receberem plasma de pacientes recuperados. De acordo com o jornal italiano Corriere della Sera, os doentes receberam o plasma …

Grace tem seis anos e pode ser a autora mais nova de sempre de um artigo científico

Uma menina de seis anos, que vive na Austrália, pode ser a autora mais nova de sempre a ter um artigo científico publicado numa revista da especialidade. Grace Fulton tem uma enorme paixão por animais e, …

Geco encheu Lisboa com autocolantes (e a polícia de Roma está a pedir ajuda para o encontrar)

A polícia de Roma está a pedir ajuda à Associação Vizinhos de Lisboa para encontrar o graffiter Geco, cujas pinturas e autocolantes se podem ver por toda a capital portuguesa, e que está em investigação …