Cientistas lançam células estaminais tóxicas para “assassinar” o cancro do cérebro

 

bwjones / Flickr

Cientistas com células estaminais num laboratório

Cientistas com células estaminais num laboratório

Cientistas da Escola de Medicina de Harvard descobriram uma forma de transformar células estaminais em ‘máquinas’ para lutar contra o cancro do cérebro.

Numa experiência com ratos, as células estaminais foram geneticamente modificadas para produzir toxinas que podem matar tumores no cérebro sem matar as células normais.

Os investigadores dizem agora que o próximo passo será testar o processo em seres humanos.

“Depois de fazer toda a análise molecular e de imagem para controlar a inibição da síntese de proteínas dentro de tumores cerebrais, vimos as toxinas matarem as células cancerígenas“, explicou Khalid Shah, investigador da Escola de Medicina de Harvard e director do Laboratório de Neuroterapia no Hospital do Massachusetts.

“Toxinas para matar o cancro têm sido utilizadas com grande sucesso em uma variedade de tumores sanguíneos, mas eles não funcionam bem em tumores sólidos, porque os tumores não são tão acessíveis e as toxinas têm uma vida curta.”

DR harvard.edu

Khalid Shah, investigador da Escola de Medicina de Harvard

Khalid Shah, investigador da Escola de Medicina de Harvard

Mas geneticamente, a manipulação de células estaminais pode ter mudado tudo isso, conta Khalid Shah à BBC.

“Agora, temos células estaminais resistentes a toxinas que podem fazer e liberar essas drogas que matam o cancro”, explicou Shah.

Estudo

O estudo, publicado no jornal científico Stem Cells, foi resultado de um trabalho de cientistas do Hospital do Massachusetts, e do Instituto de Células Estaminais de Harvard, nos EUA.

Os investigadores passaram anos a estudar uma terapia com células estaminais que pudesse curar o cancro, baseada na ideia de fazer com que as células estaminais produzissem algo capaz de matar células cancerígenas, mas que não tivesse efeitos negativos sobre as células normais.

Ou seja, sem que as células saudáveis tivessem qualquer risco de ser atingidas pela toxina.

Para o conseguir, os cientistas modificaram geneticamente as células estaminais.

Nos testes em animais, as células estaminais foram então colocadas num gel e seguidamente num tumor cerebral retirado do cérebro de um espécimen com cancro.

As células cancerígenas morreram imediatamente, como se não tivessem nenhum tipo de defesa contra a toxina.

DR Khalid Shah

Células estaminais produtoras de toxinas (a azul) ajudam a matar células cerebrais cancerígenas (a verde)

Células estaminais produtoras de toxinas (a azul) ajudam a matar células cerebrais cancerígenas (a verde)

Cautela

Para Nell Barrie, cientista do Instituto de Pesquisa de Cancro do Reino Unido, o estudo teve resultados excelentes, mas é preciso ter cautela porque faz uma “abordagem engenhosa”.

“Precisamos urgentemente de melhores tratamentos para tumores cerebrais e isso pode ajudar num tratamento directo, exactamente onde ele é necessário.”

“Mas até agora a técnica só foi testada em ratos e em células cancerígenas em laboratório. Muito trabalho precisa ainda de ser feito antes de podermos afirmar que o tratamento é eficiente e pode ajudar os pacientes com tumores cerebrais”, completou.

Nell reiterou que este tipo de investigação poderia ajudar a aumentar as taxas de sobrevivência e trazer progressos muito importantes para a cura do cancro cerebral.

Chris Mason, professor de medicina regenerativa na Universidade de Londres, diz que este estudo é “bastante inteligente e indica que está a surgir uma nova onda de tratamentos contra o cancro”.

“Isto mostra que podemos atacar tumores sólidos colocando mini-farmácias dentro do paciente que liberam as toxinas directamente no tumor.”

“Essas células estaminais podem fazer tanta coisa… o futuro será assim”, concluiu Mason.

ZAP / BBC

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Assimetrias celestes. Afinal, os ventos estelares não são esféricos

Uma equipa de astrónomos realizou várias observações de ventos estelares em torno de estrelas envelhecidas e, como resultado, apresentaram uma nova explicação para as formas das nebulosas planetárias. Os cientistas descobriram que, afinal, os ventos estelares …

Consumo excessivo de álcool afeta o sistema nervoso (e aumenta a ansiedade)

Investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde concluíram que o consumo repetitivo de álcool afeta diretamente células imunes do sistema nervoso central, que eliminam parte da comunicação entre os neurónios, e provoca o …

Afinal, os tubarões-baleia macho não são os maiores peixes dos oceanos

Um novo estudo revela que, afinal, os tubarões-baleia machos não são os maiores peixes do oceano. As fêmeas crescem continuamente muito depois de os machos pararem, atingindo tamanhos maiores - ainda que demorem mais tempo …

Exército norte-americano usou fundos de emergência covid-19 para comprar armas

O exército dos Estados Unidos utilizou fundos de emergência aprovados pelo Congresso especificamente para combater a covid-19 para comprar armas, denuncia esta semana o jornal norte-americano The Washington Post. O caso remonta a março passado, …

Carpinteiros usam técnica medieval na reconstrução de Notre Dame

A reconstrução de Notre Dame - que se prevê estar concluída no prazo de cinco anos - continua a avançar e os carpinteiros usaram técnicas medievais para erguer uma estrutura na fachada do monumento. A Catedral …

Durante um ano e meio, uma aldeia inteira perdeu a Internet todos os dias à mesma hora (e já se sabe porquê)

Durante 18 meses, os residentes de uma vila no País de Gales perderam a Internet todos os dias à mesma hora. Agora, engenheiros identificaram o motivo: uma televisão em segunda mão que emitia um sinal …

Gado na UE produz 704 milhões de toneladas de CO2 (mais do que todos os transportes juntos)

De acordo com uma nova análise da Greenpeace, animais de criação como vacas, porcos e outros, estão a emitir mais gases com efeito de estufa na Europa do que todos os transportes juntos. Na última década, …

É distraído e está sempre a perder a carteira? A Cashew Smart Wallet é para si

Uma simples carteira pode vir a melhorar os seus dias. A Cashew Smart Wallet é dotada de uma tecnologia de bluetooth que permite proteger os seus bens e ainda o ajuda caso a perca por …

Desportivo das Aves SAD desiste do Campeonato de Portugal

O Desportivo das Aves SAD vai abdicar da participação no Campeonato de Portugal (CdP), após ter falhado as negociações com o Perafita para utilizar as instalações do clube de Matosinhos. "As inscrições fechavam ontem [terça-feira] e …

Celebridades doam dinheiro para pagar dívidas a ex-presos impedidos de votar nos EUA

O bilionário Michael Bloomberg, o cantor John Legend e o basquetebolista LeBron James são algumas das celebridades que estão a doar dinheiro para pagar dívidas de ex-presidiários da Florida, impedidos de votar nas próximas eleições …