Cientistas desenvolvem vidro flexível

(dr) Erkka Frankberg

O vidro é um material forte, apesar de quebradiço. Mas consegue imaginar o seu potencial se não partisse? De acordo com uma equipa de cientistas da Universidade de Jena, na Alemanha, esta hipótese não está fora de questão.

O vidro é um material inorgânico que, normalmente, é transparente ou translúcido, além de ser duro, quebradiço e impermeável aos elementos naturais. A mínima fissura faz com que o vidro se quebre em mil pedaços.

Lothar Wondraczek, investigador da Universidade de Jena, na Alemanha, publicou recentemente um estudo na revista Science no qual descreve a história dos cientistas que tentam superar a fragilidade deste material.

“Os cientistas têm procurado maneiras de tornar o vidro menos quebradiço. O vidro dobrável significaria beber por copos que sobrevivem a uma queda ou telas de smartphones que não quebram. Neste novo esforço, os investigadores afirmam ter dado um passo em direção a este objetivo”, escreveu.

A composição primária do vidro é a sílica (SiO2) – sob condições adequadas, o silício combina com o oxigénio e a sílica é produzida. A sílica, cuja principal fonte é a areia. derrete a cerca de 1600 °C, e quando é aquecida a alta temperatura, transforma-se em vidro, quase como por magia.

Neste novo esforço dos cientistas da universidade alemã, a equipa usou óxido de alumínio cristalino em vez de areia para fazer pequenas amostras de vidro. Para o fazer, dispararam intensas rajadas de luz laser contra uma amostra para transformá-la em plasma roxo e mantiveram o material a arrefecer,.

Segundo o Tech Explorist, o material resultante foram folhas com 60 nanómetros de espessura e dois micrometros de largura. O material era transparente e extremamente quebradiço, tal como o vidro comum.

Durante a experiência, os cientistas provaram que o vidro poderia ser dobrado ou esticado. Além disso, observaram ainda o vidro dobrável através de um microscópio eletrónico e criaram simulações em computador do material para entender melhor as suas propriedades.

O modelo revelou que o vidro tinha uma rede de átomos muito compacta e sem defeitos, tornando-a flexível. Além disso, os átomos foram capazes de trocar de lugar quando foram expostos à pressão.

No entanto, apesar do grande avanço, é necessária muita mais pesquises que este vidro dobrável possa ser comercializado. Os cientistas advertem que não está claro que o processo pode ser usado para serem feitas chapas de vidro maiores, ou mesmo se é passível de fabricação.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …