“Chopin do jazz” estreia-se em Portugal na quinta-feira

 

Natural de Odessa, na Ucrânia, onde nasceu em 1977, o pianista, escolhido pelo veterano Gary Burton para a sua “Next Generation” de músicos, começou a compor aos sete anos e, aos 15, entrava para a história como o mais jovem intérprete a ser aceite no conservatório da sua cidade natal, numa altura em que já completara a primeira digressão na Alemanha, como compositor.

Radicado desde os 24 anos nos Estados Unidos, onde lecciona no Berklee College of Music de Boston e faz parte do quinteto do vibrafonista Gary Burton, o pianista traz agora a Espinho os temas do seu álbum “Music for September”.

Em entrevista à Lusa, antecipa o concerto: “Será um misto de improvisações em peças clássicas de Bach, Chopin e Tchaikovsky, a que se juntam standards de jazz de Jerome Kern, Johny Green e Rodgers&Hart, e ainda as minhas composições originais”.

Para Vadim Neselovskyi, o facto de a sua mãe ser pianista “explica muita coisa”. Aos dois anos ouvia um dos trios para piano de Brahms e “não parava de chorar até a peça entrar em escala Maior”. Aos quatro tentava replicar no teclado os temas que ouvia na rádio.

Aos sete, “conseguia tocar os acordes de muitas canções pop, mas tinha uma posição de mãos terrivelmente errada”.

Improvisar é essencial

“Improvisar no piano e criar as minhas próprias histórias musicais sempre foi a coisa mais natural para mim”, revela. “Decidi tornar-me melhor pianista clássico para me tornar melhor compositor e improvisador, e [ainda aos oito anos], se não estava a improvisar, estava a tentar descobrir acordes para as minhas canções favoritas, de Beatles, Stevie Wonder, Michael Jackson”, acrescenta.

No primeiro concerto a que assistiu, pelo “incrível pianista ucraniano Yuri Kusnetsov, que atualmente dirige o Festival de Jazz de Odessa”, Neselovskyi ficou “chocado por ver que toda uma noite de música podia ser criada ali, assim, no próprio local”.

Nessa altura, porém, “ainda não sabia que Keith Jarrett existia”, confessa, referindo-se ao pianista norte-americano que também trabalhou com Gary Burton.

Em Essen e Dortmund, na Alemanha, tratou então de consolidar a sua formação clássica, “usando da oportunidade única para aprender Schubert, Beethoven e Schumann, mesmo na fonte”. Depois partiu para os Estados Unidos, como bolseiro, para fazer o mesmo “na fonte do jazz”.

Embora assinando as suas próprias composições, improvisar mantém-se essencial. “Deparo-me com peças clássicas tão fabulosas, intrincadas e harmonicamente modernas que sinto que, através da improvisação, elas podem ganhar uma nova camada de profundidade”, explica.

Pesadelo da Ucrânia

À Ucrânia regressa todos os anos para concertos e, tendo em conta a crise aí em curso, diz-se particularmente ansioso pela viagem de junho. “Quero falar com as pessoas e ver tudo com os meus próprios olhos”, declara.

“Não sei o que vai na cabeça de Vladimir Putin, mas é normal falarmos russo e termos orgulho em ser ucranianos, pelo que estamos chocados com a invasão”, afirma.

Reconhecendo que o seu país está a viver “o pior pesadelo imaginável”, Neselovskyi tem a ambição de o ver integrar a União Europeia e sente que “algo promissor, otimista, está a acontecer na Ucrânia”.

Racionalmente, contudo, verifica algo mais: “Agora consigo ver a verdadeira face da elite cultural russa. Graças a Deus, os meus heróis estão a falar abertamente contra a ocupação da Crimeia, mas há muitos músicos, atores e realizadores famosos que apoiam as políticas de Putin e essa gente está a sujeitar-se a uma vergonha que nunca será esquecida”.

Vadim-Neselovskyi / Facebook

O pianista Vadim Neselovskyi

O pianista Vadim Neselovskyi

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Jerónimo frisa que passes de transportes mais baratos foram obra da CDU

O secretário-geral comunista vincou o papel do PCP e "Os Verdes" na redução dos preços dos passes dos transportes públicos, numa sessão pública com trabalhadores das empresas do setor, na estação de comboios de Santa …

Morte de menina de oito anos com bala perdida revolta Brasil

A morte de Ágatha Félix, uma menina de oito anos atingida, alegadamente, por uma bala perdida da polícia do Rio de Janeiro, está a provocar indignação no Brasil. Ágatha Felix tinha oito anos e foi baleada …

Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do PGR para combater corrupção

O presidente do partido Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do Procurador-Geral da República, afirmando que boa parte dos 42 mil milhões de euros que a corrupção custou aos portugueses se deveu à inoperância desta …

"Estranhos sintomas" que afligiam diplomatas em Cuba podem ter sido causados por pesticidas

A misteriosa origem dos estranhos sintomas (entre eles, zumbidos, tonturas, náuseas, perdas de audição e de memória e outras dificuldades cognitivas) que afligiram diplomatas canadianos e norte-americanos em Cuba entre 2016 e 2018 dever-se-á a …

Testes rápidos ao VIH já podem ser feitos em casa

A partir da próxima semana vai ser possível comprar nas farmácias autotestes ao vírus da SIDA para fazer em casa. Os resultados demoram apenas 15 minutos. As farmácias portuguesas vão começar a vender, a partir da …

Polícia dispara balas de borracha sobre manifestantes em Hong Kong

A polícia disparou no domingo balas de borracha em confrontos com manifestantes pró-democracia, em Hong Kong, perto de um centro comercial no qual causaram distúrbios. Pelo décimo sexto fim de semana de mobilização, milhares de manifestantes …

Portugal já paga juros mais baixos que Itália e Espanha, diz Costa

"Todos em Portugal estão hoje a viver melhor do que viviam há quatro anos", afirmou António Costa, durante uma ação de campanha do PS. António Costa disse, este domingo, que Portugal já está a pagar a …

Os últimos cinco anos foram os mais quentes de sempre

Um relatório das Nações Unidas revelou que, entre 2015 e 2019, foram atingidos níveis históricos. Desde 1850, as temperaturas aumentaram 1,1ºC. O período entre 2015 a 2019 é o mais quente alguma vez registado, indicou este …

Duarte Lima perde último recurso e deve ser julgado pela morte de Rosalina Ribeiro em Portugal

O Supremo Tribunal brasileiro indeferiu um novo recurso de Duarte Lima que assim está mais próximo de ser julgado em Portugal, pelo homicídio de Rosalina Ribeiro, em Maricá, em 2009. Ao recurso extraordinário, interposto de uma …

Governo britânico cumprirá decisão do Supremo sobre suspensão do Parlamento

O Governo britânico cumprirá a decisão do Supremo Tribunal do Reino Unido sobre a legalidade ou ilegalidade da suspensão do Parlamento, uma decisão que deverá ser anunciada esta semana. A garantia foi dada este domingo à …