China quer proibir nome de Genghis Khan em exposição sobre o líder mongol

lun616 / Deviant Art

Genghis Khan unificou as tribos nômades antes de conquistar grandes áreas da Eurásia

Um museu francês suspendeu uma exposição sobre o líder mongol Genghis Khan por causa de uma tentativa de censura do governo chinês, revelaram os responsáveis pelo espaço cultural.

O museu de história da cidade de Nantes, no oeste de França, anunciou na segunda-feira que ia atrasar em mais de três anos a abertura da exposição sobre o lendário fundador do império mongol do século XIII, noticiou a agência AFP.

Os preparativos para a exposição, planeada em colaboração com o Museu da Mongólia Interior em Hohhot, na China, tiveram problemas depois de o departamento de Património Cultural chinês ter pressionado para que fossem feitas alterações ao plano do projeto original, “incluindo elementos notáveis ​de reescrita tendenciosa da cultura mongol em favor de uma nova narrativa nacional”, disse o museu de Nantes.



As autoridades chinesas exigiram que certas palavras, incluindo “Genghis Khan”, “império” e “mongol”, fossem removidas da exposição, e mais tarde pediram controlo sobre os textos, mapas, brochuras e comunicações da exposição, revelou o museu.

Esta situação coincide com uma postura chinesa mais dura contra os mongóis étnicos, que correspondem a cerca de 6,5 milhões dos 1,4 mil milhões de habitantes da China e vivem principalmente na província da Mongólia Interior. Esta tem enfrentado protestos e boicotes a escolas por causa de uma política que exige que se ensine política, história e literatura em mandarim ao invés da língua local.

“O regime chinês proíbe narrativas históricas que não coincidam com as suas narrativas oficiais. E tenta fazer o mesmo no exterior”, escreveu no Twitter Valerie Niquet, especialista em Ásia da Fundação para Investigação Estratégica de França.

https://twitter.com/AntoineBondaz/status/1315596741828374528

Antoine Bondaz, investigador da fundação, também apoiou a decisão do museu no Twitter, qualificando de “loucas” as alegadas exigências chinesas. “O museu de Nantes e o museu Hohhot tinham boas relações de trabalho até que Pequim mudou as suas políticas e tentou impor a sua narrativa no exterior”, acrescentou.

O “endurecimento neste verão da posição do governo chinês em relação à minoria mongol” levou à suspensão da exposição, disse o museu. “Decidimos interromper essa exposição em nome dos valores humanos, científicos e éticos que defendemos”, sublinhou o diretor do museu, Bertrand Guillet, em comunicado.

A exposição, que deveria estrear-se na próxima semana, já havia sido adiada para o primeiro semestre de 2021 por causa da crise do coronavírus. Porém, o museu avançou que agora foi “forçado a adiar a exibição até outubro de 2024″, o que dará tempo para construir uma nova exposição, apresentando obras de coleções europeias e americanas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Liga dos Campeões: Haaland quebrou recorde de Nistelrooy (numa lista com Mário Jardel)

Primeiro jogo do grupo do Sporting terminou com vitória dos favoritos. Mas o mesmo não aconteceu na Moldávia. Segundo dia da primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões 2021/22, com recorde na Turquia …

O "maior escritório flutuante do mundo" foi construído para resistir às alterações climáticas

Um edifício flutuante foi construído em Roterdão, na Holanda, para resistir às alterações climáticas — se o nível da água subir, o "maior escritório flutuante do mundo" acompanhará a maré. De acordo com o New Atlas, …

"O sistema inteiro permitiu e perpetrou". Biles acusa Federação de ser cúmplice dos abusos de Nassar

Simone Biles culpou nesta quarta-feira a federação de ginástica dos Estados Unidos e “todo o sistema” por permitir que Larry Nassar, médico da equipa nacional durante 20 anos, abusasse sexualmente dela e de centenas de …

Os psicólogos descobriram um misterioso novo fenómeno - o efeito de desvalorização do clone

Um novo estudo aponta possíveis efeitos com a evolução da tecnologia e concluiu que ver rostos humanos duplicados tende a causar desconforto nas pessoas. Uma nova investigação publicada no PLOS One concluiu que os rostos humanos …

Remodelação no Reino Unido. Johnson demite ministros da Educação, Justiça e Habitação

Os ministros da Educação, Habitação e Justiça foram hoje demitidos do Governo britânico no âmbito da remodelação que o primeiro-ministro, Boris Johnson, iniciou, na sequência de várias crises, como a da pandemia ou a da …

Atlético 0-0 Porto | Dragão não treme no teste de Madrid

MINUTO 79. Renan Lodi e Kondogbia desentenderam-se, Taremi aproveitou, tirou Oblak do caminho e marcou. Porém, a festa nortenha durou poucos segundos. Após auxílio do VAR, o juiz Ovidiu Haţegan anulou o “tento”. Já no período …

Sporting 1-5 Ajax | Poker de Haller chama leão à realidade

O Sporting regressou à Liga dos Campeões da pior maneira. Na recepção ao Ajax, os comandados de Rúben Amorim foram goleados por 5-1, numa partida em que abriram uma autêntica auto-estrada no flanco esquerdo para …

Quintino Aires afastado de programa da TVI depois de comentários homofóbicos

Em causa estão comentários feitos sobre o concorrente Bruno d'Almeida, que levou ao parlamento uma proposta para se acabar com a discriminação aos homossexuais na doação de sangue. O psicólogo Quintino Aires foi afastado do …

Nunca houve tão poucos médicos especialistas em exclusividade no SNS. São menos de 5000

O SNS perdeu 1284 médicos em regime de exclusividade nos últimos cinco anos. Nunca houve tão poucos especialistas a trabalhar de forma exclusiva no Serviço Nacional de Saúde. Segundo avança o jornal Público, nunca houve tão …

Já pode comprar ações de obras de arte como se fosse a bolsa de valores

Já é possível comprar ações de obras de arte como se da bolsa de valores se tratasse. A plataforma Masterworks está a tentar trazer a arte das elites para todos. No outono de 2018, uma obra …