Cartoonista alemão Frank Hoppmann é o vencedor do 15.º World Press Cartoon

Frank Hoppmann / Facebook

O cartoonista e ilustrador Frank Hoppmann

O ‘cartoonista’ alemão Frank Hoppmann, com a caricatura do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, é o vencedor da 15.ª edição do World Press Cartoon, foi hoje anunciado nas Caldas da Rainha, na cerimónia de entrega de prémios.

O cartoonista e ilustrador Frank Hoppmann, de 45 anos, arrecadou o “Grande Prémio” do concurso, de maior valor monetário, 10 mil euros, com a caricatura do primeiro-ministro inglês, Boris Johnson, publicada no jornal alemão Eulenspiegel em outubro de 2019.

O segundo prémio foi atribuído ao mexicano Darío, com o desenho do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, publicado no jornal espanhol Mundiario.

O cartoonista português Pedro Silva venceu o terceiro prémio, com a caricatura de Christine Lagarde, atual presidente do Banco Central Europeu e presidente do Fundo Monetário Internacional, até novembro de 2019. A obra foi publicada na plataforma holandesa de cartoons Cartoon Movement.

A categoria de desenho de humor foi ganha pelo grego Georgopalis, com “Message in a Bottle”, seguido do nicaraguense Px Molina, com “Populismo”, e do croata Listes, com “Novos Líderes Mundiais”. Os trabalhos foram realizados para as publicações Real News, Confidencial e Buduàr, respectivamente.

Na categoria de ‘cartoon’ editorial, o primeiro prémio coube ao grego Aytos, pelo seu desenho “Política Mundial”, publicado na plataforma Cartoon Movement.

Os segundo e terceiros prémios foram atribuídos ao brasileiro Cau Gomez, com “Tatuagem Xi Jimping”, ‘cartoon’ publicado no jornal brasileiro A Tarde, e ao grego Kountouris, com “Coletes de Salvamento e Coletes Amarelos”, publicado nas páginas do jornal grego Efimerida Ton Syntakton.

Concorreram mais de mil trabalhos à edição deste ano, segundo a organização. As obras premiadas foram escolhidas pelo júri, entre 280 caricaturas, ‘cartoons’ editoriais e desenhos de humor, selecionados de 150 publicações de meia centena de países.

O certame tem como objetivo “distinguir, expor, divulgar e premiar os melhores desenhos publicados na imprensa mundial, ao longo de um ano”, refere a organização, em comunicado.

Os trabalhos estão expostos até 15 de novembro, no Centro Cultural e de Congressos de Caldas da Rainha, no distrito de Leiria, onde, desde 2017, se realiza o maior salão internacional de desenho e caricatura.

Aberta desde sábado, a mostra foi adiada de maio para setembro, devido às medidas de confinamento impostas para controlo da pandemia de covid-19. “Abrimos, cumprindo todas as normas de segurança recomendadas pela Direção-Geral da Saúde”, garantiu o diretor do evento e presidente do júri, o ‘cartoonista’ António Antunes.

O júri deste ano foi composto ainda por Jacuk Wiejacki (Polónia), Osmani Simanca (Cuba), Sabine Glaubitz (Alemanha) e Jean-Michel Renault (França).

O certame começou por realizar-se em Sintra, em 2005, mudou-se em 2014 para Cascais e sofreu, em 2015, uma redução no valor monetário dos prémios, que ascendem a um total de 25 mil euros, levando a que a organização considerasse não haver condições para a sua manutenção. As Caldas da Rainha acolhem a sua realização desde 2017.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

ROUGHIE. Planador subaquático observa silenciosamente os mares (sem perturbar a vida selvagem)

Os veículos subaquáticos autónomos tornaram-se ferramentas versáteis para explorar os mares. Porém, estas ferramentas podem ser prejudiciais para o meio ambiente ou ter problemas em movimentar-se em espaços confinados. Uma equipa de investigadores da Purdue University, …

Igreja cipriota pede que a música "demoníaca" da Eurovisão seja cancelada. Governo rejeita

El Diablo foi a canção escolhida para representar o Chipre no festival da Eurovisão, que terá lugar em Roterdão, em maio. A música cipriota da Eurovisão está a causar polémica. A Igreja Ortodoxa do Chipre pediu, …

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …

Gil Vicente 0-2 Porto | Vida fácil para o “dragão” em Barcelos

O FC Porto venceu o Gil Vicente em Barcelos, por 2-0. Pepe e Corona saíram ao intervalo com problemas físicos. O Porto foi a Barcelos conquistar três pontos de forma tranquila, perante um Gil Vicente que …

Na Índia, o comércio ilegal de burros está a crescer. A sua carne é considerada afrodisíaca

Viagra? Não, a população do estado de Andhra Pradesh, na Índia, tem um novo método para aumentar o desejo sexual: carne de burro. Esta crença está a fazer com que o comércio ilegal de carne …

Com as fronteiras fechadas, companhia aérea australiana lança "voos mistério"

A companhia aérea australiana Qantas anunciou “voos mistério”, nos quais os passageiros não fazem ideia para onde vão, numa tentativa de atrair mais clientes. As fronteiras internacionais da Austrália estão atualmente fechadas e parece improvável que …