Canábis dá mesmo preguiça (mas só quando se está sob efeito da droga)

Fumar canábis torna realmente as pessoas mais preguiçosas e menos motivadas – mas só enquanto estão sob o efeito da droga.

“Apesar de a canábis ser famosa por reduzir a motivação, esta é a primeira vez que isso foi testado de forma confiável e quantificada com metodologias apropriadas”, explica Will Lawn, investigador do University College London (UCL) e autor principal do estudo.

No novo estudo, publicado na Psychopharmacy, Lawn e os seus colegas descobriram que os efeitos a curto prazo da canábis na motivação são significativos.

O estudo foi conduzido em duas partes: primeiro, 17 voluntários adultos que consumiam canábis ocasionalmente inalaram vapor de canábis através de um balão, e noutro momento separado inalaram vapor placebo. Imediatamente depois, os participantes tinham que completar uma tarefa em que a sua motivação para ganhar dinheiro era avaliada.

Os voluntários poderiam escolher completar tarefas que exigem pouco esforço ou tarefas que exigem muito esforço para ganhar diferentes quantias de dinheiro. Na opção mais fácil, os fumadores tinham que pressionar uma tecla de espaço com o dedo mindinho da sua mão não-dominante 30 vezes em 7 segundos para ganhar 0,50 libras. A opção mais difícil envolvia 100 toques na tecla em 21 segundos, com recompensa que variava entre 0,80 e duas libras.

“Descobrimos que as pessoas que tinham inalado vapor de canábis eram significantemente menos propensas a escolher a opção de maior esforço. Em média, os voluntários que inalaram o placebo escolheram 50% a opção de maior esforço pela recompensa de duas libras, enquanto os voluntários que inalaram vapor de canábis escolheram a tarefa mais difícil 42% das vezes”, descreve Valerie Curran, do departamento de Psicofarmacologia Clínica do UCL.

“Pressionar teclas repetidamente com um dedo não é difícil, mas é necessário esforço, o que torna a tarefa um útil teste de motivação”, explica a co-autora do trabalho.

Na segunda parte da experiência, 20 pessoas viciadas em canábis foram comparados a 20 participantes de um grupo de controlo com níveis semelhantes de dependência de outras drogas. Todos tinham que realizar as mesmas tarefas que o grupo da primeira fase do estudo, mas não poderiam consumir álcool ou drogas, nem tabaco ou café nas 12 horas que antecediam a experiência.

Curiosamente, os dependentes de canábis que estavam há 12 horas sem consumi-la mostraram o mesmo nível de motivação que o grupo controlo.

Isto mostra que os efeitos da canábis nos níveis de dopamina podem ser reversíveis quando o consumo é abandonado.

Quando as pessoas param de consumir canábis, o cérebro volta a produzir níveis normais de dopamina de forma lenta, aumentando a motivação.

Os investigadores ainda querem, no entanto, compreender melhor como funciona a relação entre motivação e uso em longo prazo da canábis.

Um estudo anterior realizado pelo Imperial College London, publicado em 2013 na Biological Psychiatry, apontou que o uso a longo prazo da droga destrói a dopamina, neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar, aprendizado, cognição e memória.

HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …

A China está a tornar-se o país com maior influência na ONU

Há dez anos, a China começou uma operação que lhe tem vindo a garantir mais influência nas Nações Unidas. Agora, o poder que possui na organização mundial protege o país asiático do escrutínio internacional. De acordo …

Uma droga pode tratar o nanismo (mas há quem defenda o "orgulho anão")

Um estudo vem agora revelar que uma droga pode tratar o nanismo. Porém, a possibilidade de haver um tratamento para esta condição clínica não é consensual. Um novo estudo, financiado pela BioMarin Pharmaceutical e publicado no …

Meghan Markle perde batalha judicial. Em causa está carta que enviou ao pai (divulgada por jornal britânico)

Depois de no passado mês de agosto, Meghan Marke vencer uma batalha judicial contra o Mail on Sunday, desta vez a Duquesa de Sussex não pode festejar mais uma vitória. A norte-americana perdeu a última …

Após acidente, robô-piloto voltou a levantar voo (e pilotou avião durante 2 horas)

O ROBOpilot, um piloto robótico não tripulado, levantou voo pela primeira vez no ano passado, mas sofreu danos durante um dos seus voos. Agora, está apto para voar novamente. No ano passado, um acidente forçou o Laboratório …

David Attenborough bateu um recorde mundial no Instagram (e destronou Jennifer Aniston)

O naturalista britânico David Attenborough destronou a atriz norte-americana Jennifer Aniston e tornou-se a pessoa a alcançar mais rapidamente um milhão de seguidores no Instagram, segundo os números do Guinness. David Attenborough, de 94 anos, …

Indonésia planeia atração turística com dragões de Komodo ao estilo de Jurassic Park

A Indonésia planeia construir uma atração ao estilo da saga Jurassic Park para que os turistas possam ver os famosos dragões de Komodo. De acordo com a revista Vice, em causa está uma proposta de …

Daniel Alves: uma camisola origina duas controvérsias

Internacional brasileiro vai defrontar o River Plate e apareceu com uma camisola do Boca Juniors. Poderá ter quebrado as regras da Conmebol. River Plate e São Paulo vão entrar em campo na próxima madrugada, para um …

Japão declara guerra aos fax (e quer acabar com o tradicional carimbo Hanko)

Depois de ser escolhido como ministro da reforma administrativa, o primeiro-ministro Taro Kono não perdeu muito tempo a travar uma guerra contra os emblemas da burocracia japonesa. De acordo com o Japan Times, na sexta-feira passada, …

2020 regista descida de acidentes rodoviários, mortos e feridos durante os primeiros 8 meses

O número de acidentes rodoviários, de vítimas mortais e de feridos diminuiu nos primeiros oito meses deste ano, em relação ao período homólogo de 2019, indica um relatório da Segurança Rodoviária. A Autoridade Nacional de Segurança …