Canábis dá mesmo preguiça (mas só quando se está sob efeito da droga)

Fumar canábis torna realmente as pessoas mais preguiçosas e menos motivadas – mas só enquanto estão sob o efeito da droga.

“Apesar de a canábis ser famosa por reduzir a motivação, esta é a primeira vez que isso foi testado de forma confiável e quantificada com metodologias apropriadas”, explica Will Lawn, investigador do University College London (UCL) e autor principal do estudo.

No novo estudo, publicado na Psychopharmacy, Lawn e os seus colegas descobriram que os efeitos a curto prazo da canábis na motivação são significativos.

O estudo foi conduzido em duas partes: primeiro, 17 voluntários adultos que consumiam canábis ocasionalmente inalaram vapor de canábis através de um balão, e noutro momento separado inalaram vapor placebo. Imediatamente depois, os participantes tinham que completar uma tarefa em que a sua motivação para ganhar dinheiro era avaliada.

Os voluntários poderiam escolher completar tarefas que exigem pouco esforço ou tarefas que exigem muito esforço para ganhar diferentes quantias de dinheiro. Na opção mais fácil, os fumadores tinham que pressionar uma tecla de espaço com o dedo mindinho da sua mão não-dominante 30 vezes em 7 segundos para ganhar 0,50 libras. A opção mais difícil envolvia 100 toques na tecla em 21 segundos, com recompensa que variava entre 0,80 e duas libras.

“Descobrimos que as pessoas que tinham inalado vapor de canábis eram significantemente menos propensas a escolher a opção de maior esforço. Em média, os voluntários que inalaram o placebo escolheram 50% a opção de maior esforço pela recompensa de duas libras, enquanto os voluntários que inalaram vapor de canábis escolheram a tarefa mais difícil 42% das vezes”, descreve Valerie Curran, do departamento de Psicofarmacologia Clínica do UCL.

“Pressionar teclas repetidamente com um dedo não é difícil, mas é necessário esforço, o que torna a tarefa um útil teste de motivação”, explica a co-autora do trabalho.

Na segunda parte da experiência, 20 pessoas viciadas em canábis foram comparados a 20 participantes de um grupo de controlo com níveis semelhantes de dependência de outras drogas. Todos tinham que realizar as mesmas tarefas que o grupo da primeira fase do estudo, mas não poderiam consumir álcool ou drogas, nem tabaco ou café nas 12 horas que antecediam a experiência.

Curiosamente, os dependentes de canábis que estavam há 12 horas sem consumi-la mostraram o mesmo nível de motivação que o grupo controlo.

Isto mostra que os efeitos da canábis nos níveis de dopamina podem ser reversíveis quando o consumo é abandonado.

Quando as pessoas param de consumir canábis, o cérebro volta a produzir níveis normais de dopamina de forma lenta, aumentando a motivação.

Os investigadores ainda querem, no entanto, compreender melhor como funciona a relação entre motivação e uso em longo prazo da canábis.

Um estudo anterior realizado pelo Imperial College London, publicado em 2013 na Biological Psychiatry, apontou que o uso a longo prazo da droga destrói a dopamina, neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar, aprendizado, cognição e memória.

HypeScience

RESPONDER

Estado de saúde de José Eduardo dos Santos piorou "significativamente"

A situação clínica do Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, agravou-se "significativamente" nos últimos dias, de tal forma que não vai marcar presença em qualquer evento da campanha eleitoral. A notícia é avançada pelo jornal …

"O Banco de Portugal é que criou os lesados do BES"

Ricardo Salgado entra ao ataque na primeira grande entrevista concedida depois da queda do BES, há três anos. O ex-banqueiro responsabiliza o Banco de Portugal por haver lesados e ataca Passos Coelho e o primo …

Duterte não vai aos EUA porque "já viu a América e não presta"

O Presidente das Filipinas declarou que nunca irá visitar os Estados Unidos enquanto for chefe de Estado, afirmando que “já viu a América e não presta”. Rodrigo Roa Duterte fez o mais recente ataque verbal contra …

André Ventura promete criar "um exército de protecção" em Loures

A segurança é o ponto forte do candidato do PSD à Câmara de Loures. E depois das críticas contra a comunidade cigana, André Ventura promete agora, criar um "exército de protecção" para a cidade. Em entrevista …

Mistério da carta de Abraham Lincoln terá sido finalmente resolvido

Linguistas forenses acreditam ter resolvido o mistério da famosa "Carta Bixby", datada da era da Guerra Civil norte-americana, que historiadores atribuem ao presidente Abraham Lincoln. Mas afinal, não terá sido ele a escrevê-la. Conhecida como a …

Polícia evitou ataque terrorista contra o Papa em Fátima

Um cidadão marroquino casado com uma bombeira portuguesa terá planeado um ataque terrorista contra o Papa Francisco, durante a sua visita a Fátima, no passado mês de Maio, mas acabou por ser neutralizado pela polícia. A …

Lista oficial de mortes de Pedrógão exclui 65.ª vítima (e pode haver mais)

O número de mortes causadas pelo incêndio de Pedrógão Grande terá ultrapassado as 64 vítimas anunciadas oficialmente. Haverá uma 65ª vítima mortal, e é possível que haja mais. A informação foi apurada pelo Expresso, que na …

Henrique Neto arrasa António Costa e abandona o PS

O antigo deputado, dirigente socialista e candidato à presidência Henrique Neto vai abandonar o Partido Socialista, em desacordo com António Costa, que considera "um bom executante da política à portuguesa e um erro de casting …

Chefe da polícia de Minneapolis demite-se após morte de australiana

A chefe da polícia da cidade norte-americana de Minneapolis demitiu-se na sexta-feira a pedido da presidente da câmara, depois de a polícia ter morto a tiro uma mulher desarmada. A australiana Justine Damond, professora de ioga …

Homens actuais têm na saliva vestígios de espécie ‘fantasma’ de humanos primitivos

Uma investigação encontrou na saliva de homens actuais pistas que indicam que houve um cruzamento entre humanos primitivos e um parente antigo enigmático. Estudos anteriores já tinham apontado que os antepassados dos humanos modernos se tinham …