//

Câmara com IA confundiu careca do bandeirinha com a bola (e arruinou o jogo de futebol)

2

Os adeptos da equipa de futebol escocesa Inverness Caledonian Thistle FC experimentaram uma hilariante falha tecnológica durante um jogo no fim de semana passado.

De acordo com o IFLScience, o clube escocês anunciou há algumas semanas que ia substituir os operadores de câmara humanos para câmaras controladas por Inteligência Artifical (IA).

O clube orgulhosamente anunciou que o novo “sistema Pixellot usa câmaras com tecnologia de rastreamento de bola IA embutido” e seria usado para capturar imagens em HD de todos os jogos em casa no Estádio Caledonian, que seriam transmitidos diretamente para as residências de portadores de bilhetes da atual temporada.

No entanto, no sábado passado, as câmaras IA enfrentaram um novo desafio que não tinha sido previsto: um fiscal de linha com cabeça calva.

A câmara IA pareceu confundir a careca do homem com a bola durante grande parte do jogo, balançando repetidamente para trás para seguir o bandeirinha em vez do jogo real.

Muitos telespetadores reclamaram que perderam o golo da sua equipa porque a câmara “pensava que a careca era a bola” – e alguns até sugeriram que o clube teria de fornecer ao fiscal de linha uma touca ou chapéu.

Sem adeptos permitidos no estádio devido às restrições da covid-19, os fãs do Inverness Caledonian Thistle FC e os seus adversários, Ayr United, só puderam assistir pelas câmaras e, portanto, foram presenteados principalmente com a visão da cabeça do bandeirinha em vez do jogo que estava a ocorrer fora das câmaras.

A tecnologia de reconhecimento de objetos poderia fazer um pequeno ajuste – ou o clube poderia realmente ter de implementar uma nova política e obrigar árbitros carecas a usar um chapéu para se diferenciar da bola.

  ZAP //

2 Comments

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.