Síndrome da Bela Adormecida: Britânica dorme 22 horas por dia e continua a sentir-se cansada

Rhoda Rodriguez-Diaz, uma jovem da cidade de Leicester, sofre de uma doença neurológica grave que a obriga a dormir cerca de 22 horas diárias. Apesar do seu distúrbio do sono, a britânica continua a sentir-se cansada.

Em entrevista ao Daily Mail, Rhoda confessou que a patologia rara que sofre teve grande impacto na sua vida, interferindo direta e drasticamente na sua vida académica e social.

Segundo contou ao diário britânico, a estudante de Psicologia, de 21 anos, foi diagnosticada em criança com hipersonia, uma condição neurológica caraterizada por período recorrentes de sonolência diurna e fadiga extrema.

Rhoda adormecia com frequência na escola e era incapaz de praticar quaisquer desportos, uma vez que se sentia “constantemente cansada”.

No primeiro semestre do ano letivo passado, a estudante não compareceu a vários exames na faculdade e perdeu algumas aulas porque estava a dormir. Em setembro, e após uma série de novos exames, os médicos descobriram que Rhoda sofria da síndrome de Kleine-Levin, também conhecida como Síndrome da Bela Adormecida. Esta condição afeta também o sono, mas de forma mais severa do que a hipersonia.

Este transtorno traduz-se em episódios de sono que podem durar até três semanas, com pequenas pausas, nas quais a jovem aproveita para se alimentar e ir à casa de banho. “É realmente irritante quando as pessoas me chamam preguiçosa, luto diariamente contra os efeitos [desta doença]”, disse a jovem ao diário britânico.

Tal como explicou Rhoda, é possível estar vários meses seguidos sem sentir quaisquer sintomas associados à doença contudo, quando estes aparecem, têm um impacto muito forte na sua rotina diária. Os seus amigos contam que quando a jovem sofre um destes episódios, o seu humor muda. “Fico com raiva e o meu comportamento muda drasticamente”, enfatiza a jovem britânica.

“A vida continua enquanto estou a dormir, quando acordo a realidade atinge-me e percebo que perdi uma semana da minha vida“, acrescenta.

A sua doença, que a obrigava a faltar frequentemente à universidade, acabou por levar à sua expulsão do estabelecimento de ensino. Posteriormente, o seu diagnóstico foi analisado e a universidade considerou-a um “caso excecional”, permitindo-lhe voltar às aulas.

Os portadores da síndrome de Kleine-Levin conseguem, eventualmente, superar a sua condição. A última vez que Rhoda teve um episódio foi há três meses, quando a jovem dormiu mais de 60 horas em três dias. Apesar de tudo, a estudante diz ter aprendido a controlar os seus sintomas, evitando que estes interfiram na sua vida adulta.

“Estou mais ciente disso agora, sei quando vou ter um episódio (…) Esta é apenas uma dificuldade que eu estou à espera que desapareça. Quero que [as pessoas] me levem a sério na vida e [a doença] não ajuda”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Portugueses criam nanomateriais feitos de algas para despoluir água

De algas abundantes no litoral de Portugal, investigadores da Universidade de Aveiro extraíram biopolímeros capazes de remover alguns poluentes da água, como antibióticos ou herbicidas. Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) demonstrou que …

O novo Oumuamua pode ter sido captado numa fotografia a cores

Os astrónomos do Observatório Gemini no Hawai tiraram a primeira fotografia do GB00234, agora rebatizado para C/2019 Q4 Borisov, um objeto que pode ser o segundo corpo celeste interestelar a entrar no Sistema Solar. A imagem …

Volkswagen revela o novo ID.3, "o carro elétrico do povo"

https://vimeo.com/360579859 No Salão Automóvel da Frankfurt, a Volkswagen revelou o novo ID.3, o seu primeiro carro elétrico. Com um preço "abaixo dos 30 mil euros", é tido como acessível para as massas. A revolução dos automóveis elétricos …

Benfica 1-2 Leipzig | Águias sem asas para o Leipzig

O Benfica arrancou a sua participação na fase de grupos da Liga dos Campeões 2019/20 da pior forma, com uma derrota caseira por 2-1. A formação “encarnada” recebeu o Leipzig e nunca conseguiu dominar o futebol …

A faca, o casaco, a secretária e outros objetos de Anthony Bourdain vão a leilão

Uma faca feita a partir de um meteorito, um casaco personalizado da marinha norte-americana e uma prensa para ossos de pato são três dos 215 objetos de Anthony Bourdain que vão ser colocados à venda …

Já vai poder dormir no castelo de "Downton Abbey" (mas com algumas condições)

O castelo de Highclere, que os fãs da série Downton Abbey conhecem como a casa da família ficional Crawley, está a receber hóspedes. O conde de Carnarvon resolveu abrir as portas a apenas dois convidados, a …

Tinder produz a sua primeira série de televisão (e é “apocalíptica”)

A aplicação de encontros Tinder já terminou as filmagens da sua primeira série de televisão no âmbito da intenção do seu proprietário, o Match Group, de aprofundar a criação de conteúdos originais. Fazer novos programas faz …

Sondagens à boca das urnas mostram empate técnico entre Netanyahu e Gantz

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu e Benny Gantz, antigo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas que lidera a coligação centrista, estão numa situação de empate técnico nas primeiras sondagens à boca das urnas. Esta terça-feira, …

Dois youtubers detidos a tentar invadir a Área 51

Quatro dias antes do evento mundial, dois youtubers adiantaram-se e foram detidos na última terça-feira por tentarem invadir a Área 51, uma base militar secreta dos Estados Unidos. Ties Granzier e Govert Sweep, dois holandeses de …

Onda de bebés nascidos com mãos deformadas abre investigação na Alemanha

As autoridades de saúde lançaram uma investigação depois de três bebés nasceram com deformações raras das mãos nos últimos quatro meses num hospital alemão. "Entre junho de 2019 e o início de setembro de 2019, um …