Bloqueio do Twitter na Turquia faz disparar a sua utilização

unaoc / Flickr

O primeiro-ministro da Turquia, o islamita Recep Tayyip Erdogan.

O primeiro-ministro da Turquia, o islamita Recep Tayyip Erdogan.

O bloqueio da rede social Twitter na Turquia, em vigor desde as 00:00, parece ter tido apenas um efeito: fez disparar o uso deste serviço de micromensagens e cimentar a imagem autoritária do primeiro-ministro, o islamita Recep Tayyip Erdogan.

O bloqueio do Twitter pelas autoridades de Ancara desencadeou uma grande onda de mobilização na internet, permitindo aos internautas turcos contornarem a censura e expondo o autoritarismo crescente do Governo, segundo alguns especialistas.

Pouco após o anúncio de Recep Tayyip Erdogan, o próprio grupo Twitter foi um dos primeiros a contra-atacar, publicando uma mensagem recordando que os seus serviços estavam acessíveis na Turquia através de SMS.

Grupos de ativistas revelaram técnicas que permitiam aos cidadãos turcos alterar as definições internas de uma ligação de internet para poderem continuar a exprimir-se em 140 carateres, apesar da proibição governamental.

Muitos utilizadores publicaram conselhos para evitar o bloqueio, alterando os parâmetros DNS do computador, usando o serviço de mensagens do telemóvel, ou recorrendo a serviços de “proxys”, enquanto outros declararam que melhor do que mudar os DNS era “mudar o Governo”.

As empresas também ofereceram acesso gratuito às respetivas VPN, uma rede privada virtual que permite apagar as pistas, escondendo a real localização geográfica dos internautas.

“Os truques para contornar a censura propagaram-se como um rastilho de pólvora”, sublinha Philip Howard, que dirige um centro sobre o ativismo digital — o Digital Activism Research Project — na Universidade de Washington.

O êxito não se fez esperar: “As pessoas começaram a contornar a censura pouco a pouco e, em seguida, o tráfego transformou-se num verdadeiro dilúvio”, descreveu Zeynep Tufekci, uma socióloga turca da Universidade da Carolina do Norte, que acompanha o tráfego em tempo real no seu blog. Segundo a socióloga, os ‘tweets’ publicados na Turquia ou escritos em turco atingiram mesmo “níveis próximos do seu recorde” e a censura de Ancara uniu a ‘Twittosfera’.

Abundaram as caricaturas de Erdogan lutando com passarinhos azuis — o logótipo do Twitter -, ora vestido de caçador disparando sobre as avezitas, ora transportando-as enjauladas, ora coberto pelos excrementos destas.

A maioria das mensagens era de protesto, com a “hashtag” #TwitterblockedinTurkey, que desde a meia-noite se transformou em “trending topic” em vários pontos do mundo.

O bloqueio entrou em vigor horas depois de Erdogan ter prometido “arrancar o Twitter pela raiz”, durante um comício na cidade de Bursa, onde discursou aos seus apoiantes, no âmbito da campanha para as eleições municipais de 30 de março.

Paradoxalmente, frases desse mesmo discurso foram transmitidas em direto a partir da conta pessoal do primeiro-ministro naquela rede social, em que ele é o terceiro chefe de Governo mais popular do mundo, com 4,17 milhões de seguidores.

A incoerência não acabou ali: hoje, o vice-primeiro-ministro, Bülent Arinç enviou um ‘tweet’ anunciando a sua agenda, talvez sem saber do bloqueio, e o presidente da câmara de Ancara, Melih Gökçek, um fervoroso defensor da linha dura de Erdogan, cancelou uma reunião através de outra mensagem no Twitter.

Gökçek afirmou que consegue usar a rede social “por ter os DNS alterados”, um truque muito habitual na Turquia para evitar os numerosos bloqueios de páginas da Internet incómodas para o Governo, mas manifestou o seu apoio à medida “para dar uma lição aos que insultam e usam contas falsas”, noutro ‘tweet’.

Mais coerente foi o Presidente turco, o também islamita Abdullah Gul, que também usou o Twitter, mas conscientemente: pronunciou-se “contra o bloqueio das redes sociais” numa série de mensagens hoje enviadas.

“Além de tudo, bloquear redes sociais que são utilizadas em todo o mundo, como o Twitter, é tecnicamente impossível, como se viu”, argumentou o chefe de Estado.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou hoje em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando …

Milhares infetados por bactéria após fuga em fábrica farmacêutica chinesa

Milhares de pessoas no noroeste da China contraíram uma doença bacteriana depois de uma fuga que causou um surto numa biofarmacêutica no ano passado. De acordo com a CNN, que cita relatos dos media locais, mais …

Guardas da Revolução do Irão prometem vingar morte do general Soleimani

O chefe dos Guardas da Revolução, o exército ideológico do Irão, garantiu hoje que a morte do general Qassem Soleimani, alvo de um raide aéreo dos Estados Unidos, será vingada em “todos os seus implicados”. “Senhor …

"O mundo está no momento mais perigoso da história humana", diz Noam Chomsky

O professor norte-americano Noam Chomsky, conhecido como o pai da linguística moderna, advertiu que o mundo está no momento mais perigoso da história da humanidade devido à crise climática, à ameaça de guerra nuclear e …

Portugal com 849 novas infecções por covid-19. Há 20.722 casos activos

Portugal registou 849 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, mantendo-se a tendência de subida verificada nos dias anteriores. Mas o número de pacientes recuperados também não era tão alto desde Julho. O boletim da …

A Grândola Vila Morena abafou "a maior marcha alguma vez vista" do Chega

Com a Praça do Giraldo, em Évora, dividida por barreiras anti-motim, os participantes da concentração "Pela Liberdade" receberam os apoiantes do Chega de André Ventura ao som de "Grândola Vila Morena" e empunhando cravos vermelhos …

Pandemia assola Irão. EUA com mais 888 mortos. 19 países europeus bateram recorde de casos

Naquele que é o número mais elevado de casos diários desde abril, a Alemanha registou 2.297 novos contágios, 19 países europeus já ultrapassaram o recorde de casos do pico da pandemia. O Irão ultrapassou as …

Rangel "é um turista do carago". SMS atestam que Vieira usou Benfica em "benefício pessoal"

Luís Filipe Vieira é um dos acusados da Operação Lex, com o Ministério Público (MP) a alegar que o presidente do Benfica utilizou o clube em "benefício pessoal" para obter uma cunha do juiz Rui Rangel. O …

Farmácias em risco de não ter vacinas da gripe para tantos pedidos

As farmácias privadas receiam não ter doses suficientes de vacina contra a gripe para dar resposta a todos os pedidos. As encomendas da vacina já sãocinco vezes mais do que as registadas em 2019. A preocupação …

É responsabilidade a mais. Médicos não querem integrar Brigadas Rápidas dos lares

Está a ser difícil contratar médicos para as Brigadas de Intervenção Rápida dos lares que foram anunciadas pelo Governo. Mesmo a receberem acima da tabela de pagamentos, os médicos receiam a falta de condições e …