Bloco defende fim de portagens nas ex-Scut do interior

António Cotrim / Lusa

Catarina Martins

A coordenadora do BE defendeu esta segunda-feira, no Porto, o fim das portagens nas ex-Scut do interior do país e a necessidade de “rever” as parcerias público-privadas rodoviárias por serem “absolutamente lesivas para os cofres públicos”.

“Estas autoestradas foram feitas para ligar o interior e ser um esforço de coesão territorial e, era por isso, que não tinham portagens. Passaram a ter portagens e passaram a fazer o contrário daquilo que faziam, que era apoiar quem vive no interior, quem tem menos acessos a transportes públicos coletivos, infelizmente”, disse Catarina Martins.

“Sendo o BE um grande defensor de transportes coletivos, não somos indiferentes à enorme injustiça de quem vive no interior estar a pagar portagens quando não tem outras alternativas de transporte”, afirmou a dirigente do Bloco.

“Ao mesmo tempo, achamos que este é o momento ideal também para rever as PPP rodoviárias que são absolutamente lesivas para os cofres públicos. A introdução de portagens não melhorou nada, apenas agravou a situação com as PPP rodoviárias”.

O que o BE propõe é “que se acabem com as portagens, voltar ao modelo que existia sem custos para o utilizador, protegendo assim as populações do interior fazendo um trabalho de coesão territorial”.

A coordenadora do BE falava à margem de uma reunião com professores de várias universidades e politécnicos do Porto e Norte para debater a situação dos docentes sem remuneração.

“Estamos a ter as universidades portuguesas a viver de trabalho não remunerado e isso não tem nenhum sentido, é um ataque aos direitos laborais destes docentes, mas mais do que isso é um ataque feito à universidade“, afirmou.

Para a dirigente do BE, “um Ensino Superior que não tem os professores de que precisa, que não os tem remunerados, não os tem nas carreiras, não faz progressão de carreiras, é um Ensino Superior que fica fragilizado”.

“Hoje há muito mais alunos no Ensino Superior do que existia há uns anos e ainda bem, precisamos de um país qualificado, mas isso não se faz sem dar recursos às universidades para que tenham os professores que precisa, com as devidas carreiras”.

Catarina Martins lembrou que existem mais de 400 professores a dar aulas sem receber e considerou “um absurdo” que “a maior parte dos docentes estejam excluídos da sua própria carreira ou se estão na carreira, não progridem”. “Temos gerações e gerações de docentes excluídos da carreira docente nas universidades”, frisou.

O Bloco de Esquerda vai chamar ao Parlamento o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, alegando que os dados estatísticos mais recentes apontam para “um aumento exponencial” de contratos de docência sem remuneração.

Num requerimento que deu entrada dia 11 no Parlamento, o grupo parlamentar afirma-se preocupado com a situação, noticiada no início de novembro pelo jornal Público.

“O crescimento da proporção dos docentes convidados (alguns sem remuneração) é assinalável, tendo passado de 30% em 2012 para 42% em 2018”, escrevem os deputados do BE no texto divulgado.

A situação agrava-se, segundo o Bloco, quando a Inspeção-Geral de Educação e Ciência “nega esta realidade”.

De acordo com o BE, a maioria dos docentes com contrato sem remuneração “não se enquadra nos casos especiais previstos na lei”, havendo uma interpretação abusiva do enquadramento em que é possível exercer docência sem remuneração.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A segunda vaga já chegou a Portugal (e há "uma diferença muito importante")

Os especialistas não duvidam que a segunda vaga de covid-19 já chegou a Portugal, mas apontam que há diferenças significativas relativamente ao início da pandemia, em Março. "Há uma diferença muito importante nesta segunda vaga que …

Governo tinha 90 milhões para apoiar criação de emprego (mas pedidos superaram os 487 milhões)

O programa do Governo para apoiar a criação de emprego, lançado em julho, tinha uma verba de 90 milhões de euros. Dois meses depois, a procura excedeu os 487,5 milhões. O jornal Público adiantou esta quinta-feira …

Metade dos portugueses acredita que Portugal está preparado para inverno (mas defende novo confinamento)

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias e TSF revela que 47% dos portugueses defendem um novo confinamento, apesar de 50% acreditar que o país está melhor preparado para o inverno. De acordo …

Corona o melhor, Pizzi a perder bolas: as curiosidades da Liga

A I Liga 2020/2021 começa nesta sexta-feira, ainda com muitas incertezas. Entretanto, voltámos a espreitar o relatório 'Futebol em números', publicado no final de agosto pela própria Liga Portugal. Desta vez deixámos aqui algumas curiosidades …

Investigadores escrevem carta na Science para pressionar o Governo a desistir do aeroporto do Montijo

Investigadores portugueses acusam o governo português de ir contra os objetivos do Pacto Ecológico Europeu ao persistir na construção do aeroporto no Montijo, apontando sobretudo o efeito destrutivo em centenas de milhares de aves no …

Aos 20 anos, Duplantis bate mítico recorde do mundo de salto com vara

O saltador com vara sueco Armand Duplantis continua a fazer história e esta quinta-feira, no decorrer do 'meeting' de Roma, da Liga Diamante, conseguiu o melhor salto de sempre ao ar livre, com 6,15 metros. O …

PSD vai votar contra propostas para legalizar o lobbying

O PSD vai votar contra a legalização do lobbying. Os sociais-democratas defendem que as regras criam um maior afastamento entre cidadãos e entidades públicas e políticas. CDS, PAN e PS querem discutir propostas para legalizar o …

Feitiço vira-se contra o feiticeiro. Flamengo é humilhado na Libertadores

O Flamengo sofreu a mais pesada derrota do clube na Taça Libertadores, após ter sido goleado por 5-0 pelos equatorianos do Independiente del Valle. Depois da eliminação do SL Benfica da Liga dos Campeões, às mãos …

Governo sabia do amianto em carruagens compradas à Renfe. É de fácil remoção, diz ministro

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, disse esta quinta-feira que o Governo sabia que carruagens compradas à espanhola Renfe contêm amianto, mas que é de fácil remoção e voltou a considerar …

PJ pediu ajuda à Doyen para identificar Rui Pinto. Aníbal Pinto diz-se "chocado"

Em mais uma sessão do julgamento de Rui Pinto, esta quinta-feira, o investigador da Polícia Judiciária (PJ) José Amador admitiu ter contactado um advogado da Doyen para que o fundo de investimento acelerasse uma investigação …