BE é feminista porque “isso é querer igualdade e segurança” (e não queima pontes)

António Cotrim / Lusa

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda assumiu sexta-feira o partido como feminista, explicando que “isso é querer igualdade e segurança” para ambos os sexos, e que é preciso “mudar as regras do jogo em que as mulheres perdem sempre”.

Em Guimarães, esta sexta-feira à noite, num comício onde os direitos e as conquistas das mulheres dominaram o discurso, Catarina Martins afirmou que “não se pode aceitar que ser mulher é um risco” e “encolher os ombros” perante a violência doméstica ou as desigualdades sociais e salariais entre homens e mulheres.

Sim. Nós somos um partido feminista porque isso quer dizer, nem mais nem menos, que nós queremos igual dignidade e segurança para homens e mulheres neste país. Que ninguém fique para trás”, assumiu e explicou a líder bloquista. Para o BE, Portugal é ainda um país em que “ser mulher é um risco“.

“Não podemos aceitar um país em que ser mulher é um risco, não podemos aceitar, encolher os ombros quando os números avassaladores dizem-nos que ser mulher é não ter segurança garantida”, afirmou, lembrando uma frase “tão cruel como verdadeira” utilizada pela organização das Nações Unidas.

Diz a ONU que é nas suas casas, onde deviam estar em segurança, que as mulheres estão mais inseguras”, afirmou, depois de lembrar que na quarta-feira mais uma mulher, desta vez em Braga, foi a 21.ª mulher “assassinada este ano as mãos de um homem em que algum momento confiou”.

Por isso, apontou, é necessário que haja mudanças: “O que nós precisamos de fazer, o que nós queremos fazer, o que aprendemos com o exemplo de todas as mulheres que lutam, que aprendemos com todas as pessoas que não encolhem os ombros e dizem não à desigualdade e à violência, o caminho que nós queremos construir é um caminho para mudar as regras do jogo em que as mulheres perdem sempre”, salientou.

Esse caminho é “um caminho contra a precariedade, é um caminho pelo salário digno, que responda por todas as necessidades das mulheres, das famílias de todo este país e é um caminho que garanta que as mulheres têm segurança na rua e em casa, que são protegidas na esquadra e que são respeitadas na Justiça”, disse.

“Queremos um país feito de homens e de mulheres que se respeitam e que andam de cabeça erguida. Será isto querer ir longe demais? Não. É querer ter um país mais justo, mais certo, mais digno, agora”, completou.

Quem quer pontes, não as queima

A coordenadora do Bloco de Esquerda respondeu entretanto também às críticas do ministro das Finanças, com o aviso de que “quem quer pontes, não as queima“, salientando que o partido não está arrependido dos últimos quatro anos.

“Não sei se o Partido Socialista está arrependido destes quatro anos, nós no Bloco de Esquerda não estamos”, disse a líder bloquista. Catarina Martins reagia às declarações do ministro das Finanças, Mário Centeno, que esta sexta-feira tinha acusado o BE de ter um problema “endémico” com as contas.

A coordenadora do Bloco de Esquerda devolve as críticas ao PS, acusando-o de ter apresentado um “programa sem contas”, e garante que o seu partido tem um programa eleitoral “com contas certas”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Descoberto primeiro asteróide que se move apenas dentro da órbita de Vénus

Uma rede de telescópios robóticos operados à distância observou um asteróide que, além de ser o asteróide mais próximo do Sol, é também o primeiro asteróide descoberto que se move completamente dentro da órbita de …

Mark Zuckerberg tem medo do TikTok (e já se sabe porquê)

Mark Zuckerberg já deixou claro, mais do que uma vez, que não gosta do TikTok. No entanto, agora sabemos o que está por trás desta hostilidade pelo rival: a aplicação está a crescer muito, mesmo …

A empresa mãe da Google já vale um bilião de dólares

Esta quinta-feira, a Alphabet, empresa mãe da Google, conseguiu uma cotação na bolsa de 1 bilião de dólares, cerca de 900 mil milhões de euros. A Alphabet tornou-se, esta quinta-feira, a quarta empresa norte-americana a conseguir …

Cientistas criam "cimento vivo" capaz de se "curar"

Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos criou um "cimento vivo" juntando areia e bactérias num material de construção capaz de se auto-reproduzir, de absorver dióxido de carbono e manter a resistência. "Já usamos materiais biológicos …

Sporting 0-2 Benfica | Águia vence dérbi e foge na frente

O Benfica foi o grande vencedor do dérbi lisboeta. Na visita ao Sporting, os “encarnados” marcaram dois golos sem resposta, ambos na segunda parte, por Rafa Silva, entrado no decorrer da segunda parte, após ter …

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos e podem levam décadas até pedir ajuda, por nem sempre aceitarem e entenderem que sofreram violência sexual. Na maior parte dos …

"Messiah", da Netflix, reacende controvérsia sobre os limites da liberdade de expressão

A série Messiah, disponível na plataforma de streaming Netflix, acende a controvérsia em torno dos limites da liberdade de expressão e da criatividade no mundo das artes e do entretenimento. Messiah, uma série produzida por Michael …

Quadro encontrado por jardineiro era mesmo a obra desaparecida de Klimt

Em 1997, Retrato de uma Senhora desapareceu da Galeria de Arte Moderna Ricci Oddi, em Piacenza. Em dezembro, o quadro foi descoberto. Estava escondido numa parede da instituição. O quadro encontrado em dezembro, escondido na reentrância …

Terramotos modificaram a geografia de Porto Rico (e a NASA mostra como)

Os terramotos que Porto Rico tem sentido desde dezembro passado, que causaram pelo menos um morto e milhões de dólares em prejuízos, estão também a mudar a geografia desta ilha das Caraíbas. A agência espacial …

Maldivas desesperam por fundos enquanto continuam a afundar

As Maldivas correm o risco de desaparecer completamente a menos que o Governo consiga aceder a financiamentos para combater a subida das águas. Atualmente, 80% do país está um metro abaixo do nível do mar. "Não …