Aviões espiões da Guerra Fria revelam tesouro arqueológico

University of Pennsylvania

Imagens desclassificadas de aviões de espionagem U2 dos Estados Unidos, capturadas durante a Guerra Fria no Médio Oriente, revelaram estruturas arqueológicas milenares que foram desvanecendo com o tempo. 

Ao analisar milhares de imagens de alta e baixa resolução capturadas durante missões de aeronaves norte-americanas U2 dos anos 50 e 60 do século XX, Emily Hammer, da Penn State University e Jason Ur, da Universidade de Harvard, descobriram muitas características históricas e sítios arqueológicos.

Entre as descobertas, os cientistas identificaram armadilhas de caça pré-históricas, canais de irrigação com 3.000 anos e aldeias que hoje em dias já não são visíveis.

A investigação, cujos resultados foram no passado mês de março publicados na revista científica especializada Advances in Archaeological Practice, representa o primeiro uso de imagens de aviões de espionagem U2 para fins arqueológicos, bem como uma nova e empolgante janela para a história.

“As fotografias fornecem um olhar fascinante sobre o Médio Oriente há várias décadas, mostrando, por exemplo, a histórica Aleppo muito antes da destruição em massa na guerra civil em curso”, explicou Hammer, professor assistente no departamento de línguas e civilizações do Leste do estado de Penn, citado pela agência Europa Press.

Entre as estruturas reveladas pela análise arqueológica destacam-se os “papagaios do deserto”, estruturas de muros de pedra datadas de há 5.000 a 8.000 anos, utilizadas na época para prender gazelas e outros animais. O deserto seco do leste da Jordânia manteve muitas destas estruturas, mas a expansão agrícola a oeste destruiu muitos mais.

As imagens de satélite levam estas estruturas de volta à vida, revelando uma rede de recintos em forma de diamante, oferecendo a melhor visão, até à data encontrada, destas importantes e antigas ferramentas de casas.

Hammer explica que outra característica identificada nas imagens – o sistema de canais no norte do Iraque – fornece novas informações sobre como um império primitivo manteve o seu poder e governou. “Os assírios construíram o primeiro grande império durável e multicultural do mundo antigo, então muitas pessoas estão interessadas [em saber] como é que o território foi organizado, como foram controladas as pessoas ou como foi administrada a terra”, exemplifica a cientista.

“O sistema de rega alimentou as capitais reais, possibilitou a produção agrícola excedente e forneceu água para as aldeias” circundantes, rematou a cientista.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …