As aves conseguem ver o campo magnético da Terra e já se sabe como

Os pássaros podem sentir o campo magnético da Terra, e essa habilidade pode ajudá-los a voar a partir de lugares desconhecidos ou a navegar em migrações que se estendem por dezenas de milhares de quilómetros.

É provável que as aves conheçam a física quântica melhor do que muitos humanos, por ser algo que lhes é inato. Cientistas acreditam que é possível que as aves possuam proteínas nos seus olhos que lhes permitam ver o campo magnético da Terra. Por sua vez, essas proteínas ajudam os pássaros a percorrer longas distâncias em todo o mundo.

Duas equipas de cientistas afirmam, agora, ter identificado a chave de uma proteína sensível à luz, que se baseia num atributo inato de eletrões chamado “spin”, uma das propriedades mecânicas mais quânticas que existe. A proteína em causa chama-se Cry4.

Na mecânica quântica, o termo spin associa-se às possíveis orientações que as partículas subatómicas carregadas, como o protão e o eletrão, e alguns núcleos atómicos podem apresentar quando imersas num campo magnético.

No caso da Terra, esta funciona como um íman, no qual os polos do íman estão próximos dos polos geográficos do planeta. A a intensidade do campo magnético é medida com magnetómetros, que determinam a intensidade do campo na horizontal e na vertical. As bússolas, tal como os pássaros, orientam-se por meio desse campo magnético.

Os dois estudos, o primeiro publicado em janeiro na Current Biology e o segundo publicado em março no Jornal da Royal Society Interface, notam que esta é a primeira vez que uma proteína específica responsável pela deteção de campos magnéticos é identificada em animais.

Segundo o ScienceNews, a primeira equipa de cientistas descobriu que Cry4 foi encontrado na retina das aves. Já a segunda equipa estudou várias proteínas sensíveis à luz numa espécie de ave e descobriu que a Cry4, era produzida constantemente durante o dia, ao contrário de outras que variavam ao longo do dia.

De acordo com a Gizmodo, a investigação permitiu saber que as aves só podem detetar campos magnéticos se certos comprimentos de onda de luz estiverem disponíveis. Aliás, há estudos que mostram que a perceção magnética das aves parece depender da luz.

No entanto, em ambos os casos os investigadores advertem para a necessidade de mais investigação neste ramo, ates de declarar a Cry4 como magnetorrecetor. Embora a evidência seja sólida, ainda não é definitiva.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns porque esta noticia acabou de ganhar o prêmio da afirmação mais absurda do ano: “É provável que as aves conheçam a física quântica melhor do que muitos humanos”

RESPONDER

Juventus é campeã pela oitava vez consecutiva. E Ronaldo estava lá

A Juventus conquistou este sábado a Serie A pela oitava vez consecutiva, depois de vencer em casa a Fiorentina por 2-1, em jogo da 33ª jornada. Poucos dias após a eliminação nos quartos de final da …

Coletes Amarelos: novo sábado de violência em Paris

Mobilizados há mais de cinco meses, os "coletes amarelos" voltaram este sábado às ruas para o seu "acto XXIII" marcado por uma nova escalada da tensão entre manifestantes e forças de autoridade. Tiros de gás lacrimogéneo, …

Porto vs Santa Clara | Dragão suficiente assume liderança

O FC Porto venceu hoje o Santa Clara por 1-0, em partida da 30.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que permite aos ‘dragões' regressarem, à condição, ao comando do campeonato. O FC Porto cumpriu …

Notre-Dame pode não ser a única. Vários monumentos em todo o mundo estão em risco

O incêndio na catedral de Notre-Dame, em Paris, levantou questões sobre a forma como os órgãos responsáveis pelo património cultural realizam políticas de conservação e detetam possíveis problemas. Além disso, a Unesco indicou que vários locais de …

Hubble espreita aglomerado cósmico azul

Os enxames globulares são objetos inerentemente belos, mas o alvo desta imagem do Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA, Messier 3, é frequentemente reconhecido como um dos mais esplêndidos de todos. Contendo, incrivelmente, meio milhão de estrelas, …

Comer carne vermelha (mesmo moderadamente) aumenta risco de cancro do intestino

O maior estudo alguma vez realizado no Reino Unido sugere que devemos reduzir (ainda mais) o consumo de carne vermelha. Um estudo financiado pela Cancer Research UK e desenvolvido pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, …

Gémeas alemãs nascem com 3 meses de diferença (e em anos distintos)

Um hospital alemão anunciou na segunda-feira o caso de duas meninas que, apesar de serem gémeas, nasceram com três meses de diferença e em anos distintos. Com apenas 26 semanas de gravidez, a 17 de novembro …

Avião hospital da Luftwaffe levou doze feridos da Madeira para a Alemanha

Doze feridos do acidente com um autocarro turístico partiram hoje do Aeroporto da Madeira, cerca das 12:00, a bordo de um avião alemão equipado com meios hospitalares, com destino a Colónia, após operação de transferência …

Família desalojada e nove casas atingidas em queda de grua no Porto

Uma grua caiu hoje em cima de várias habitações na rua da Corticeira, na zona das Fontainhas, na cidade do Porto, mas não há feridos a registar, disse fonte dos Bombeiros Sapadores do Porto. A grua …

Mulheres são quase metade dos “100 mais influentes” da Time

Há 48 mulheres na lista das 100 personalidades mais influentes do mundo publicada esta quarta-feira pela revista norte-americana Time. A lista, publicada anualmente desde 2004, junta personalidades das mais diferentes áreas distribuídas por cinco categorias: “Pioneiros”, …