Algumas aves reconhecem humanos pelas suas roupas

Uma equipa de investigadores chineses descobriu que algumas aves marinhas são capazes de reconhecer humanos através das roupas que estes vestem.

Os pássaros têm uma boa memória e, alguns deles, são mesmo capazes de reconhecer humanos familiares e inofensivos através das suas roupas. Os corvos, por exemplo, conseguem lembrar-se da cara das pessoas que lhes fazem mal.

Agora, um novo estudo mostra que as aves marinhas da China conseguem distinguir os humanos através da roupa e são estão mais relaxadas à beira de pessoas que usam roupas e acessórios de pescadores locais em comparação com aqueles com roupas normais. Segundo o Gizmodo, estas aves olham para os pescadores locais como uma ameaça menor.

Changzhang Feng

Uma pessoa vestida casualmente e um pescador local.

Para testar esta suposição, alguns investigadores vestiram-se normalmente e outros vestiram-se de pescadores. De seguida, caminharam em direção às aves e compararam o tempo que elas demoravam a levantar voo com medo de ficarem em perigo. Os cientistas fizeram isto mais de 900 vezes.

Os resultados do estudo que será publicado em junho na revista científica Global Ecology and Conservation mostram que as aves fugiam mais cedo quando as pessoas vestidas casualmente se aproximavam. Em sentido contrário, deixavam as pessoas vestidas de pescadores locais aproximarem-se mais antes de voarem.

Os investigadores realçam que algumas espécies eram mais sensíveis do que outras, mas que no geral todas correspondiam à sua suposição.

“É interessante que pareçam ter algum grau de discriminação entre seres humanos com roupas diferentes”, disse Andrea Griffin, ecologista comportamental da Universidade de Newcastle, na Austrália, que não participou na investigação. “Isto não foi evidenciado antes em aves marinhas”.

A especialista sugere que os pássaros podem estar concentrados em algo diferente das roupas. Os chapéus largos e cónicos dos pescadores escondem os olhos, mas as roupas normais não. É possível que esconder os olhos faça de nós uma ameaça menor para estas aves.

“Estamos a aprender que toda uma comunidade de aves aquáticas – algo que não consideramos muito inteligente, francamente – também está a prestar muita atenção à maneira como as tratamos”, disse John Marzluff, cientista de vida selvagem da Universidade de Washington, que também não participou na investigação.

Marzluff diz que são estudos como este que “nos dizem que os pássaros estão a prestar muito mais atenção em nós do que jamais imaginamos”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 2-1 Santa Clara | Super-Coates volta a ser herói

Arrancado a ferros… à campeão? O Sporting esteve a poucos segundos de registar o terceiro empate em casa, perante um Santa Clara que não foi em nada inferior aos “leões” e até conseguiu ser superior em …

Os gatos demonstram ser menos leais do que os cães (mas pode haver uma razão)

Ainda existe um estereótipo sobre a diferença entre cães e gatos. Normalmente as pessoas associam os cães a animais amorosos e leais, enquanto os gatos são tidos como distantes e indiferentes. Um novo estudo pode …

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …