Arqueólogos encontraram tribo bárbara chacinada em batalha misteriosa

Milhares de ossos de rapazes e homens, que terão sido chacinados numa batalha há 2000 anos, são a prova que faltava da violência que se vivia nas tribos e povos germânicos, nos tempos áureos do Império Romano.

Estes vestígios humanos foram encontrados numa zona pantanosa do Vale do Rio Ilerup, em Alken Enge, na Península dinamarquesa de Jutland, e ilustram o que terá sido a chacina de cerca de 400 homens, numa batalha misteriosa.

Os restos de cerca de 2100 ossos que foram encontrados e estudados por investigadores da Universidade de Aarhus, na Dinamarca, serão de tribos germânicas e ajudam a compreender melhor estes povos que eram conhecidos como bárbaros, nos tempos áureos do Império Romano.

A investigação em torno destes vestígios arqueológicos acaba de ser publicada no Proceedings of the National Academy of Sciences, com os autores da pesquisa a realçarem que podem ser a prova que faltava da “ferocidade das tribos e povos germânicos” e do seu “comportamento extremamente violento e ritualizado, no rescaldo da guerra”.

Até ao momento, foi possível determinar que os ossos encontrados em Alken Enge pertencem a 82 pessoas diferentes, todas do sexo masculino, com idades prováveis entre os 13 e os 60 anos. Mas os investigadores concluíram que os vestígios representarão, no total, cerca de 400 pessoas.

Estamos a falar de uma população que “excede significativamente a escala de qualquer comunidade conhecida de aldeia da Idade do Ferro”, salienta-se no estudo. Um dado que indicia que os homens e rapazes chacinados terão sido recrutados numa área abrangente, para participarem numa batalha contra um inimigo comum, apontam os investigadores.

A análise por radio-carbono permitiu situar os ossos no período entre 2 Antes de Cristo e 54 Depois de Cristo, ou seja, algures entre os reinos dos Imperadores Romanos Augustus e Claudius, como refere o Live Science.

Naquela época, os Romanos alargaram o seu Império até ao Norte da Europa, encontrando particular resistência nas tribos que viviam no território onde são hoje a Dinamarca e a Alemanha. Eram também tempos de batalhas frequentes entre tribos.

Os vestígios de Alken Enge serão sinais de uma dessas batalhas tribais, como atestam também as armas encontradas, entre as quais machados e espadas, espalhadas pelo local.

Por essa altura, há registos de uma dura derrota para os Romanos, com vários dos seus soldados mortos pelos germânicos. Os vestígios analisados podem ser resultado de “raides militares” dos Romanos, para “basicamente, punirem os bárbaros” pela derrota, refere a co-autora do estudo Mette Løvschal, em declarações citadas pelo Archaeology News Network.

“Não parecem ter muitos traumas curados, de experiências em batalhas anteriores. Podiam ter tido muito pouca experiência de batalha“, refere ainda a investigadora.

A pesquisa arqueológica considera que estes guerreiros inexperientes foram alvo de uma “matança abrangente”. Mas o que mais surpreende os investigadores é a forma como os esqueletos foram encontrados dispostos no terreno, acreditando que resulta de rituais funerários.

Os esqueletos terão sido depositados no que era um lago, depois de terem estado em decomposição ao ar livre durante entre seis meses a um ano. Cerca de 400 ossos tinham marcas de dentes, provavelmente de raposas, lobos e cães, refere-se no estudo.

A análise aos ossos permitiu também apurar que os órgãos internos dos corpos terão sido retirados, decompostos ou comidos (possivelmente por animais), antes de terem sido enterrados.

Foram também encontrados quatro ossos pélvicos enrolados em torno de um galho de árvore, um ritual que pode representar uma “humilhação sexual”, segundo Mette Løvschal.

Havia também vários crânios esmagados e os braços e pernas dos esqueletos estavam separados dos corpos.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A tal dura derrota dos Romanos foi na verdade o massacre da floresta de Teutoburgo em 9 d.C. no qual morreram bem mais do que os “vários soldados” como diz o texto: esses “vários” foram 3 legiões inteiras, totalmente dizimadas !
    Mas esse episódio traumatizante para o império nada teve a ver com este achado na Península dinamarquesa de Jutland pois localiza-se bem longe do local da batalha e provavelmente noutra altura!

RESPONDER

Chovem diamantes no interior de Neptuno e Urano (e já se sabe porquê)

Podem estar a chover diamantes dentro dos corações de Neptuno e Urano. Agora, os cientistas descobriram novas evidências experimentais que mostram como é que isso poderia ser possível. Neptuno e Urano são os planetas mais mal …

Descobertas duas super-Terras na zona habitável de uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar

Uma equipa internacional de cientistas encontrou duas super-Terras a orbitar uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar. Conduzida pela Universidade de Göttingen, na Alemanha, a equipa de especialistas localizou um sistema formado por pelo …

Sporting 2-1 Gil Vicente | Leão de Plata só sabe vencer

O Sporting cumpriu na recepção ao Gil Vicente, no fecho da 29ª jornada da Liga NOS, e venceu por 2-1, num jogo que pareceu sempre controlado, mas que terminou com emoção. Os “leões” dominaram por completo …

Leões marinhos decapitados estão a dar à costa no Canadá (e ninguém sabe porquê)

Os corpos decapitados de pelo menos cinco leões-marinhos encontrados nas costas de Vancouver, no Canadá, nos últimos meses sugerem que pode haver um serial killer de mamíferos marinhos à solta. O LiveScience relata que pelo menos …

Este japonês é a única pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja

Um homem japonês tornou-se a primeira pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja depois de concluir um curso de pós-graduação que envolvia a aprendizagem de artes marciais básicas e escalada de montanhas. De …

Cátio Baldé acusado de comprar vistos para jogadores do Benfica

Cátio Baldé está a ser acusado de corrupção passiva por ter pagado a um funcionário da embaixada portuguesa em Bissau para conseguir vistos para jogadores do Benfica. O empresário admite o crime, mas nega o …

Ex-polícia admite ser "Assassino de Golden State" e declara-se culpado de 13 homicídios

O ex-polícia norte-americano Joseph DeAngelo declarou-se, esta segunda-feira, culpado de 13 homicídios. Mais conhecido como o "Assassino de Golden State", DeAngelo foi preso em 2018, após 40 anos de investigação. A identificação do criminoso apenas foi …

Infarmed garante ter stock de remdesivir, apesar da compra massiva dos EUA

Depois da notícia de que os EUA compraram à empresa Gilead Sciences praticamente toda a reserva para três meses do medicamento remdesivir, o primeiro aprovado no país no tratamento de covid-19, o Infarmed garante que …

Orfão, capturado e apresentado à rainha. A história da mais antiga fotografia de um indígena da Nova Zelândia

Um daguerreótipo - primeiro processo fotográfico do mundo - mantido na Biblioteca Nacional da Austrália é o mais antigo retrato fotográfico conhecido de um indígena maori da Nova Zelândia. Na imagem antiga, um adolescente aparece vestido …

Uma mesa de 490 metros na Charles Bridge. Em Praga, o fim da restrições celebrou-se com um jantar em massa

Os habitantes de Praga, capital da República Checa, construíram uma mesa com quase 490 metros e realizaram um enorme jantar público esta terça-feira para comemorar o fim do bloqueio do coronavírus no país. De acordo com …