Aprovado o primeiro comprimido que avisa o médico de que foi engolido

(dr) Proteus Digital Health

O sensor incorporado no Abilify MyCite envia a informação para um adesivo digital que deteta a toma do comprimido.

Foi aprovado nos EUA o Abilify MyCite, o primeiro comprimido digital que garante a toma da medicação. Composto por comprimidos com sensores, um adesivo digital e uma aplicação móvel, o fármaco destina-se ao tratamento da esquizofrenia.

A Food and Drugs Administration, organismo regulador que vigia os medicamentos dos Estados Unidos, aprovou esta segunda-feira o primeiro comprimido digital. Chama-se Abilify MyCite e é o primeiro comprimido monitorizado que permite averiguar se os pacientes tomam a medicação e a que horas.

Os Abilify MyCite são comprimidos de aripiprazol para tratamento de esquizofrenia, que têm um pequeno sensor feito de silicone, cobre e magnésio, embebido no comprimido, que permite saber se foi ingerido.

O paciente ingere o comprimido e este, algum tempo depois e graças à ação do suco gástrico, ativa um sinal elétrico. O sensor envia a informação para um “penso-recetor“, previamente colado na zona das costelas do paciente, e este envia a informação via bluetooth para uma aplicação móvel.

O doente tem assim acesso à hora a que o comprimido foi tomado e à dosagem, e pode ainda autorizar o médico a consultar a informação sobre a toma do medicamento. O adesivo deve ser substituído semanalmente e é capaz de registar os níveis de atividade, as horas dormidas, os passos dados e ainda o batimento cardíaco.

Ainda assim, a deteção da toma pode demorar entre 30 minutos a duas horas, razão pela qual a FDA alerta que o mecanismo em questão não deverá ser utilizado para controlar a toma em tempo real ou durante uma emergência, até porque em alguns casos a toma pode até não chegar a ser detetada.

À semelhança de qualquer outro medicamento, o Abilify MyCite pode também causar efeitos secundários como “náuseas, vómitos, prisão de ventre, dores de cabeça, tonturas, falta de controlo nos movimentos, ansiedade, insónia e inquietação”, lê-se no comunicado divulgado pela FDA.

Depois de o comprimido ser lançado no mercado no próximo ano, a comunidade médica, ainda reticente, irá comprovar se esta nova tecnologia ajuda a garantir que a toma da medicação é realmente cumprida.

No entanto, nem todos podem tomar o Abilify MyCite, que não é recomendado a idosos com demência e doentes com alucinações, que podem sentir-se perseguidos por este sistema. Assim, é aconselhado que os profissionais de saúde façam um diagnóstico ao doente para averiguar se é capaz de o gerir.

O comprimido é o resultado de anos de investigação da farmacêutica japonesa Otsuka, que já vendia o medicamento Abilify desde 2002, e da empresa norte-americana Proteus Digital Health, responsável pela criação do sensor e do adesivo.

O Abilify MyCite surge da necessidade de assegurar que os doentes seguem o tratamento. Segundo o The New York Times, o não cumprimento da toma de medicamentos prescritos nos Estados Unidos tem um custo de cerca de 85,7 mil milhões de euros anuais, em boa parte porque o paciente volta a precisar de novos tratamentos e medicamentos.

PARTILHAR

RESPONDER

Parlamento espanhol chumba investidura de Pedro Sánchez como primeiro-ministro

Pedro Sánchez precisava do voto de 176 dos 350 deputados, mas só teve o sim da própria bancada parlamentar. Agora tem até quinta-feira para fechar um acordo com o Podemos. O Congresso dos Deputados espanhol (parlamento) …

China não deu ouvidos aos EUA e recebeu milhões de barris de petróleo do Irão

Apesar de os EUA terem imposto sanções a todos os países que comprem petróleo ao Irão, há uma nação que parece não ter dado ouvidos à Casa Branca. Há petroleiros iranianos a descarregar milhões de barris …

"Não se pode brincar com a saúde". Costa em rota de colisão com Ordem dos Médicos

Está o caldo entornado entre o primeiro-ministro e a Ordem dos Médicos (OM). A organização profissional reage com "estranheza" e muitas críticas às palavras de António Costa que acusou a OM de restringir a concorrência e …

O salário médio de um português compra 645 litros de gasolina. O espanhol compra o dobro

Com um salário médio, é possível comprar 645 litros de gasolina em Portugal, bastante menos do que podem comprar os habitantes dos países vizinhos nas mesmas condições, mostra um relatório desenvolvido pelo Picodi. De acordo com …

Helis de combate a incêndios em terra por falta de inspecção. A culpa é da burocracia

Há helicópteros de combate a incêndios impedidos de voar devido à falta de inspecção. Uma situação polémica que surge numa altura em que os fogos regressaram em força a Portugal e que é culpa da …

Trump garante que ganharia a guerra com o Afeganistão numa semana. "O país desaparecia em 10 dias”

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, garantiu esta segunda-feira, na Casa Branca, que ganharia a guerra com o Afeganistão, que dura desde 2001, em apenas "uma semana". "Poderia vencer essa guerra numa semana. Só …

Pedrógão. Misericórdias juntam-se a processo sobre reconstrução de casas

A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) vai ser assistente no processo crime sobre as irregularidades na reconstrução de casas em Pedrógão Grande. O Ministério Público alega que várias entidades foram enganadas por autarcas. Há sensivelmente um …

Oficial: Carrillo deixa Benfica e assina por quatro épocas com Al Hilal

O futebolista internacional peruano, que estava vinculado ao Benfica, foi contratado pelo Al Hilal para as próximas quatro épocas. "O contrato de Andre Carrilo é de quatro anos. A assinatura decorreu no local de estágio da …

Temperaturas de 37ºC, trovoadas e granizo deixam alguns concelhos sob aviso

Os distritos de Bragança, Guarda e Vila Real estão, esta terça-feira, sob aviso laranja devido à previsão de aguaceiros, trovoada e granizo. Segundo a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), Norte …

Espanha em risco de novas eleições. Sánchez falha acordo para formar Governo

Os planos de Pedro Sánchez para formar governo parecem estar a desmoronar-se. O PSOE ainda não chegou a acordo com o Unidas Podemos e a abstenção do PP e do Ciudadanos parece longe de se …