Escritor líbano-francês Amin Maalouf vence Prémio Calouste Gulbenkian 2019

Università Ca' Foscari Venezia / Flickr

O escritor e jornalista Amin Maalouf

O jornalista e escritor líbano-francês Amin Maalouf é o vencedor do Prémio Calouste Gulbenkian 2019, no valor de 100 mil euros, anunciou a fundação, que vai também premiar a Associação de Apoio à Vitima, um programa de rádio e o Teatro Metaphora.

Segundo a fundação, o Prémio Calouste Gulbenkian 2019 será entregue na sexta-feira a Amin Maalouf, “reconhecido como um dos nomes mais influentes e respeitados do mundo árabe” e que foi escolhido por um júri presidido por Jorge Sampaio, noticiou esta quarta-feira o Sapo 24, citando a agência Lusa.

Amin Maalouf “tem sido um incansável construtor de pontes, procurando mostrar o caminho das reformas necessárias para construir um mundo em paz, de acordo com um modo de vida mais justo e sustentável”, escreveu a Gulbenkian.

“Na sua mais recente obra – Le Naufrage des Civilizations – Amin Maalouf, que prossegue a sua análise sobre a crise do ‘vivre ensemble’, analisa as derivas e as feridas que se podem abrir nas civilizações modernas e apresenta pistas para que europeus e árabes possam cooperar na construção de um mundo melhor, no respeito pelo Estado de Direito e os Direitos Humanos”, acrescentou a fundação.

O Prémio Calouste Gulkenkian 2019 será entregue pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no ano do 150.º aniversário do nascimento de Calouste Sarkis Gulbenkian, informou o Sapo 24.

Já os Prémios Gulbenkian 2019, no valor de 50 mil euros cada, serão atribuídos à APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, na área da Coesão, ao programa radiofónico ’90 segundos de ciência’, na área do Conhecimento, e ao Teatro Metaphora – Associação de Amigos das Artes, na área da Sustentabilidade.

ESPM / APAV

“O Silêncio Magoa”, anúncio não oficial da APAV. Trabalho contra a violência doméstica de alunos da ESPM de São Paulo, para a APAV, Associação Portuguesa de Proteção à Vítima.

No comunicado distribuído pela fundação, o júri reconhece as “excelentes resultados” obtidos pela APAV, que desde 1990 tem apoiado um número cada vez maior de vítimas de crime, num universo estimado em 270 mil pessoas.

A APAV apoia, em média, 115 adultos por semana e a sua intervenção é essencial na recuperação e regresso das vítimas à rotina diária, através de um atendimento personalizado e qualificado, avaliando cada caso como único. O apoio é prestado às vítimas, aos seus familiares e aos amigos/as, através de 55 serviços de proximidade. A associação tem uma rede de voluntariado com cerca de 280 pessoas.

O ’90 Segundos de Ciência’, vencedor do Prémio Gulbenkian na área do Conhecimento, é um programa de rádio diário, de um minuto e meio, sem narração externa, em que um investigador diferente a cada dia explica um dos seus projetos. A escolha é feita para haver representatividade geográfica, científica e de género.

O programa começou a ser emitido a 21 de novembro de 2016 e é atualmente difundido duas vezes por dia, na Antena 1, com quatro repetições na antena da RDP Internacional e RDP África. É ainda difundido através da Internet, pela RTP Play, podcast e website dedicado, bem como nas redes sociais Facebook e Twitter.

O ’90 Segundos de Ciência’ tem chegado a cerca de 10 mil pessoas por mês, somadas as audiências da rádio, podcast e redes sociais, e a 05 de maio de 2019 chegou aos 615 episódios divulgados.

Rovena Rosa/ Agência Brasil

Em Portugal, “é o primeiro programa do género a atingir esta longevidade e com uma intenção digital e difusão pelas redes sociais. O programa não serve apenas para divulgação de ciência, mas também como repositório de projetos científicos desenvolvidos por investigadores portugueses na atualidade”, sublinhou a fundação.

Na área da Sustentabilidade, a Gulbenkian vai galardoar o Teatro Metaphora – Associação de Amigos das Artes, destacando a iniciativa Green Steps, “que desde 2015 desenvolve diversos projetos artísticos, sempre aliados à sensibilização ambiental”.

“O projeto envolve um grande número de cidadãos, na sua maioria jovens, sensibilizando-os para as questões ambientais”, recordou a Gulbenkian, lembrando que a iniciativa “transforma lixo em obras de arte”. As instalações artísticas produzidas “têm impacto reconhecido não só a nível local, mas também a nível internacional”, acrescentou.

Para consciencializar o público para o uso sustentável dos recursos, a associação envolveu no seu processo criativo a comunidade local (Câmara de Lobos, ilha da Madeira), “caracterizada por diversas problemáticas sociais relacionadas com abandono e insucesso escolar, absentismo, violência doméstica, necessidades económicas, desemprego, gravidez na adolescência, famílias disfuncionais, abuso de menores, entre outras situações”, frisou.

Segundo os dados, no primeiro ano de atividade, o projeto reutilizou cerca de 2.600 garrafas PET e CD inutilizados, transformando-os em flores. Um ano depois, resgataram 133 tambores de máquina de lavar, que foram transformados em candeeiros – uma instalação que já participou em festivais e recentemente iluminou Amesterdão. Em 2017 e 2018, ilustraram telas utilizando cerca de 25 mil latas de refrigerantes.

Na sexta-feira, a cerimónia, que assinala os 63 anos da Fundação Calouste Gulbenkian, termina com um concerto pela Orquestra Gulbenkian.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Em defesa do Alto Minho". Empresário de Viana do Castelo candidata-se à liderança do CDS

O empresário Carlos Meira, militante de Viana do Castelo do CDS-PP, vai ser candidato à liderança do partido no congresso da sucessão da ainda líder, Assunção Cristas, que está marcado para 25 e 26 de …

Benfica renova com Ferro até 2024

O Benfica renovou o contrato com o jovem defesa-central até 2024, revelou, esta quinta-feira, o clube encarnado no seu site oficial. A renovação do contrato com Ferro já tinha sido tema na conferência de imprensa de …

Acordo para o Brexit garante milhões aos homens mais ricos do Reino Unido

Os três homens mais ricos do Reino Unido acabaram de ficar mais ricos apenas com o acordo entre o Governo de Boris Johnson e a União Europeia para o Brexit. O anúncio de acordo fez …

Funcionários da Groundforce julgados por furto de malas no Aeroporto de Lisboa

23 funcionários da Groundforce vão ser julgados por furto de centenas de objetos tirados de dentro de bagagens no Aeroporto de Lisboa. 23 funcionários da Groundforce, que trabalhavam no Aeroporto de Lisboa até 2016, vão ser …

Clássico entre Barcelona e Real Madrid adiado

As duas equipas espanholas têm de chegar a um acordo para uma nova data, até à próxima segunda-feira, para a realização do clássico da 10.ª jornada. O jogo FC Barcelona-Real Madrid, agendado para 26 de outubro, …

Dez escolas fechadas em Lisboa por protestos contra falta de funcionários

As 10 escolas do Agrupamento Vergílio Ferreira, em Lisboa, não abriram as portas, esta sexta-feira, devido a um protesto de trabalhadores não docentes, revoltados com a falta de pessoal. A paralisação irá prolongar-se durante toda …

"Casillas apoiou-me desde o momento em que cheguei", diz Marchesín

O guarda-redes argentino falou da sua adaptação ao novo clube, destacando que o seu antecessor, do qual não esconde a sua grande admiração, o apoiou desde que chegou ao FC Porto. Na semana passada, Agustín Marchesín …

Zoo de Paris apresenta Blob, uma estranha criatura amarela sem cérebro e com quase 720 sexos

O zoológico de Paris exibe desde esta quarta-feira um estranho organismo unicelular criado em laboratório: parece um fungo, mas interage como um animal. De acordo com a agência AFP, a estranha criatura, batizada de bolb (bolha), …

Apesar das críticas, Venezuela conquista um lugar no Conselho de Direitos Humanos da ONU

A Venezuela conquistou um assento no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, depois de uma votação, esta quinta-feira, na Assembleia Geral da ONU. O Brasil ficou com a outra vaga destinada aos países da …

Amália Rodrigues apoiou secretamente a causa antifascista

A fadista Amália Rodrigues, que chegou a ser acusada de estar ao serviço do Estado Novo, financiou presos políticos e apoiou a causa antifascista durante a ditadura, revela uma investigação publicada pela revista Visão Biografia. Numa …