Peggy MacSween perdeu a sua aliança de casamento numa plantação de batatas. 50 anos depois volta a reencontrá-la

1

Um especialista na deteção de metais conseguiu encontrar o anel de noivado de Peggy MacSween. A mulher tinha perdido o anel enquanto trabalhava numa plantação de batatas há mais de 50 anos.

MacSween, que agora tem 86 anos, sempre pensou que não voltaria a ver o anel de noivado que perdeu há mais de 50 anos enquanto estava a colher batatas na sua casa, em Benbecula, na Escócia. Mas a vida trouxe-lhe uma agradável surpresa.

Após ter conhecimento da história da mulher que tinha perdido o seu anel enquanto trabalhava no campo, Donald MacPhee, especialista em detetar metais, assumiu a missão de encontrar a aliança.

Com a ajuda de um detetor, MacPhee passou três dias a percorrer Liniclate Machair, o prado costeiro arenoso onde se situava o canteiro de batatas onde MacSween estava a trabalhar.

A tarefa não foi fácil, uma vez que em vários momentos o especialista foi alertado por outros metais presentes no solo.

“Ao longo de três dias, procurei e cavei noventa buracos. O problema é que os anéis de ouro fazem o mesmo som [no detetor], assim como muitas outras coisas, como ferraduras e latas”, explicou ao The Guardian.

Porém, o inesperado acabou por acontecer: “No terceiro dia encontrei o anel. Fiquei absolutamente pasmo. Tinha vasculhado uma área de 5.000 metros quadrados. Foi um golpe de sorte. Havia técnica envolvida, mas eu tive sorte”, sublinhou.

O achado surpreendeu a dona do anel que achou que nunca mais o iria ver. À BBC, Peggy confessou que “já não esperava ver o objeto”, dando-o como perdido para sempre.

Peggy casou em 1958, mas entretanto o seu marido, John, já faleceu.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.