Afinal, sorrir pode não ser um sinónimo de alegria universal

SXC

-

Um estudo realizado na Papua Nova Guiné sugere que as expressões faciais das emoções podem não ser universais.

Uma equipa de investigadores da Universidade Autónoma de Madrid, em Espanha, descobriu que há um povo da Papua Nova Guiné que não associa um sorriso à sensação de alegria.

Segundo o El País, a comunidade das ilhas Trobriand sempre foi muito associada à promiscuidade e à liberdade sexual mas os cientistas espanhóis podem ter descoberto algo bem mais importante.

Em algumas das aldeias, um sorriso é “interpretado como um convite social, como a magia da atração”, explica o psicólogo José Miguel Fernández Dols, líder da investigação.

Esta pode vir a ser uma descoberta maior do que o seu tempo, como explica o diário espanhol, uma vez que a comunidade científica sempre acreditou que as expressões faciais associadas às emoções não eram determinadas pela cultura em que se vive mas sim pela origem biológica e são universais.

O pai desta “Teoria da Universalidade” é o psicólogo norte-americano Paul Ekman, que defende que as cinco emoções – alegria, tristeza, raiva, medo e nojo – podem ser reconhecidas pelos 7.400 milhões de habitantes do planeta Terra.

Para comprovar esta nova possibilidade, a equipa de Dols estudou os rostos de dezenas de pessoas em várias situações como, por exemplo, atletas olímpicos a receber a medalha de ouro, pessoas a ter um orgasmo, lutadores de judo a ganhar as suas provas, adeptos de futebol a festejar e até de toureiros em plena arena.

As conclusões a que chegaram, agora publicadas na revista científica JEP, é que as expressões faciais, tal como o sorriso, são muito mais ferramentas de interação social do que uma simples representação de uma emoção básica interna.

“As expressões faciais são estratégias interativas. Por exemplo, as crianças, quando caem, só choram quando veem a sua mãe”, explica o psicólogo.

O psicólogo Carlos Crivelli, que também esteve envolvido na pesquisa, e o antropólogo Sergio Jarillo, do Museu de História Natural de Nova Iorque, foram então tentar provar a nova teoria.

Juntos mostraram a 68 crianças e adolescentes das ilhas Trobriand seis fotografias com expressões típicas de alegria , tristeza, raiva, medo e nojo, assim como um rosto neutro. De seguida, fizeram o mesmo a 113 jovens residentes em Madrid.

Em Trobriand, apenas 58% dos participantes associaram o sorriso à alegria, enquanto 46% ligou à tristeza, 31% com o medo, 25% no nojo e 7% na raiva.

Em Matemo, uma ilha perdida em Moçambique, os investigadores obtiveram resultados semelhantes. Na capital espanhola, a maioria dos participantes agruparam as emoções básicas com as suas supostas expressões faciais universais.

“O conceito de emoção básica é popular mas não é necessariamente científico”, declara Dols ao jornal espanhol.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Descoberta enguia que tem a maior descarga elétrica alguma vez vista

Foram descobertas duas novas espécies de enguias elétricas (Electrophorus electricus), sendo que uma delas tem a maior descarga elétrica alguma vez vista num animal, com uma potência de 850 volts. Podendo chegar a 2,5 metros de …

Nova tecnologia consegue gerar eletricidade através das noites frias

Cientistas da Universidade de Stanford e da Universidade da Califórnia em Los Angeles construíram um dispositivo que consegue gerar eletricidade através do frio sentido durante a noite. Há dois anos, numa noite gelada de dezembro, num telhado da Califórnia, …

Descoberto um mundo subterrâneo perdido no meio da Antártida

Durante as primeiras expedições na Antártida, exploradores polares descobriram uma caverna de gelo "perdida" com três andares, vários lagos e um rio. A formação geológica foi encontrada na ilha Galindez, onde estão baseados os exploradores da …

Boavista 1-1 Sporting | Duelo felino de portas fechadas

O Sporting foi ao Estádio do Bessa perder mais dois pontos. Após a derrota em casa com o Rio Ave na ronda anterior, que valeu o despedimento a Marcel Keizer, Leonel Pontes estreou-se no banco …

Durante a Guerra Fria, os melhores agentes da CIA não eram humanos

A CIA desclassificou dezenas de documentos da época da Guerra Fria, que revelam detalhes das suas missões. A agência de inteligência norte-americana não apostava só em humanos. De acordo com a agência France-Press, os documentos revelam …

Israel vai (outra vez) a votos e Netanyahu enfrenta novo teste à sobrevivência política

Benjamin Netanyahu, o primeiro-ministro há mais tempo em funções em Israel, enfrenta um novo teste à sua capacidade de sobrevivência nas legislativas de terça-feira e não tem desperdiçado oportunidades para atrair eleitores. As questões de segurança …

Hugo Soares na campanha, "para que o resultado do PSD possa ser o melhor possível"

O deputado e ex-líder parlamentar do PSD Hugo Soares manifestou-se disponível para fazer campanha pelo partido "sempre que for convidado", como aconteceu este sábado, em Pombal, a convite da cabeça-de-lista por Leiria Margarida Balseiro Lopes. O …

Portimonense 2-3 Porto | Susto resolvido nos descontos

O FC Porto sofreu a bom sofrer para somar os três pontos no Algarve. Os dragões acabaram por chegar à vitória aos 98 minutos, por Iván Marcano, colocando lógica no marcador, se tivermos em conta …

Astrónomos viram "bolhas" gigantes no buraco negro da Via Láctea

Uma equipa internacional de astrónomos descobriu um dos maiores fenómenos já observados no centro da Via Láctea: duas "bolhas" gigantes, emissoras de ondas de rádio, acima e abaixo da região central da nossa galáxia. Segundo o …

Aveiro. Há 170 casos de violência doméstica parados por falta de magistrados

Uma procuradora com 170 casos de violência doméstica em mãos entrou de baixa e o Ministério Público de Aveiro não tinha magistrados para a substituir. Segundo o Jornal de Notícias, mais de 170 inquéritos sobre violência …