A Terra “engordou” à custa dos planetas e pequenas luas que engoliu

Um estudo dos primeiros tempos de existência do planeta Terra provou recentemente que a contribuição dos planetesimais, ou protoplanetas, no desenvolvimento do nosso planeta é maior do que se acreditava anteriormente.

Uma equipa de cientistas liderada por Simone Marchi, cientista do Southwest Research Institute, no Colorado, EUA, usou um método computacional, conhecido como hidrodinâmica de partículas suavizadas, para simular um período violento da vida da Terra, imediatamente após a formação da Lua.

Segundo a revista Cosmos, a formação do planeta Terra e da Lua deu-se após a colisão de um protoplaneta, aproximadamente do tamanho de Marte, com outro protoplaneta do tamanho atual do planeta Terra.

Depois da colisão, a Terra foi bombardeada por planetesimais que, a partir de aglomerados de matéria interestelar, formaram rochas que variavam de tamanho: desde o tamanho de um grão de areia até rochas com mais de três mil quilómetros de extensão.

Os planetesimais desempenharam, assim, um papel fundamental na formação de planetas no sistema solar, já que, para além de terem acrescentado massa, acrescentaram também um conjunto de elementos, chamados “siderófilos”, que inclui ouro, platina e prata.

Modelos anteriores sugeriram que, quando os planetesimais atingiram a Terra, a massa se dispersou e acabou por se integrar no manto do planeta. Estimava-se que a matéria planetesimal representasse, aproximadamente, 0,5% da massa do planeta Terra.

No entanto, este novo estudo, publicado esta segunda-feira na revista Nature Geoscience, veio provar que a matéria planetesimal que constitui a percentagem da massa do nosso planeta é pelo menos cinco vezes maior do que a estimativa anterior: 2,5%.

Os cientistas acreditam que os planetesimais são diferenciados, tendo uma camada externa de silicato e um núcleo de ferro. Para descobrir como atingiram a Terra, estimaram os impactos, usando uma variedade de ângulos de entrada combinada com diferentes velocidades.

As experiências revelaram que os planetesimais não se fragmentaram perto da superfície do nosso planeta. Em vez disso, os seus elementos de ferro perfuraram o manto do planeta e atingiram o núcleo, aumentando assim a massa da Terra.

ZAP // Cosmos / RT

PARTILHAR

RESPONDER

Em Málaga, pode comer-se o pão mais caro do mundo. É feito com ouro e prata

É na padaria espanhola Pan Piña que se confeciona aquele que é, de momento, o pão mais caro de todo o mundo. Este é vendido por uma quantia que pode chegar até aos 3.700 euros …

Novas evidências apontam eventual localização dos destroços do MH370. Jornalista sugere que foi abatido

O chefe da busca fracassada pelo voo MH370 da Malaysia Airlines está a pedir um novo inquérito com base em novas evidências que podem finalmente resolver o mistério do desaparecimento da aeronave há sete anos. De …

Cidade nos EUA testou o rendimento básico universal. "Os números foram incríveis"

Além de a percentagem de pessoas que tinham um emprego a tempo inteiro ter subido, os participantes da iniciativa também relataram sentir-se menos ansiosos. De acordo com o estudo publicado esta quarta-feira, citado pela agência …

Belenenses 0-3 Benfica | Vendaval suíço após o descanso

O Benfica venceu o dérbi com a Belenenses SAD, em jogo a contar para 22ª jornada da Liga NOS, por 3-0. Uma partida que teve uma primeira parte mal jogada e com muitas dificuldades para as …

Investigador apresenta nova geração de drones minúsculos e ágeis. São inspirados em mosquitos

Os mosquitos são insetos incrivelmente acrobáticos e resistentes durante o voo, o que os ajuda a navegar entre rajadas de vento, obstáculos e incertezas. Agora, uma equipa de investigadores construiu um sistema que se aproxima …

OMS considera que a pandemia podia ter sido evitada se alguns países não tivessem sido lentos a reagir

O diretor-geral da OMS afirmou esta segunda-feira que alguns países reagiram lentamente à declaração de emergência sanitária global em janeiro de 2020, desperdiçando-se uma "janela de oportunidade" para evitar a pandemia de covid-19. "A 30 de …

Louvre recupera armadura do século XVI roubada há quase 40 anos

O peitoral e o capacete elaboradamente decorados, que estavam desaparecidos desde 1983, datam do século XVI e voltaram finalmente ao museu do Louvre, em França. Quase quatro décadas depois, um peitoral e um capacete do século …

Queixas por cibercrime disparam. Fraude com MB Way foi o crime mais denunciado

O Ministério Público (MP) da Comarca de Lisboa registou 6676 denúncias por crimes informáticos em 2020, um aumento de 15% (mais 998) face a 2019. MB Way é um dos sistemas onde estão associadas mais …

Centro Hospitalar Lisboa Norte vai alargar uso de medicamento para fibrose quística a mais cinco doentes

O diretor clínico do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), Luís Pinheiro, disse hoje que a instituição já usa há cerca de um mês um novo medicamento para a fibrose quística, que poderá chegar em …

No Porto, haverá transporte para vacinação disponível para todos a partir de terça-feira

Todos os munícipes do Porto que forem convocados no âmbito do plano de vacinação contra a covid-19 vão poder usufruir de um programa de transporte em colaboração com as centrais de táxis, anunciou hoje a …