Com 8 anos e problemas cardíacos, Roxy é a mais jovem de sempre a escalar o Kilimanjaro

A pequena Roxy Getter acabou de se tornar a pessoa mais jovem de sempre a subir o pico do Monte Kilimanjaro.

Roxy, de 8 anos, e o irmão Ben, de 10, tiveram no passado problemas cardíacos, e os pais conversaram com um cardiologista antes da subida ao famoso Monte Kilimanjaro, para se certificar de que não haveria problemas ou riscos para a saúde dos jovens escaladores.

Iniciado o desafio ao Kilimanjaro, na Tanzânia, as duas crianças surpreenderam toda a gente. Segundo dizem os pais, Roxy e Ben nunca se queixaram, ao longo de uma caminhada de 5 dias.

Na verdade, a alegria das duas crianças foi um estímulo para que todos conseguissem superar a caminhada, a uma altitude de 5895 metros acima do nível do mar. Além dos problemas cardíacos de Roxy e Ben, a família tinha ainda uma outra desvantagem: nunca sequer tinham acampado antes!

Embora tivesse o hábito de caminhar activamente quando vivia no Arizona, a família mudou-se recentemente para a Florida, onde o único exercício que poderia ajudá-los a preparar a caminhada na trilha da montanha tanzaniana era… subir escadas.

Conquistar a montanha mais alta da África pode ter sido um esforço extenuante, mas a família diz que tudo valeu a pena. E provavelmente, terá valido à pequena Roxy uma entrada directa no Livro Guinness dos Recordes na categoria “pessoa mais jovem a escalar o Kilimanjaro”… com ou sem problemas cardíacos.

O Monte Kilimanjaro, ou Oldoinyo Oibor, que significa “montanha branca” em Masai, situa-se no norte da Tanzânia, junto à fronteira com o Quénia, e é o ponto mais alto de África, com uma altura de 5 895m no Pico Uhuru.  O antigo vulcão, com o topo coberto de neve, ergue-se no meio de uma planície de savana, oferecendo um espectáculo único.

  ZAP // Ciberia

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.