2012 TC4: está a chegar o asteróide que afinal nos vai salvar a todos

A NASA prepara-se para testar o sistema de deteção de asteróides e defesa para a Terra com a passagem do asteróide 2012 TC4 a uma distância relativamente próxima.

O Sistema Solar está cheio de “pedaços” de rochas espaciais que se aproximam em diferentes órbitas e velocidades. Não será até grande novidade que um desses “calhaus” se possa aproximar numa trajetória menos favorável à Terra.

Na verdade, um cenário apocalíptico seria bastante improvável: existe uma em dez mil possibilidades de esse cenário se tornar real. Mesmo assim, a agência espacial norte-americana mantém os olhos bem abertos – não vá o diabo tecê-las.

Por isso, os cientistas da NASA estão entusiasmados com a aproximação de um asteróide à Terra em outubro. Não, não é a missão suicida que aparenta: finalmente, os cientistas vão poder testar os sistemas de deteção e defesa, caso uma destas rochas espaciais passe, mais tarde, mais próximo do planeta azul, segundo o Futurism.

Para já, não parece haver razões para preocupação: o asteróide 2012 TC4 já não é um estreante, uma vez que já tinha passado próximo da Terra em 2012, dando aos cientistas uma janela de sete dias para fazer observações e estudá-lo.

Agora, o “calhau” com cerca de 10-30 metros de largura volta a passar com segurança, a uma distância de 6.800 quilómetros da Terra, distância calculada a partir da primeira aparição que, além disso, permitiu também calcular que rasaria a Terra novamente no dia 12 de outubro deste ano.

Com estas informações, os cientistas preparam-se não só para atualizar informação e observações sobre o objeto em particular, mas também para testar estratégias de defesa contra os asteróides.

Segundo Michael Kelley, um dos cientistas da NASA a trabalhar no projeto, desta vez “adicionamos um esforço extra, ao usar este ‘flyby’ de asteróides para testar a rede mundial de deteção e defesa contra asteróides, para avaliar a nossa capacidade de trabalho para encontrar uma potencial ameaça real de asteróides”.

Esta é a primeira vez que os investigadores da NASA conseguem usar um verdadeiro asteróide para testar os seus esforços de defesa planetária, que envolvem astrónomos de todo o mundo.

O Escritório de Coordenação de Defesa Planetária só foi criado no ano passado, com o objetivo de olhar para qualquer objeto próximo da Terra que seja grande o suficiente e/ou próximo o suficiente para representar um risco para nós.

Só em outubro passado, os novos sistemas de monitorização espacial do escritório foram capazes de confirmar um inesperado ‘flyby’ de asteróides, e a sua capacidade de calcular o tempo, risco e rota de voo potencial. Agora os investigadores podem realmente planear a coordenação das atividades.

“Este é um esforço de equipa que envolve mais de uma dúzia de observatórios, universidades e laboratórios em todo o mundo para que possamos aprender em conjunto os pontos fortes e as limitações das nossas capacidades de observação de objetos próximos da Terra”, diz Vishnu Reddy, da Universidade do Arizona, nos EUA, que coordenará o exercício.

Embora com a certeza de que o TC4 não vai esmagar na Terra, há tão poucos astrónomos a conhecer a órbita que este é de facto um teste das estratégias que podem melhorar a capacidade de rastrear e prever objetos próximos da Terra.

“Cabe a cada observatório obter uma correção no asteróide à medida que ele se aproxima e trabalhar em conjunto para obter observações de acompanhamento para fazer as mais ‘refinadas’ determinações possíveis”, explica Paul Chodas, do Centro de Estudos de Objetos Próximos da Terra da NASA.

Mesmo que, até agora, um apocalipse espacial seja relativamente improvável, os esforços da NASA para detetar e catalogar tantos asteróides quanto possível é louvável – foram precisos apenas alguns detritos espaciais para acabar com os dinossauros.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Toupeira" do Insight está a mover-se novamente

O módulo Insight da agência espacial norte-americana (NASA) usou o seu braço robótico para ajudar a sua sonda de calor, conhecida como "toupeira", a cavar quase 2 centímetros na semana passada. Embora modesto, este movimento …

A maioria das bruxas eram mulheres, porque a caça às bruxas servia para perseguir os fracos

Ao longo da história, "caça às bruxas" sempre foi um termo usado para ridicularizar tudo, desde investigações de agressões sexual a alegações de corrupção. Quando nos referimos a bruxas, geralmente não estamos a falar de mulheres …

Benfica 2 vs 1 Lyon | Merci beaucoup, monsieur Lopes!

O Benfica somou os primeiros três pontos na Liga dos Campeões 19/20, ao bater o Lyon por 2-1 em casa. Os “encarnados” entraram a vencer bem cedo, ameaçaram sucumbir à reacção visitante, mas, a cinco minutos …

Um ano depois do colapso, a ponte de Génova começa a ganhar uma nova vida

Génova está a reconstruir a ponte que, no ano passado, desabou e provocou 43 mortos. O novo projeto vai ter um caminho pedonal e um parque memorial para homenagear as vítimas deste desastre. No dia 14 …

"Capa de invisibilidade". Novo material permite ocultar objetos

A empresa canadiana fabricante de uniformes de camuflagem para militares, HyperStealth Biotechnology, anunciou quatro pedidos de patente, todos relacionados com o Quantum Stealth. O material também é chamado de "capa de invisibilidade". O inventor dos quatro …

Jovem português quer ser o primeiro a dar a volta ao mundo numa moto de 125cc

O jovem português com o recorde de primeiro do mundo a percorrer a América do Sul numa moto de 125 centímetros cúbicos (cc) anunciou hoje que em 2020 tentará registar a mais longa volta ao …

Um grupo de manifestantes cantou o Baby Shark para acalmar um bebé durante um protesto no Líbano

No meio de uma das maiores manifestações do Líbano dos últimos cinco anos, uma mãe avisou os participantes do protesto que o seu filho estava assustado. A reação do grupo de manifestantes foi inesperada. Robin, de …

Tame Impala preparam lançamento de novo álbum

Ao que tudo indica, os Tame Impala preparam-se para lançar um novo álbum ainda este ano. As suspeitas surgem após a banda ter partilhado uma espécie de teaser no seu site oficial. Os Tame Impala divulgaram …

União Europeia favorável a nova extensão do Brexit mas ainda sem resposta para Londres

Os 27 Estados-membros da União Europeia são favoráveis a um novo adiamento do ‘Brexit’, solicitado pelo governo britânico, mas ainda discutem a sua extensão e as conversações prosseguirão no final da semana, revelaram fontes europeias. O …

A maior família do Reino Unido vai crescer. Vem aí o 22º filho

A família Radford, conhecida como a maior do Reino Unido, anunciou através de um vídeo no YouTube que estão à espera do 22.º filho. A família Radford vive em Morecambe, Inglaterra, e anunciou através do seu …