Viagens expresso no Sistema Solar. Nave espacial pode chegar a Titã em apenas 2 anos

Uma equipa de cientistas está a trabalhar num propulsor de nave espacial que, segundo eles, poderia alcançar a misteriosa lua de Saturno, Titã, em menos da metade do tempo que o satélite Cassini demoraria.

Apesar de sua difícil transição para uma fonte de energia confiável, as reações nucleares que fornecem energia ao sol têm uma ampla variedade de usos noutros campos. O mais óbvio está nas armas, onde as bombas de hidrogénio são até hoje as armas mais poderosas que já produzimos. Porém, há outro uso que é muito menos destrutivo.

De acordo com o Universe Today, o conceito de unidade de fusão, chamada unidade de fusão direta (ou DFD), está em desenvolvimento no Princeton Plasma Physics Laboratory (PPPL).

Cientistas e engenheiros, liderados por Samuel Cohen, estão a trabalhar na segunda iteração dele, conhecida como configuração reversa do campo de Princeton-2 (PFRC-2). Eventualmente, os investigadores esperam lançá-lo no Espaço para teste e, eventualmente, tornar-se o sistema de accionamento principal de espaçonaves a viajar por todo o nosso Sistema Solar.

Já existe um alvo particularmente interessante no Sistema Solar externo que é semelhante à Terra em muitos aspectos – Titã. Os seus ciclos líquidos e potencial para abrigar vida fascinaram os cientistas desde que começaram a colher dados sobre ela.

Se utilizarmos adequadamente o DFD, poderemos enviar uma sonda para a misteriosa lua de Saturno em pouco menos de dois anos, de acordo com um estudo ainda não publicado feito por uma equipa de engenheiros aeroespaciais do departamento de Física do New York City College of Technology, liderado por Roman Kezerashvili e acompanhado por Paolo Aime e Marco Gajeri.

A equipa descobriu que uma nave movida a fusão poderia apresentar o melhor dos dois mundos: teria a eficiência energética de um motor elétrico com o impulso poderoso de um movido a combustível.

Como a unidade de fusão também seria capaz de fornecer energia à espaçonave durante toda a sua missão, não precisaria de carregar geradores separados.

A Cassini, a última missão famosa a visitar o sistema de Saturno, usou uma série de assistências gravitacionais entre Vénus e a Terra para chegar ao seu destino, uma jornada que durou quase sete anos.

Esta hipótese é especulativa, mas o Universe Today argumenta que os cientistas que trabalham com propulsores de fusão têm tempo: a Terra e Titã não se alinharão na posição ideal para um lançamento até o ano 2046.

Assim, os cientistas ainda têm tempo para desenvolver a tecnologia.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Falta de transparência". Sindicato acusa Ryanair de violar Código do Trabalho com despedimento coletivo no Porto

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) acusou a Ryanair de violar o Código do Trabalho, ao iniciar um despedimento coletivo na base do Porto enquanto promove cursos de formação para …

Supremo arrasa MP no e-toupeira. Espião do Benfica safa-se de quase todos os crimes

O Supremo Tribunal de Justiça deixou cair a maioria dos crimes no que se refere ao funcionário judicial do Tribunal de Guimarães Júlio Loureiro, conhecido como o espião do Benfica no caso e-toupeira, deixando reparos …

Espanha, França e Bélgica com descida de casos. Itália limita Natal e Madrid cancela festas de Ano Novo

Madrid, assim como Paris e Bruxelas, têm boas notícias - mas não o suficiente para suavizar medidas. Já em Itália há restrições adicionais e a cidade de Londres também considera também passar ao nível três, …

UE dá exemplo de Portugal para defender salário mínimo europeu

O comissário europeu do Emprego, Nicolas Schmit, diz esperar um acordo ou pelo menos "bastante progresso" sobre a proposta comunitária para garantir salários mínimos adequados em todos os Estados-membros da União Europeia (UE) e dá …

Na primeira fase, será possível administrar 400 mil doses de vacinas “numa semana a dez dias”. Segunda ronda pode ser crítica

Os especialistas já fazem previsões. Se por um lado a primeira fase da vacinação contra a covid-19 se adivinha rápida, a segunda será poderá ser muito complicada. Os representantes dos profissionais dos centros de saúde - …

Bruxelas conclui que Zona Franca da Madeira violou regras e quer devolução das "ajudas indevidas"

A Comissão Europeia (CE) conclui que o regime da Zona Franca da Madeira (ZFM) desrespeitou as regras de ajudas estatais, pois abrangeu empresas que não contribuíram para o desenvolvimento da região, pelo que Portugal deve …

Chuva de críticas ao plano nacional de vacinação: "É vasto em imprecisões e impreparações"

Francisco Rodrigues dos Santos considerou que "faltou planeamento" no plano de vacinação português e observou que "basta comparar" com aqueles anunciados "na Alemanha, no Reino Unido ou em Espanha para perceber que há diferenças abismais". O …

O corpo ideal? O mistério das enigmáticas figuras pré-históricas de Vénus pode ter sido resolvido

Um dos primeiros exemplos mundiais de arte, as enigmáticas estatuetas de "Vénus" esculpidas há cerca de 30 mil anos, intrigaram os cientistas durante quase dois séculos. Agora, o mistério das estranhas figuras pode ter sido …

Nova geringonça à vista? Rui Rio mostra-se disposto a governar mesmo sem vencer eleições

São muitos os sinais que tem dado. Rui Rio está disponível para liderar uma futura maioria de direita se esta vier a surgir no quadro de futuras eleições legislativas - mesmo que o PSD seja …

Cientistas encontram nova criatura gelatinosa no fundo do mar (mas podem nunca mais voltar a vê-la)

Uma equipa de investigadores da Administração Nacional de Pesca Oceânica e Atmosférica (NOAA) revelou que descobriu Duobrachium sparksae, uma nova espécie de ctenóforo - ou águas-vivas-de-pente. A descoberta foi feita remotamente usando imagens de vídeo de …