Sporting: Paulinho está muito bem, Amorim não quer novo avançado

Manuel de Almeida / Lusa

Avançado em destaque na Taça da Liga, tal como a equipa no global. Campeonato volta a Alvalade nesta semana.

Ainda é cedo para confirmar que o Natal trouxe um Sporting melhor, até porque o campeonato ainda não voltou a Alvalade.

O regresso aos jogos da I Liga está marcado para esta quinta-feira (Paços de Ferreira, 21h15) mas, entretanto, jogou-se a Taça da Liga durante o Mundial 2022.

Com poucas baixas – apenas quatro convocados para o torneio no Qatar – o Sporting foi implacável na Taça da Liga, até agora.

Goleadas de 6-0 contra o Farense, 5-0 frente a Marítimo e Sporting de Braga (este já nos quartos-de-final), todas em casa; e vitória fora por 2-0 contra o Rio Ave.

Quatro jogos, três deles na fase de grupos, quatro triunfos: 18 golos marcados, zero sofridos e presença na final a quatro da competição. A meia-final será com o Arouca.

Nos últimos seis jogos o Sporting venceu sempre. A última derrota foi no dia 1 de Novembro, no afastamento da Liga dos Campeões (1-2 na recepção ao Eintracht Frankfurt).

Toda a equipa esteve claramente acima do resto da época mas um jogador destacou-se: Paulinho.

O avançado marcou seis golos em três jogos: dois frente ao Farense, três diante do Marítimo (em 30 minutos) e um contra o Sporting de Braga. Só não marcou em Vila do Conde.

Depois destes números e das suas boas exibições, Rúben Amorim ficou convencido e não deve querer contratar um avançado em Janeiro, informa o jornal Correio da Manhã.

Antes desta sequência de quatro jogos, o treinador do Sporting teria pedido à direcção um avançado, precisamente para potenciar a competitividade de Paulinho, mas agora não quer reforçar o ataque, sector que passou a funcionar muito bem.

Além disso, Jovane Cabral, que também jogou nos quatro compromissos da Taça da Liga, também tem melhorado (mesmo sem ter marcado qualquer golo).

Se os 8 milhões de euros – previstos para o novo avançado – forem gastos, será num jogador para outro sector.

O presidente Frederico Varandas não está inclinado para vender qualquer passe em Janeiro.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.