Quantas bolhas há num copo de cerveja? A Ciência desvendou o mistério

Uma dupla de físico-químicos da Universidade de Reims Champagne-Ardenne, em França, revelou quantas bolhas existem dentro de um copo de cerveja.

A cerveja é uma das bebidas alcoólicas mais populares do mundo. Depois de despejar cerveja num copo, fluxos de pequenas bolhas aparecem e começam a subir, formando um topo espumoso. À medida que as bolhas rebentam, o dióxido de carbono libertado concede à bebida o sabor desejável.

Mas quantas bolhas existem num copo de cerveja?

Gérard Liger-Belair, professor de físico-química na Universidade de Reims Champagne-Ardenne, em França, já tinha determinado que, numa taça de champanhe, se podem formar cerca de um milhão de bolhas, mas os cientistas não sabiam o número de bolhas libertadas pela cerveja.

Com esta questão em mente, Liger-Belair e Clara Cilindre, também professora na mesma universidade francesa, quiseram investigar, conta o Phys.

As cervejas de sabor leve são produzidas através de um processo de fermentação frio, convertendo os açúcares dos grãos maltados em álcool e dióxido de carbono.

Durante a embalagem comercial, pode ser adicionada mais carbonatação para obter o nível desejado de efervescência. É por isso que garrafas e latas de cerveja chiam quando são abertas e libertam bolhas de um micrómetro quando despejadas num copo.

As bolhas são importantes elementos sensoriais da degustação de cerveja, semelhantes aos vinhos espumantes, uma vez que transportam compostos aromáticos.

Os cientistas mediram a quantidade de dióxido de carbono dissolvido numa cerveja comercial logo depois de despejá-la num copo inclinado. Em seguida, usando esse valor e uma temperatura de degustação padrão de 5,5ºC, calcularam que o gás dissolvido agregar-se-ia espontaneamente para formar fluxos de bolhas onde quer que as fendas e cavidades no vidro tivessem mais de 1,4 micrómetros de largura.

Fotografias de alta velocidade mostraram que as bolhas aumentavam de volume à medida que flutuaram para a superfície, capturando e transportando gás dissolvido para o ar acima da bebida.

À medida que a concentração de gás restante diminuía, as bolhas acabavam por cessar.

Os investigadores estimaram que poderia haver entre 200 mil e dois milhões de bolhas libertadas antes de se esvaziar meio litro de cerveja.

A equipa alertou também que os defeitos de um copo influenciam a cerveja e o champanhe de forma diferente, sendo que se formam mais bolhas na cerveja do que no champanhe.

O estudo foi publicado este mês na revista científica ACS Omega.

Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Não é que fiquei esclarecido? Já sei que, num copo de cerveja de meio litro, há entre 200 mil e dois milhões de bolhas. E isto que é um tema tão importante para a minha vida e para a sobrevivência das espécies!

  2. A minha fé na ciência está a aumentar a passos largos. Qualquer dia vou poder saber quantos grãos de pó tenho na alcatifa!..

  3. Boa! Entre 200 mil e dois milhões de bolhas em meio litro de cerveja! Toda a minha vida desejei saber isso! Já vou poder dormir descansado!!!!

    Não têm mais nada que fazer? Se não têm, podem ajudar-me no meu trabalho que bem preciso!

  4. Perde-se tanto em investigações inuteis.
    O mundo não evolui.
    Ficou parado no tempo.
    Estes tipos tem produtividade = 0

  5. O Prof. Gérard Liger Belair deveria calcular a quantidade de grãos de areia que tem as praias e o total de estrelas que tem o Universo. As bolhas que existem num copo de cerveja, qualquer que seja o tamanho do copo, e a depender do “porre” , o bêbado do bar da esquina calcula facilmente , sem precisar de reações químicas em laboratórios. [email protected]

RESPONDER

Estoril 0-1 Sporting | Figueira deu o fruto que saciou o leão

Foi preciso surgir um erro crasso do guarda-redes estorilista (até então a fazer uma belíssima exibição) para o campeão nacional poder respirar de alívio e festejar a quarta vitória na Liga, esquecendo por agora a …

A tinta mais branca do mundo ajuda a poupar energia nas casas - e pode eliminar de vez o ar condicionado

Uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue desenvolveu uma tinta tão branca que revestir um prédio com ela pode reduzir, ou até mesmo eliminar, a necessidade de ter ar condicionado. Depois de testar mais de …

Costa promete "lição exemplar" à Galp depois de "tanto disparate" em Matosinhos

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou hoje que “era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade” como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma “lição exemplar” à empresa. Falando em …

Porto 5-0 Moreirense | Días, Taremi e Fábio, o trio maravilha

O Porto foi o primeiro dos “grandes” a entrar em campo e deu o mote, e que mote. Os “dragões” receberam o Moreirense e golearam sem apelo nem agravo, por 5-0, graças a uma segunda …

Ronaldo volta a marcar pelo United em jogo com final frenético

O português Cristiano Ronaldo voltou hoje a marcar pelo Manchester United, mas foram Lingaard e David de Gea que ‘brilharam’ na vitória sobre o West Ham, por 2-1, em jogo da quinta jornada da Liga …

O Cumbre Vieja, num dos complexos vulcânicos mais ativos nas Canárias, entrou em erupção

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. Na zona, …

Portugal regista 677 novos casos de covid-19 e cinco mortes

Portugal registou, este domingo, 677 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Estudo mostra como diferentes espécies de polvos coexistem no mesmo ambiente

Existem mais de 300 espécies de polvos a viver em diversos habitats que abrangem recifes de coral, leitos de ervas marinhas, planícies de areia e regiões de gelo polar. Mas de que forma cefalópodes tão …

As máquinas estão "muito longe" de serem mais inteligentes (mas muito perto de agir como pessoas)

A especialista em inteligência artificial Daniela Braga considera que as máquinas estão "muito longe" de substituírem totalmente os humanos ou serem mais inteligentes, mas estão "muito perto" de interagirem como as pessoas. "Acho que estamos muito …

Secreto e lucrativo, o mercado de venda de "fezes de cachalote" pode também ser violento

O âmbar cinza é altamente raro, mas também altamente valioso. Usada na indústria dos perfumes, o mercado deste material pode ser muito perigoso. Deixa na pele uma resina oleosa e tem um cheiro a tabaco, madeira, …