A agricultura do Neolítico fez nascer o “f” e o “v”

World Bank Photo Collection / Flickr

A fala humana tem mais de 2.000 sons diferentes, mas porque é que uns são mais comuns do que outros? Um novo estudo revela que alterações na dieta proporcionaram mudanças na mordida humana que, por sua vez, levaram a novos sons.

Segundo um recente estudo, publicado na Science, as letras “f” e “v” são dois exemplos de sons que foram introduzidos recentemente no discurso dos humanos, uma espécie de “aquisição” que não fazia parte da base sonora que se pensava ter sido estabelecida com o aparecimento do Homo Sapiens, há 300 mil anos.

Os cientistas defendem que a dieta de alimentos mais suaves mudou a mordida das arcadas dentárias que, por sua vez, moldou a nossa fala levando novos sons em idiomas de todo o mundo.

Até agora, pensava-se que a gama de sons que serve de base ao discurso humano foi estabelecida com o surgimento do Homo Sapiens, independentemente de quaisquer mudanças na biologia humana após esse período, mas este estudo contraria essa ideia.

Esta nova perspetiva surge inspirada pela “observação feita pelo linguista Charles Hockett, em 1985, em que as línguas que promovem sons como ‘f’ e ‘v’ são frequentemente encontradas em sociedades com acesso a alimentos suaves“.

Em comunicado citado pelo Público, o co-primeiro autor, Damián Blasi, argumenta que “há várias correlações superficiais que existem sobre a linguagem que são ilegítimas, e o comportamento linguístico, como a pronúncia, não fossiliza”.

Desta forma, os cientistas perceberam que os sons da fala foram moldados por mudanças na mordida humana, à medida que os humanos deixaram de ser caçadores-recoletores e se dedicavam à agricultura. Com a ajuda de várias ferramentas, a equipa observou “uma mudança na estrutura dentária do adulto” com um reposicionamento dos dentes superiores.

Segundo os cientistas, em vez da mordida normal, em que os dentes tocam uns nos outros de forma alinhada e que era necessária para alimentos mais rígidos e difíceis, as arcadas dentárias dos adultos terão mantido a posição da mordida juvenil, um tipo de mordida cruzada, com os dentes superiores ligeiramente mais à frente dos inferiores.

Foi assim que nasceu “uma nova classe de sons da fala”.

“Essa classe de sons, agora encontrada em metade das línguas do mundo, é conhecida como labiodentais – ou sons feitos ao tocar o lábio inferior nos dentes superiores, por exemplo, ao pronunciar a letra “f””, adiantam os cientistas em comunicado.

“Nós apresentamos evidências de paleoantropologia, biomecânica da fala, etnografia e linguística histórica que mostram que os sons labiodentais (como ‘f’ e ‘v’) foram introduzidos após o Neolítico“, concluem os cientistas no artigo científico.

Estas recentes descobertas sugerem que a linguagem é moldada não apenas por contingências da sua história, mas também por mudanças na biologia humana culturalmente induzidas.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Charlie" é o robô peixe-gato da CIA que permitiu pesquisas subaquáticas (e já realizou missões secretas)

De várias formas e tamanhos, os robôs têm sido sido muitas vezes usados por muitas entidades para trabalhos de pesquisa e investigação. A CIA não é exceção e por isso desenvolveu um peixe robótico chamado …

Possível obra de Banksy surge na parede de uma famosa prisão. Pode representar Oscar Wilde

Um graffiti possivelmente pintado pelo famoso artista de rua Banksy apareceu durante a noite no lado de fora de uma parede da prisão de Reading, no Reino Unido. Na madrugada desta segunda-feira, a obra foi avistada …

Na tentativa de tirar a selfie perfeita com um elefante, indiano acaba morto pelo animal

No passado domingo, dia 28 de fevereiro, um homem de 21 anos morreu enquanto tentava tirar uma selfie com um elefante. O animal andou a pairar por zona residencial e anteriormente já tinha matado uma …

Milhares de professores vacinados antes de médicos. Presidente do México acusado de fazer política com a vacinação

Milhares de professores do ensino público que lecionam nas zonas mais rurais do México foram vacinados contra o novo coronavírus antes dos profissionais de saúde que combatem a pandemia na mesma região. De acordo com …

Passageiros com documentos e teste de covid-19 falsificados detetados pelo SEF

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, no domingo, no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, três cidadãos portadores de documentação falsa, dois dos quais na partida de um voo com destino à República da …

Coronadiktatur, Gesichtskondom, Fussgruss. Os alemães inventaram milhares de palavras novas sobre a pandemia

O confinamento de quase quatro meses na Alemanha não colocou restrições ao seu idioma de palavras multissilábicas. Os alemães inventaram mais de 1.200 novas palavras para descrever as regras e realidades da vida em tempo …

Ordem coordena vacinação de 4000 médicos "deixados para trás"

A Ordem dos Médicos vai vacinar cerca de quatro mil médicos que trabalham em hospitais e clínicas privadas e que, por algum motivo, não foram vacinados na altura devida. De acordo com um comunicado da ordem, …

A mais recente turbina eólica chama-se Wind Catcher e é portátil

Uma empresa dinamarquesa decidiu inovar e desenvolver uma turbina eólica portátil. O Wind Catcher é mais leve, mais poderoso e mais fácil de usar do que qualquer outro sistema de energia eólica no mercado. O Wind …

Spike Lee vai produzir série documental para o 20.º aniversário dos atentados de 11 de setembro

O realizador Spike Lee está a preparar uma série documental para estrear no 20.º aniversário dos atentados do 11 de Setembro, um "retrato sem precedentes" dos nova-iorquinos e da capacidade de recuperação depois da destruição …

Guru de investimentos, Warren Buffett, assume ter cometido um "erro"

O bilionário norte-americano Warren Buffett, considerado o "guru" dos mercados de investimento, assumiu ter cometido um erro quando adquiriu, em 2016, a Precision Castparts por 32,1 mil milhões de euros. Na carta que escreve anualmente para …