Podemos mantém recusa em apoiar Governo exclusivamente socialista

GUE-NGL / Flickr

Pablo Iglesias, secretário-geral do Unidas Podemos

A extrema-esquerda espanhola voltou, esta quinta-feira, a recusar dar o seu apoio parlamentar a um Governo exclusivamente socialista, insistindo em fazer parte do Executivo.

Delegações do PSOE (Partido Socialista Espanhol) e Unidas Podemos (coligação de partidos da extrema-esquerda) voltaram a encontrar-se, esta quinta-feira, em Madrid para tentar desbloquear o impasse na formação do Governo.

A porta-voz adjunta do Podemos no Parlamento, Ione Belarra, manifestou a preocupação da sua formação após mais de quatro horas de reunião com o PSOE, criticando a posição “inamovível” dos socialistas que, segundo a representante, continuam a insistir numa solução de “partido único” no Governo.

“Estamos sinceramente preocupados, porque se limitaram basicamente a apresentar-nos um programa eleitoral”, disse Belarra no final do encontro.

Faltam 18 dias, até 23 de setembro, para o prazo-limite de dois meses que a Constituição confere aos grupos parlamentares para encontrarem uma solução para formar um Governo, depois da tentativa frustrada de investidura de Pedro Sánchez a 23 e 25 de julho.

PSOE e Unidas Podemos vão continuar nos próximos dias as conversações iniciadas depois das férias estivais, mas se o impasse se mantiver, o rei Felipe VI deverá marcar eleições para 10 de novembro, as quartas legislativas no espaço de quatro anos.

O secretário-geral do Unidas Podemos, Pablo Iglesias, já tinha avisado esta manhã que o seu partido continua a exigir ao PSOE uma coligação governamental com lugares ministeriais, nomeadamente nos ministérios do Trabalho e da Transição Energética.

O líder da extrema-esquerda espanhola reagiu assim à oferta feita pelos socialistas de lugares de direção em instituições do Estado, como o Centro de Investigação Sociológica (CIS) ou a Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV). “Não queremos que haja políticos no CIS, queremos que haja profissionais de reconhecido prestígio”, disse Iglesias.

O dirigente do Unidas Podemos defendeu que algumas das 370 medidas propostas “já foram aprovadas no Congresso dos Deputados” e insistiu na necessidade de governar de forma conjunta.

Sánchez apresentou, na terça-feira passada, uma proposta com 370 medidas para tentar convencer a coligação de extrema-esquerda a dar o seu apoio parlamentar a um Executivo da exclusiva responsabilidade do PSOE.

O Unidas Podemos exige fazer parte do Governo, enquanto o PSOE recusa esta possibilidade, preferindo apenas ter um acordo de apoio parlamentar com a coligação de partido de extrema-esquerda, uma solução “à portuguesa” como é denominada em Espanha.

O PSOE foi o partido mais votado nas eleições de 28 de abril, mas com menos de 30% dos votos precisa do apoio de outras formações políticas, sendo essencial a do Unidas Podemos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Resultados de Centeno são bons, mas o caminho para lá chegar não"

Assunção Cristas, líder do CDS, admitiu em entrevista ao Jornal de Negócios que os resultados do ministro das Finanças, Mário Centeno, são bons, mas a forma como foram alcançados não. Se a ex-professora universitária tivesse de …

Irão vai permitir que mulheres entrem nos estádios

A jovem iraniana Sahar Khodayari, de 29 anos, imolou-se em frente a um tribunal de Teerão depois de ter sido condenada a seis meses de prisão por tentar ir a um jogo. A sua morte …

Thomas Cook anuncia falência e obriga a repatriamento maciço de 600 mil turistas

O operador turístico britânico Thomas Cook anunciou falência depois de não ter conseguido encontrar, durante o fim de semana, fundos necessários para garantir a sua sobrevivência e, por isso, entrará em “liquidação imediata”. “Apesar dos esforços …

Dar à luz era mais fácil há 2 milhões de anos

Como humanos modernos, desenvolvemos a habilidade de caminhar em duas pernas e temos cérebros grandes. Estas características ajudam-nos a chegar à prateleira de cima e a resolver quebra-cabeças - mas vêm com um preço. As nossas …

Lotes de medicamentos para azia com possível carcinogénio retirados do mercado

O Infarmed ordenou este sábado a recolha e retirada imediata de uma série de lotes de medicamentos protetores gástricos contendo o princípio ativo ranitidina do mercado, depois de ter sido detetada a presença de uma …

Ator de Star Trek morre aos 50 anos

Aron Eisenberg, o Nog de Star Trek: Deep Space Nine, morreu este sábado, com apenas 50 anos. A causa de morte do ator ainda não foi revelada. Morreu Aron Eisenberg, ator que interpretou a personagem Nog, …

Mesmo que não beba, o seu fígado pode sofrer danos causados por álcool

A lesão hepática é uma das consequências bem conhecidas do consumo excessivo de álcool. Mas nem sempre é preciso beber para sofrer delas. Algumas bactérias intestinais produzem álcool e podem danificar o nosso fígado sem lhe …

Colisão gigante de asteróides no Espaço provocou um boom de vida na Terra

Os asteróides desempenharam um "papel divino" na história da vida na Terra. Um novo estudo sugere que um gigantesco boom de biodiversidade na Terra, há cerca de 470 milhões de anos, poderá ter acontecido devido …

Alguns planetas podem orbitar um buraco negro supermassivo em vez de uma estrela

Estamos habituados à ideia de que um planeta orbita estrelas. No entanto, estes corpos celestes podem também existir em torno de buracos negros supermassivos. Os cientistas já haviam adotado a ideia de que há planetas a …

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …