Asteróide Ryugu é semelhante a uma esponja gigante (e pode ter um núcleo denso escondido no interior)

Akademy / Flickr

Asteróide Ryugu numa imagem capturada pela nave espacial japonesa Hayabusa2

O rover espacial MASCOT conseguiu fazer medições que mostraram que, ao contrário do esperado, o asteróide Ryugu está vazio por dentro e a sua estrutura porosa é semelhante à de uma esponja.

A descoberta explica por que razão apenas um número extremamente pequeno de meteoritos deste tipo atinge a superfície da Terra.

Anteriormente, os astrónomos acreditavam que a superfície dos asteróides condritos do tipo C estava coberta de poeira fina e seixos cósmicos e que o seu interior era composto de rochas relativamente densas.

No entanto, de acordo com um estudo publicado a 15 de julho na revista Nature Astronomy, tudo aconteceu de maneira diferente quando a MASCOT investigou Ryugu e descobriu que apenas a sua superfície abrigava grandes rochas, enquanto o seu interior estava vazio.

“Ryugu surpreendeu-nos, só vimos grandes fragmentos no asteróide que são muito porosos e provavelmente muito frágeis”, disse Matthias Grott, um dos líderes da missão MASCOT, em comunicado. “Agora podemos confirmar que é muito provável que os fragmentos desses asteróides se quebrem ainda mais quando entram na atmosfera da Terra e, em geral, queimam completamente.” Isso significa que apenas os maiores fragmentos atingem a superfície da Terra.

Esta teoria também é confirmada pelo facto de que o asteróide aquece e arrefece muito lentamente quando a “manhã” e “noite” chegam nas regiões estudadas pela MASCOT. Por outro lado, os cientistas não excluem que um núcleo denso e sólido coberto por uma camada bastante espessa de rochas parcialmente divididas e esmagadas possa estar escondido por dentro.

Os astrónomos assinalam que, neste sentido, Ryugu é parecido com os cometas Churyumov-Gerasimenko e Hartley. Isto, por sua vez, indica que o objeto que originou o asteróide era constituído por material primário do sistema solar e era bastante grande, sendo que o seu diâmetro pode ter superado os 50 quilómetros. Se se confirmar essa teoria, Ryugu poderia ser um fragmento da crosta primária do “embrião” de um planeta.

 

Por outro lado, também é possível que o progenitor deste corpo celeste fosse um objeto relativamente pequeno, com aproximadamente um quilómetro de largura. Neste caso, deveria ter surgido nos primeiros momentos da vida da família planetária, quando o disco protoplanetário estava suficientemente quente para a existência de água líquida.

A nave espacial Hayabusa-2 foi lançada ao espaço no início de dezembro de 2014 para estudar, recolher e enviar amostras do asteroide Ryugu. A nave permaneceria perto do asteróide durante um ano e meio para recolher amostras de solo e para depois as trazer para a Terra.

Além disso, a Hayabusa-2 levou ao asteróide os rovers japoneses Rover-1A e Rover-1B, batizados de MINERVA-II-1, bem como o aparelho europeu MASCOT. Os primeiros atingiram a superfície do objeto espacial no final de setembro de 2018 e o MASCOT pousou no Ryugu em outubro.

O rover realizou com sucesso todas as tarefas científicas recolhendo os dados necessários e tirando fotografias para conhecer melhor o asteróide.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Amazon lança carrinhos de compras inteligentes para acabar com as filas

A gigante Amazon vai lançar carrinhos de compras inteligentes para evitar filas em lojas e supermercados, avança a emissora CNBC. Segundo a estação televisiva, os primeiros carrinhos inteligentes vão ser testados numa mercearia em Woodland Hills, …

Lesados do BES vão avançar com centenas de ações a exigir indemnizações a Salgado

Mais de mil lesados do BES/GES vão colocar centenas de ações cíveis na justiça a exigir indemnizações por danos morais às pessoas e entidades acusadas no caso BES, sobretudo a Ricardo Salgado. O Ministério Público acusou, …

Não haverá repatriamento. Governo faz alerta contra férias em destinos longínquos

O Governo avisou, esta quarta-feira, os portugueses que planeiem férias em "destinos exóticos ou com ligações fracas a Portugal" que não devem contar com operações de repatriamento como as realizadas no início da pandemia. "Estamos a …

Tribunal Geral da UE anula multa de 13 mil milhões de Bruxelas à Apple

O Tribunal Geral da União Europeia (UE) decidiu, esta quarta-feira, anular a multa de 13 mil milhões de euros imposta pela Comissão Europeia à Apple por alegados benefícios fiscais ilegais na Irlanda. "O Tribunal Geral anula …

Autoridade belga multa Google em 600 mil euros por falha no "direito a ser esquecido"

A autoridade belga de proteção de dados anunciou na terça-feira que impôs uma multa de 600 mil euros à empresa Google Belgium por falta de conformidade no direito a ser esquecido, pedido por um cidadão. Numa …

Costa avisa: País não aguenta novo confinamento. Inverno tem de ser preparado já

O primeiro-ministro considerou, esta quarta-feira, que o país não aguenta um novo período de confinamento por causa da covid-19 e avisou que o tempo é "curtíssimo" para a sociedade se preparar para o próximo inverno. Esta …

Parlamento aprova relatório da audição de Centeno para governador do BdP

O relatório da audição de Mário Centeno no âmbito da proposta de designação para governador do Banco de Portugal foi aprovado, esta quarta-feira, pelos deputados com voto favorável do PS e a abstenção do PSD …

Nova campanha da Casa Branca pede a milhões de desempregados que encontrem outro emprego

A pandemia de covid-19 foi um verdadeiro balde de água fria para muitos norte-americanos que acabaram no desemprego. Agora, uma nova campanha publicitária apoiada pela Casa Branca visa incentivar as pessoas desempregadas a "encontrar algo …

"Mais vale tarde do que nunca", diz Presidente sobre acusação no caso BES

O Presidente da República considerou, esta quarta-feira, que a justiça portuguesa "está a viver um bom período" e a dedução da acusação no caso BES "é uma boa notícia", observando que "mais vale tarde do …

Durante a pandemia, as pessoas movimentaram (e guardaram) mais notas e moedas

A pandemia de covid-19, que em dezembro do ano passado surgiu na China, fez com que as pessoas movimentassem (e guardassem) mais dinheiro físico, apesar de as opções digitais serem consideradas mais seguras. A conclusão …